Pnld2021 Humanitasdoc vainfas V3 001a256 pr 001. pdf



Baixar 50.75 Mb.
Pdf preview
Página259/334
Encontro11.07.2022
Tamanho50.75 Mb.
#24207
1   ...   255   256   257   258   259   260   261   262   ...   334
Humanitas.doc - Volume 3
Professor indicado: História ou Sociologia 
O tópico aborda a história da Ecologia, a história am-
biental e as diferenças entre as duas. Os estudantes po-
dem, então, se aprofundar nos tipos de questionamentos 
realizados em favor do meio ambiente e de uma relação 
que se entenda de dependência entre ser humano e am-
biente. O tópico permite iniciar a discussão sobre ativis-
mo indígena e a importância em considerar cosmovisões 
de sociedades não ocidentais, compreendendo sua 
centralidade para os povos que as formularam e também 
suas potencialidades para uma crítica do pensamento 
ocidental. Um aspecto do ativismo indígena que tem cres-
cido em importância é a questão da demarcação das ter-
ras indígenas, territórios reconhecidos pela Constituição 
de 1988, mas ainda assim constantemente invadidos e 
violados. A importância da preservação das terras indí-
genas tem também uma relevância ambiental, pois os 
povos indígenas têm conseguido conciliar seu modo de 
vida presente, em toda sua diversidade, com a preserva-
ção contra o desmatamento no território brasileiro. As 
terras indígenas demarcadas e protegidas, além ser uma 
medida de reparação histórica e de garantia da sobrevi-
vência dos povos indígenas, é também a consideração do 
Brasil como país multiétnico e multicultural.
Aqui foi avançado o processo de tematização e proble-
matização da área de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas 
“Indivíduo, Natureza, Sociedade, Cultura e Ética” e do TCT 
“Meio Ambiente – Educação Ambiental”, na medida em 
que os estudantes podem identificar e posicionar-se de acor-
do com os questionamentos do papel da ciência na socie-
dade contemporânea, aprendendo outros modos de pro-
duzir e viver em uma relação mais harmônica com a 
natureza. O tópico permite ainda o desenvolvimento das 
habilidades EM13CHS102, EM13CHS105, EM13CHS202, 
EM13CHS203, EM13CHS302, EM13CHS501 e EM13CHS504 
na medida em que problematiza o etnocentrismo da ciên-
cia moderna e do progresso científico, reconsiderando o 
pensamento indígena como uma das melhores vias para 
repensar a civilização ocidental em sua ânsia de dominação 
e destruição da natureza, avaliando criticamente os impac-
tos econômicos e socioambientais da produção atual, le-
vando os estudantes a se posicionarem eticamente.
Conhecimentos adquiridos durante o Ensino Funda-
mental – Anos Finais são consolidados na medida em que 
o estudante pode retomar conteúdos e conceitos de His
-
tória (“A questão indígena durante a República (até 1964)”, 
“As questões indígena e negra e a ditadura” e “A Constitui-
ção de 1988 e a emancipação das cidadanias (analfabetos, 
indígenas, negros, jovens etc.)”, abordados no 9º ano.
Analisar e refletir 
p. 32
Resposta pessoal. Krenak obteve mais espaço como autor nos 
últimos anos, com a publicação de obras e convites para di-
versos eventos, mas participa do debate público no Brasil há 
mais de três décadas. Verifique se os estudantes consideram 
também essa trajetória.
Essa atividade trabalha a habilidade EM13CHS101 da 
BNCC. É importante destacar que a participação de in
-
dígenas como Mario Juruna e Ailton Krenak nos debates 
para a elaboração da atual Constituição foi um fato iné-
dito e muito importante na história do país. A Carta 
P4_V3_CIE_HUM_Vainfas_g21Sa_MP_193a256.indd 200
29/09/2020 19:44



Baixar 50.75 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   255   256   257   258   259   260   261   262   ...   334




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal