Pnld2021 Humanitasdoc vainfas V3 001a256 pr 001. pdf


F A S E S D A T R A N S I Ç Ã O D E M O G R Á F I C A



Baixar 50.75 Mb.
Pdf preview
Página181/334
Encontro11.07.2022
Tamanho50.75 Mb.
#24207
1   ...   177   178   179   180   181   182   183   184   ...   334
Humanitas.doc - Volume 3
F A S E S D A T R A N S I Ç Ã O D E M O G R Á F I C A
A teoria proposta por Thompson distingue quatro 
fases do processo de transição demográfica:

Fase 1: denominada pré-transição. A população 
apresenta altas taxas de natalidade e mortalidade 
e, consequentemente, baixo crescimento vegetati-
vo. Nascem muitos indivíduos, mas também mor-
rem muitos, o que mantém o crescimento absoluto 
equilibrado e em baixos patamares. As sociedades 
europeias que se industrializaram entre os séculos 
XVIII e XIX foram as primeiras a deixar essa fase. 
No Brasil, ela se estendeu até o início do século XX.

Fase 2: caracterizada pela queda na taxa de mor-
talidade, proporcionada pelos avanços da medicina 
e pela melhoria nas condições sanitárias. As taxas 
de natalidade permanecem altas, o que gera ele-
vado crescimento vegetativo. É marcada pela urba-
nização e pela transição da maior parte da popu-
lação da condição rural para a urbana. Na Europa, 
ocorreu principalmente ao longo do século XIX; no 
Brasil, ocorreu entre as décadas de 1940 e 1970.

Fase 3: a queda na taxa de mortalidade passa 
a ser acompanhada pela queda na taxa de na-
talidade. O crescimento vegetativo passa a ter 
menor intensidade. Há crescimento absoluto da 
população, mas em ritmo menor. É marcada pelo 
modo de vida urbano, maior inserção da mulher
independentemente da condição social, no mer-
cado de trabalho e difusão de métodos contracep-
tivos. Na Europa, ocorreu entre o final do século 
XIX e meados do século XX. Pode-se considerar 
que o Brasil se encontra no final dessa fase e iní-
cio da fase 4.

Fase 4: ocorre o processo de envelhecimento da 
população. A taxa de natalidade se estabiliza em ní-
veis baixos, a taxa de mortalidade continua baixa e 
o crescimento vegetativo também é baixo. A média 
de idade é alta e a expectativa de vida ao nascer é 
elevada. A população infantil se torna inferior à po-
pulação idosa. Considera-se que, ao chegar nesta 
etapa, a transição demográfica foi concluída.
Atualmente, considera-se a existência de uma 
quinta fase. Nessa etapa, a taxa de mortalidade su-
pera a de natalidade, pois o número reduzido de fi-
lhos – abaixo da taxa de reposição populacional (2,1 
filhos por mulher em idade reprodutiva) – mantém 
a taxa de natalidade em patamares muito baixos. 
Quando atinge essa fase, a população tende a apre-
sentar crescimento vegetativo negativo e redução no 
número absoluto de indivíduos. A migração pode ser 
uma alternativa para aumentar a população.

Baixar 50.75 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   177   178   179   180   181   182   183   184   ...   334




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal