Pnld2021 Humanitasdoc vainfas V3 001a256 pr 001. pdf



Baixar 50.75 Mb.
Pdf preview
Página294/334
Encontro11.07.2022
Tamanho50.75 Mb.
#24207
1   ...   290   291   292   293   294   295   296   297   ...   334
Humanitas.doc - Volume 3
Professor indicado: Geografia
O tópico discute o conceito de segurança energética e 
sua importância para os governos nacionais, visto que é con-
siderado um tema de segurança. Como a autossuficiência 
energética é difícil de ser alcançada por muitos países, por 
causa das adversidades naturais estabelecidas, as trocas entre 
os estados-nações são reguladas através de acordos bilate-
rais, multilaterais, empresas do setor energético e agências 
internacionais para suprir a demanda por energia. Nesse âm-
bito, discute-se a pertinência do conceito de segurança ener-
gética, visando o acesso ininterrupto dos recursos e o seu 
fornecimento a preços acessíveis, com infraestrutura ade-
quada e respeito ao meio ambiente. De acordo com essa 
proposta da IEA prevalece a necessidade do consumidor e 
importador de energia, em detrimento dos produtores e ex-
portadores. 
Constrói-se em seguida uma definição de segurança 
energética que seja pensada de modo a equilibrar os interes
-
ses de consumidores e produtores, de importadores e ex-
portadores. Diferentes estratégias podem ser realizadas pelos 
países para garantir a segurança energética: em países ricos 
em recursos naturais, que tem assegurada a demanda inter-
na de energia, o excedente é exportado para outros países; 
acordos comerciais bilaterais podem ser realizados com a 
construção de uma rede energética integrada que sustenta 
a energia para os países signatários; e diversificação de forne-
cedores para países altamente dependentes de importações, 
com o objetivo de garantir suas necessidades energéticas. 
A parte final do tópico discute os investimentos em fon-
tes de energia renováveis (“limpas”), que nos últimos anos 
têm crescido, com investimentos de países desenvolvidos e 
em desenvolvimento, com destaque para a China. Discuta 
com os estudantes que os investimentos em fontes de ener-
gia renováveis aceleraram nos últimos anos devido aos estu-
dos sobre mudanças climáticas ocasionadas pela ação an-
trópica, através da emissão de gases de efeito estufa, poluição 
hídrica, descarte irregular de resíduos sólidos e consumo de-
senfreado, provocando o esgotamento dos recursos e colo-
cando em perigo a geração atual e as futuras. Essa aborda-
gem reforça conteúdos trabalhados no componente 
curricular de Geografia do 6º ano do Ensino Fundamental. 
Esse tópico trabalha as habilidades: EM13CHS106, pois 
reforça a importância da utilização da linguagem cartográ-
fica, gráfica e iconográfica na interpretação de fatos e difusão 
de conhecimentos; EM13CHS304, na análise dos impactos 
socioambientais decorrentes de práticas de instituições go-
vernamentais, empresas e indivíduos; EM13CHS305, que ana-
lisa e discute o papel e as competências legais de organismos 
nacionais e internacionais de regulação para a promoção 
sustentável; e EM13CHS306, que contextualiza, compara e 
avalia os impactos de diferentes modelos socioeconômicos 
no uso dos recursos naturais.
Analisar e refletir 
p. 89
A análise crítica do mapa e da definição contribui para 
a mobilização da CG2 e das habilidades EM13CHS106 e 
EM13CHS206, que reforçam o uso da linguagem carto-
gráfica, gráfica e iconográfica para a interpretação de da-
dos e difusão de conhecimentos e a construção do racio-
cínio geográfico, aplicando princípios de ordem, 
localização e distribuição, extensão e conexão. Ao apre-
sentar a IEA, há oportunidade de desenvolver a habilida-
de EM13CHS604. 
Oriente a atividade de modo que os estudantes identifiquem 
que os membros permanentes são majoritariamente países 
ricos e industrializados, que se destacam no consumo de ener-
gia. A definição de segurança energética parte desse ponto de 
vista. O tema é aprofundado na sequência.
Analisar e refletir 
p. 89
Resposta pessoal.
A atividade mobiliza a CG2 e a CG7. A elaboração 
proposta deve considerar as necessidades dos que ofer-
tam e dos que demandam os recursos energéticos, privi-
legiando a promoção de um bom relacionamento entre 
ambos. As ideias de busca de convergências e interde-
pendência podem contribuir na definição. Promova uma 
discussão sobre as definições apresentadas, e, se neces-
sário, consulte o colega da área de Geografia.
Questões em foco: Rússia e Europa: 
insegurança energética 
p. 92
Essa atividade sobre insegurança energética no con-
texto das relações Europa-Rússia possibilita que os estu-
dantes mobilizem conhecimentos historicamente cons-
truídos para entender e explicar a realidade, avaliem e 
reflitam sobre como lidar com problemas e utilizem lin-
guagem cartográfica para expressar e partilhar informa-
ções, contribuindo para o desenvolvimento das CG1, CG2 
P4_V3_CIE_HUM_Vainfas_g21Sa_MP_193a256.indd 226
29/09/2020 19:44



Baixar 50.75 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   290   291   292   293   294   295   296   297   ...   334




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal