Pesquisa incluída no fim de cada capítulo: assistir, ouvir, ler, contemplar e percorrer os sites indicados, sem limitações à curiosidade. Entretanto, é na página Ação



Baixar 4.71 Mb.
Pdf preview
Página48/353
Encontro16.07.2022
Tamanho4.71 Mb.
#24280
1   ...   44   45   46   47   48   49   50   51   ...   353
Arte - Volume único
votivas:  feitas para cumprir um 
voto ou uma promessa. 
Arte_vu_PNLD2015_U1C6_072a085.indd 77
6/17/13 10:17 AM


TEMAS INTERDISCIPLINARES
ARTE E RELIGIÃO
.. 
Os rituais religiosos
Os gregos realizavam diversos rituais em seus tem-
plos, geralmente acompanhados de cantos cole-
tivos ou de recitações individuais. A oferenda mais 
simples consistia em fazer uma libação: verter um 
líquido sobre o chão. Os principais ritos eram a quei-
ma de oferendas, que podiam incluir frutas, cereais 
e pão ba nha do em azeite de oliva ou animais, como 
pombas, ovelhas e bois. 
Segundo a mitologia, num tempo em que deuses e homens 
viviam juntos festejando à mesma mesa e os homens desco-
nheciam a velhice, a morte e o trabalho, coube ao titã Prome-
teu determinar o que seria próprio dos deuses e o que caberia 
aos humanos. Prometeu abateu e retalhou um boi, dividindo 
as carnes em duas porções: camuflados sob gordura apeti-
tosa, foram oferecidos aos deuses os ossos descarnados; es-
condida sob um estômago de aspecto repulsivo, foram reser-
vadas aos homens as carnes comestíveis. Zeus, o rei dos 
deuses, fingiu não perceber a armadilha, para melhor tramar 
sua vingança. Ao comerem a melhor parte, os homens foram 
dominados pela fome que jamais seria saciada e os condenou 
à fadiga, ao envelhecimento e à morte. Os deuses queimaram 
Cena de sacrifício. Pintura em placa de madeira encontrada em Pitsa, 
perto de Corinto. 530 a.C. Museu Nacional de Arqueologia, Atenas. 
À frente da procissão, uma mulher traz oferendas. Logo atrás, 
um menino leva uma ovelha para o sacrifício.
A Grécia clássica
Chamamos de Grécia clássica o período que 
abrange os séculos V a.C. e IV a.C., quando Ate-
nas se colocou à frente de toda a Grécia, desen-
volvendo a democracia e consolidando o poder 
marítimo. 
Atenas, conduzindo os exércitos gregos, ven-
ceu a guerra contra a Pérsia. A reconstrução do 
centro cerimonial da cidade, a Acrópole, simboli-
zou o término do conflito e o início de uma nova 
era de poder, prosperidade e apogeu intelectual 
em Atenas.
Maquete esquemática da Acrópole, no período 
clássico. 
O projeto da Acrópole incluiu, entre ou-
tros, o templo consagrado a Atena Nike
(em grego, ‘vitória’) e o Partenon, que 
tornou-se símbolo da civilização clássi-
ca. Ocupando o ponto mais alto da Acró-
pole, o Partenon foi dedicado à proteto-
ra da cidade, Atena, deusa da sabedoria 
e da guerra.
os ossos não comestíveis e contentaram-se com os aromas 
da fumaça. Permaneceram imortais e não se contaminaram 
com o que é perecível. 
Esse mito esclarece que a finalidade da queima de alimentos 
era nutrir os deuses. Uma família podia sacrificar um peque-
no animal, mas em um festival em honra ao patrono de uma 
cidade, dezenas de animais eram oferecidos. Em festivais, 
uma procissão podia ser sucedida por um sacrifício. 
Photo Scala/Glow Images/Museu Nacional de Arqueologia, 
Atenas, Grécia.
Acrópole quer dizer cidade no alto, 
ou cidade alta. No topo dos morros 
eram construídos os templos, que 
desta forma, ficavam mais próximos 
do céu. 
78
Gianni Dagli Orti/Corbis/Latinstock/Instituto Smithsonian, 
Washington, DC, EUA.

Baixar 4.71 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   44   45   46   47   48   49   50   51   ...   353




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal