Pnld2021 Humanitasdoc vainfas V3 001a256 pr 001. pdf



Baixar 50.75 Mb.
Pdf preview
Página279/334
Encontro11.07.2022
Tamanho50.75 Mb.
#24207
1   ...   275   276   277   278   279   280   281   282   ...   334
Humanitas.doc - Volume 3
Professor indicado: História ou Sociologia
Discuta como o desenvolvimento das técnicas trans-
formaram as cidades no decorrer da história. Aponte as 
origens dos primeiros aglomerados humanos e ressalte 
que os grupos humanos já se utilizavam de meios para 
garantir excedentes e aplicá-los nas cidades. A discussão 
sobre práticas coletivas de produção contribui para de-
senvolver a habilidade EM13CHS301. 
Faça uma análise comparativa entre os modos de vida 
nômade e sedentário, destacando aos estudantes que essas 
classificações não são totalmente rígidas. Destaque a im-
portância do desenvolvimento de técnicas para modificar 
a natureza e o espaço de acordo com nossos interesses. Per-
mita que os estudantes vislumbrem as principais dificulda-
des que os grupos nômades enfrentam e como fazem para 
superar aquelas impostas pelo meio natural. Reforce os as-
pectos da CG9, a partir do exercício da empatia e da valo-
rização da diversidade dos indivíduos e de seus modos de 
vida, buscando promover as habilidades EM13CHS105 e 
EM13CHS201.
Discuta com os estudantes a importância da atuação 
de movimentos sociais e de manifestações na luta pela con-
quista da cidadania. Solicite que exponham suas impressões 
acerca dos protestos retratados na imagem e se sabem algo 
a respeito desse período e dos acontecimentos associados 
a ele. Busca-se aqui desenvolver a CG4 e a CG10 e as habi-
lidades EM13CHS102, EM13CHS103 e EM13CHS204.
Discuta com a turma os termos “cidadão” e “cidada-
nia”, relacionando-os e explicando como se desenvolve-
ram na história, saindo do escopo da pólis grega. Indique 
P4_V3_CIE_HUM_Vainfas_g21Sa_MP_193a256.indd 215
29/09/2020 19:44


216
onde havia discussões sobre as atividades realizadas na 
cidade com relação ao exercício da cidadania no século 
XX, atrelada às ideias de indivíduos que gozam de direitos 
civis, políticos e sociais assegurados pelo Estado através 
de um dispositivo de leis como a Constituição. 
Aborde que a cidadania plena não é condição de to-
dos e, ao longo da história, grupos sociais específicos fo-
ram impedidos de exercer sua cidadania, seja por cor, 
renda, seja por gênero. 
Sugere-se a leitura do texto a seguir para aprofundar 
esse debate com os estudantes, o qual analisa dois im-
portantes acontecimentos de 2020, os quais demonstram 
que a cidadania não é uma condição plena para a popu-
lação negra do Brasil e dos Estados Unidos. O texto é a 
transcrição do podcast da coluna Globalização e Cidada-
nia, com o professor Pedro Dallari, divulgada pelo Jornal 
da USP. Por isso, se julgar interessante, promova uma ses-
são de escuta do podcast com os estudantes, incentivan-
do um debate crítico sobre os principais pontos aborda-
dos pelo professor Pedro Dallari:
Cidadania significa, entre outras coisas importantíssi-
mas, segurança. Mas não é o que tem se visto nos últimos 
dias. E é sobre isso que o professor Pedro Dallari fala em sua 
coluna desta semana. “Todas as pessoas têm direito à se-
gurança, e devem ser tratadas igualmente, sem nenhuma 
discriminação ou preconceito. Mas dois eventos recentes 
mostram que estamos muito longe disso”, diz o colunista. 
“Em 18 de maio, o jovem João Pedro Pinto, de apenas 14 anos, 
foi morto em uma ação da polícia dentro de sua casa, em 
São Gonçalo, no Estado do Rio. Já no dia 25 de maio, George 
Floyd foi morto por um policial em Mineápolis, nos Estados 
Unidos”, relata Dallari.
“O que há em comum entre esses dois episódios?”, ques-
tiona o professor. “Uma ação policial extremada e o racismo, 
já que João Pedro e Floyd eram negros. Essas condutas repre-
sentam a negação do direito das pessoas à segurança. Para 
garantir a segurança, exige-se uma polícia profissional e pre-
parada, que use a força de forma muito prudente, e não ex-
tremada e irresponsável, como acabou acontecendo”, afirma 
Dallari. “Mas estas condutas também representam a negação 
ao direito à igualdade, já que ações descontroladas da polícia 
costumam ter como alvo as pessoas mais vulneráveis e dis-
criminadas, especialmente a população negra. Nesse quadro 
de violência policial injustificada, que atinge principalmente 
a população negra, a boa notícia é a forte reação da socieda-
de no Brasil e nos Estados Unidos. É realmente necessário 
reafirmar o direito de todos à plena cidadania.”
ROLLEMBERG, Marcello. Ainda estamos longe da cidadania plena. 
Podcast Globalização e Cidadania. Jornal da USP, 3 jun. 2020. 
Disponível em: https://jornal.usp.br/radio-usp/ainda-estamos-
longe-da-cidadania-plena/. Acesso em: 17 set. 2020.
A discussão proposta contribui para o aprimoramen-
to da habilidade EM13CHS603 e para a mobilização de 
um dos Temas Contemporâneos Transversais (TCTs), 
Educação em Direitos Humanos, ajudando os estudantes 
a compreender melhor a sociedade em que vivem.
Se possível, promova a exibição em sala de aula do 
vídeo indicado no boxe Fica a dica, na página 64, e logo 
depois debata os aspectos que chamaram a atenção dos 
estudantes. Serão desenvolvidas a CG4 e a CG9
 e as ha-
bilidades EM13CHS101 e EM13CHS103. 
Questione se os estudantes sabem qual é o papel do 
Ministério Público e se já foram a alguma exposição de 
arte. É importante que seja destacado o papel da arte co-
mo forma de expressão e sua importância na própria for-
mação da cidadania, a partir do direito de acesso à edu-
cação, à cultura e ao lazer.
A natureza e a cidade 
p. 65

Baixar 50.75 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   275   276   277   278   279   280   281   282   ...   334




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal