Pnld2021 Humanitasdoc vainfas V3 001a256 pr 001. pdf



Baixar 50.75 Mb.
Pdf preview
Página183/334
Encontro11.07.2022
Tamanho50.75 Mb.
#24207
1   ...   179   180   181   182   183   184   185   186   ...   334
Humanitas.doc - Volume 3
ANALISAR E REFLETIR
141
V3_CIE_HUM_Vainfas_g21Sa_Cap6_126a151_LA.indd 141
9/27/20 1:06 PM


Em manifestação realizada em 2016 em Lima (Peru), ativistas pelos direitos humanos e pelos direitos das mulheres pedem a 
responsabilização do governo do Peru em relação às esterilizações forçadas realizadas entre os anos 1990 e 2000.
ESTADO DE BEM-ESTAR SOCIAL E CRESCIMENTO 
POPULACIONAL
A industrialização e o desenvolvimento do capita-
lismo promoveram desigualdades e geraram uma 
série de problemas sociais na Europa ocidental. Para 
superá-los, os países da região adotaram um mo-
delo econômico e social conhecido como Estado de 
bem-estar social. 
Nessa forma de organização, o Estado atua na 
promoção de direitos sociais básicos. Para isso, ado-
ta uma série de políticas assistenciais financiadas 
com recursos advindos do crescimento econômico, 
assegurando a redução das desigualdades sociais. 
O Estado, então, foi capaz de proporcionar o aces-
so universal a padrões mínimos de educação, saúde, 
habitação, renda e seguridade social a cidadãos e ci-
dadãs. Ao garantir direitos sociais básicos, o Estado 
também reforçou os direitos civis e políticos.
Contudo, a partir da década de 1970, o Estado de 
bem-estar social entrou em crise, em função dos con-
flitos entre os interesses das empresas capitalistas e 
dos trabalhadores. Uma das expressões dessa crise 
foi a privatização de empresas públicas, entre outras 
ações convergentes com a doutrina neoliberal.
As políticas de bem-estar social foram implanta-
das em contextos nos quais as taxas de natalidade 
já haviam se reduzido significativamente. Por sua 
vez, o desenvolvimento industrial e econômico tar-
dio dos países fora do contexto europeu contribuiu 
para que a transição demográfica ocorresse mais 
recentemente e de modo mais rápido na maior par-
te do mundo, o que gerou uma fase de acentuado 
crescimento populacional. Os países em desenvol-
vimento e emergentes, com graves problemas so-
ciais e políticos, em alguns casos às margens do 
capitalismo global, em geral não foram capazes de 
implantar o mesmo modelo. 
Alicerçados na teoria neomalthusiana, muitos 
entenderam a redução da população como a única 
alternativa para promover seu desenvolvimento. Em 
alguns casos, chegou-se a realizar a esterilização 
forçada da população.
No Peru, durante o governo do presidente Al-
berto Kenya Fujimori (1938-), estima-se que apro-
ximadamente 236 mil mulheres foram esteriliza-
das irregularmente entre 1990 e 2000. As várias 
denúncias feitas à justiça peruana levaram à cria-
ção de uma Comissão Especial para apurar as ati-
vidades do programa de Anticoncepção Cirúrgica 
Voluntária (ACV).
Aaron Heredia/R
o
verImages/P
acific P
ress/LightR
oc
ket/Get
ty Images
142
V3_CIE_HUM_Vainfas_g21Sa_Cap6_126a151_LA.indd 142
9/27/20 1:06 PM



Baixar 50.75 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   179   180   181   182   183   184   185   186   ...   334




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal