Pesquisa incluída no fim de cada capítulo: assistir, ouvir, ler, contemplar e percorrer os sites indicados, sem limitações à curiosidade. Entretanto, é na página Ação



Baixar 4.71 Mb.
Pdf preview
Página67/353
Encontro16.07.2022
Tamanho4.71 Mb.
#24280
1   ...   63   64   65   66   67   68   69   70   ...   353
Arte - Volume único
1
2
Béatrice Hatala/RMN/Other Images/Museu Picasso, P
aris, F
rança.
Arte_vu_PNLD2015_U1C8_098a111.indd 104
6/17/13 10:20 AM


| CApíTulO 8 | pOVOS DO NíGER |
105
endo sobre a cultura ioruba
1
As religiões trazidas antigamente por diversas nações da 
costa da África inegavelmente aqui se conservaram. Se 
aquelas do Congo e de Angola mostraram maior persistên-
cia nos ritos realizados no Rio de Janeiro, as de Daomé e 
da parte sudoeste da atual Nigéria mantiveram-se princi-
palmente nos candomblés da Bahia e, em menor grau, nos 
xangôs de Recife.
Todas estas religiões envolvem a adoção de deuses ances-
trais. [...] Sacrifícios de animais e oferendas de alimentos 
são feitos aos deuses durante as cerimônias privadas. Os 
deuses são, a seguir, invocados e chamados a voltar à terra 
por meio de canções, durante danças simbólicas executa-
das pelas filhas e filhos de santo, ao som dos atabaques 
e de um sino chamado agogô. A presença dos deuses se 
manifesta pelo transe das filhas e filhos de santo. Em cada 
filha e filho de santo manifesta-se somente o orixá ao qual 
estes são consagrados quando da sua iniciação. Os princi-
pais orixás assim invocados são Ogum, deus do ferro, dos 
ferreiros e de todos os que usam este metal; Oxóssi, deus 
da caça; Omolu e Obaluayê, deuses da varíola e das molés-
tias contagiosas; Xangô, deus do trovão; Oyá, divindade 
das tempestades e do rio Níger; Oxum, divindade das águas 
doces; Yemanjá, das águas salgadas; Nanan Buruku, a mais 
velha das divindades das águas e mãe de Omulu; Oxumarê, 
o arco-íris; Oxaguian e Oxalufan, duas manifestações de 
Oxalá, a divindade da criação dos seres humanos.
Cada orixá tem cores que lhe são consagradas e vem dan-
çar em público vestido de belas roupas e portando objetos 
simbólicos.
As cerimônias públicas são celebradas com muito brilho em 
mais de mil terreiros da Bahia e atraem sempre numerosa 
assistência de devotos sinceros, ou simples curiosos. Têm 
lugar em grandes barracões decorados com grinaldas de 
papel recortado nas cores dos orixás que se festejam nesse 
dia, e duram várias horas, durante as quais canções nagôs 
são cantadas, mantendo-se assim com grande vitalidade o 
patrimônio espiritual legado por seus ancestrais.
VERGER, Pierre, Negras Memórias, Memórias de Negro – O imaginário 
Luso-Afro-Brasileiro e a Herança da Escravidão, Catálogo de exposição 
realizada no Palácio das Artes, Belo Horizonte, 2003.

Baixar 4.71 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   63   64   65   66   67   68   69   70   ...   353




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal