Pnld2021 Humanitasdoc vainfas V3 001a256 pr 001. pdf


S E G U R A N Ç A E N E R G É T I C A E



Baixar 50.75 Mb.
Pdf preview
Página119/334
Encontro11.07.2022
Tamanho50.75 Mb.
#24207
1   ...   115   116   117   118   119   120   121   122   ...   334
Humanitas.doc - Volume 3
S E G U R A N Ç A E N E R G É T I C A E 
C O M É R C I O I N T E R N A C I O N A L
A distribuição desigual de recursos energéticos no mundo torna a autossuficiên-
cia energética um anseio difícil de ser alcançado pelos países, havendo necessidade 
de importação para uns e possibilidade de exportação para outros.
O padrão e a regulação dessas trocas são assuntos pertinentes a Estados, orga-
nismos internacionais, grandes empresas do setor de energia, acordos bilaterais ou 
multilaterais, dentre outros dispositivos característicos do cenário internacional. É 
nessa esfera de atores e relações que se discute a segurança energética.
Pelo seu caráter essencial ao bem-estar econômico e social, a energia é consi-
derada um tema de segurança. Isso porque a ausência de energia e de fontes ne-
cessárias à sua produção é uma ameaça real às sociedades e aos Estados, podendo 
provocar graves perdas econômicas, problemas sociais, além de disputas e conflitos.
Para definir segurança energética, vamos observar o entendimento predominante 
sobre o tema na regulação internacional, elaborada pela Agência Internacional de 
Energia (IEA, sigla para International Energy Agency, em inglês). Inicialmente, contu-
do, consideremos algumas informações sobre tal organização. 
A IEA é sediada em Paris e vincula-se à Organização para a Cooperação e 
Desenvolvimento Econômico (OCDE), instituição que busca promover estímulos ao 
comércio mundial e ao progresso econômico. O conjunto de membros permanentes 
e associados da IEA soma 38 países.
M U N D O : M E M B R O S P E R M A N E N T E S E A S S O C I A D O S D A I E A ( 2 0 2 0 )
Círculo Polar Ártico
Círculo Polar Antártico
Trópico de Câncer
Trópico de Capricórnio
Equador
Meridiano de Greenwich


OCEANO
PACÍFICO
OCEANO
PACÍFICO
OCEANO
ATLÂNTICO
OCEANO
ÍNDICO
OCEANO GLACIAL ÁRTICO
OCEANO GLACIAL ANTÁRTICO
0
2400
km
Países-membros
Países associados
Fontes: elaborado com base em BRASIL. Ministério da Economia. Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico
 – OCDE. 
Disponível em: http://www.fazenda.gov.br/assuntos/atuacao-internacional/cooperacao-internacional/ocde. Acesso em: 21 set. 2020; IEA. 
Countries and regions. Disponível em: https://www.iea.org/countries. Acesso em: 21 set. 2020.
P
or
tal de Mapas/Arqui
v
o da editora
88
V3_CIE_HUM_Vainfas_g21Sa_Cap4_082a103_LA.indd 88
9/27/20 1:04 PM


A IEA define segurança energética como:
Certeza de acesso físico ininterrupto aos recursos energéticos necessários para o desenvolvimen-
to permanente de uma nação, e o fornecimento desses recursos a preços acessíveis e confiáveis, 
obtidos através de suprimentos identificados e amplos, através de infraestrutura adequada, e se 
garantindo o fornecimento aos mercados e o respeito ao meio ambiente.
DA SILVA, F. F. Capital internacional e Petrobras na ditadura brasileira: um estudo a partir dos “contratos de 
risco” (1964-1984). 2018. Dissertação (Mestrado em Economia) – Instituto de Economia, Universidade Estadual 
de Campinas, Campinas, 2018. 245 f.

 
Analise o mapa e interprete a definição que a IEA propõe para o termo “segurança energética”. Que 
relações é possível estabelecer entre a definição, os níveis de desenvolvimento dos países-membros e 
o consumo energético? 

Baixar 50.75 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   115   116   117   118   119   120   121   122   ...   334




©historiapt.info 2023
enviar mensagem

    Página principal