Pnld2021 Humanitasdoc vainfas V3 001a256 pr 001. pdf


•  World Wide Fund for Nature (WWF). Disponível em:  https://www.wwf.org.br. Acesso em: 16 set. 2020; •



Baixar 50.75 Mb.
Pdf preview
Página299/334
Encontro11.07.2022
Tamanho50.75 Mb.
#24207
1   ...   295   296   297   298   299   300   301   302   ...   334
Humanitas.doc - Volume 3
• 
World Wide Fund for Nature (WWF). Disponível em: 
https://www.wwf.org.br. Acesso em: 16 set. 2020;
• 
Greenpeace. Disponível em: https://www.greenpeace.
org/brasil/. Acesso em: 16 set. 2020;
• 
Instituto Socioambiental (ISA). Disponível em: https://
www.socioambiental.org/pt-br. Acesso em: 16 set. 2020;
• 
SOS Mata Atlântica. Disponível em: https://www.sosma.
org.br. Acesso em: 16 set. 2020.
A busca por fontes de energias renováveis é crescente
mas a materialização dessas infraestruturas no espaço 
P4_V3_CIE_HUM_Vainfas_g21Sa_MP_193a256.indd 229
29/09/2020 19:44


230
acarreta impactos socioambientais negativos. Como exem-
plo, cite os impactos gerados pela construção de usinas hi-
drelétricas no Brasil, com a inundação de áreas significativas, 
desvio do leito do rio, diminuição da oferta de peixes e re-
moção da população ribeirinha. 
A parte final do tópico visa discutir que, mesmo com 
o consenso em diminuir o uso dos recursos não reno-
váveis, eles têm participação significativa na matriz ener-
gética mundial, pois investimentos em fontes de energia 
renováveis requerem elevados custos na criação de es-
truturas de produção, armazenamento e distribuição de 
energia, fazendo com que muitos países optem pelo uso 
dos combustíveis fósseis por sua viabilidade econômica. 
O tópico trabalha o Tema Contemporâneo Trans-
versal Meio Ambiente: Educação Ambiental, Educação 
para o Consumo, ao estimular o consumo responsável 
e novas práticas cotidianas, visando a promoção da 
consciência ética e socioambiental, e categoria especí-
fica Indivíduo, Natureza, Sociedade, Cultura e Ética. Tra-
balha ainda as habilidades: EM13CHS302, que analisa e 
avalia criticamente os impactos econômicos e socioam-
bientais de cadeias produtivas ligadas à exploração de 
recursos naturais e seus impactos no modo de vida de 
populações locais; EM13CHS304, que analisa os impac-
tos socioambientais decorrentes de práticas de insti-
tuições governamentais, empresas e indivíduos, discu-
tindo as origens dessas práticas com o objetivo de 
promover a consciências ambiental; EM13CHS306, que 
contextualiza os impactos de diferentes modelos so-
cioeconômicos no uso dos recursos naturais e na pro-
moção da sustentabilidade econômica ambiental do 
planeta; e EM13CNT309, que visa analisar os impactos 
econômicos e socioambientais decorrentes do uso de 
recursos não renováveis e introdução de novas tecno-
logias energéticas.
As informações do primeiro boxe Observe que... da pá-
gina 99 podem ser aprofundadas, de maneira que os estu-
dantes atentem para a questão energética como tema in-
cluído nas preocupações relativas ao desenvolvimento 
sustentável por parte de organismos internacionais. Ques-
tione de que modo ações como a proposição da Agenda 
para o Desenvolvimento Sustentável 2030 podem contri-
buir para a promoção e a garantia de práticas energéticas 
sustentáveis. 
Essa é uma oportunidade para aprofundar a habili-
dade EM13CHS305. Se julgar conveniente, proponha 
aos estudantes a realização de uma campanha relacio-
nada ao ODS7, o que contribui para abordar o TCT Edu-
cação Ambiental. Uma possibilidade é que a turma se-
ja provocada a listar formas com as quais a comunidade 
escolar ou local pode contribuir para favorecer a cons-
ciência ética e socioambiental, as práticas sustentáveis 
e o consumo responsável de energia. Para mais informa-
ções a respeito da Agenda 2030 para o desenvolvimen-
to sustentável, proposta pelas Nações Unidas, ver: 
https://nacoesunidas.org/pos2015/agenda2030/. Acesso 
em: 16 set. 2020.
Ao tratar do segundo boxe Observe que... da página 
99, discuta com os estudantes o papel de organizações 
e movimentos sociais que lutam pela defesa de interes-
ses de povos que foram impactados negativamente pe-
la construção de infraestruturas que visam a exploração, 
a distribuição e o consumo de energia, como o caso do 
Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), no 
contexto brasileiro, de modo a aprofundar a habilidade 
EM13CHS302.
Roteiro de estudos 
p. 100-103
1. a) Os estudantes devem levar em conta os altos custos 
necessários para a implementação da captação de energia 
solar e eólica, mas também os problemas ambientais que 
causam. Tais impactos estão mais evidentes na energia eó-
lica, que, conforme mostra o texto, afeta ecossistemas e 
comunidades de diversas maneiras (animais atingidos pelas 
pás dos geradores, deslocamento de populações locais, etc.). 
No entanto, eles também estão presentes nas usinas sola-
res, que podem afetar pássaros, além de exigirem altos in-
vestimentos, oferecerem baixo rendimento, entre outros 
problemas. O texto também cita impactos indiretos, como 
a instalação das linhas de transmissão de energia e das es-
tradas de acesso às usinas.
Ressalte com os estudantes que, embora ambas as 
fontes de energia sejam limpas e relativamente baratas, 
elas têm produtividade menor em comparação com a 
energia hidrelétrica. Além disso, elas dependem de sub-
sídios governamentais para sua ampla utilização, pois o 
custo dos equipamentos ainda é alto. Seria necessário ha-
ver uma estratégia nacional de implementação de ambas 
para que se tornassem viáveis economicamente. Isso tam-
bém significaria investir em linhas de transmissão, neces-
sárias para transportar a eletricidade.
b) Resposta pessoal. Os estudantes podem argumentar 
em ambas as direções, mas devem justificar sua escolha 
com base nas informações do capítulo e/ou em dados en-
contrados na pesquisa. Apesar de termos uma matriz ener-
gética considerada “limpa” em sua maior parte, ela apre-
senta custos importantes para o meio ambiente e a 
sociedade (como foi o caso da Usina de Belo Monte). No 
entanto, não dependemos tanto de usinas termelétricas, 
que são altamente poluentes e em geral dependem de 
combustíveis não renováveis. Os estudantes devem tam-
bém levar em conta as mudanças climáticas pelas quais o 
planeta vem passando, uma vez que se solicita uma pro-
jeção para o futuro.
c) Existem diversas maneiras de executar a atividade. Os es-
tudantes podem usar ferramentas como a plataforma gratui-
ta de 
design gráfico Canva (disponível em: www.canva.com; 
acesso em: 20 ago. 2020) para produzir o infográfico, usando 
ícones, ilustrações e outros recursos visuais que ajudem a 
transmitir as informações de maneira visual. Eles também po-
dem criar infográficos com materiais como cartolina, lápis de 
cor, canetas, etc. Oriente-os a identificar quais elementos vi-
suais podem ser incluídos no infográfico (tabelas, gráficos, 
legenda, entre outros). 
P4_V3_CIE_HUM_Vainfas_g21Sa_MP_193a256.indd 230
29/09/2020 19:44



Baixar 50.75 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   295   296   297   298   299   300   301   302   ...   334




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal