Pesquisa incluída no fim de cada capítulo: assistir, ouvir, ler, contemplar e percorrer os sites indicados, sem limitações à curiosidade. Entretanto, é na página Ação



Baixar 87 Mb.
Pdf preview
Página326/353
Encontro16.07.2022
Tamanho87 Mb.
#24280
1   ...   322   323   324   325   326   327   328   329   ...   353
Arte - Volume único
ca da década de 1950?
A pergunta tem carácter especulativo. Deixe os 
alunos à vontade para descrever seu mundo inte-
rior. Você pode também pedir que eles escrevam 
sobre esses devaneios. 
ação – composição em parceria
Esta atividade pretende estimular a criatividade 
e o trabalho em grupo. Também pretende desmisti-
ficar o trabalho do compositor. Só a partir de mui-
tas tentativas e erros uma música fica pronta.
sugesTões de leiTura
AMARAL, Aracy. Projeto construtivo brasileiro na arte 
(1950-1962). Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. 
Rio de Janeiro, 1977.
ARANTES, Otília Beatriz Fiori. Mario Pedrosa: itinerário 
crítico. São Paulo: CosacNaify, 2004.
ARGAN, Giulio Carlo. Arte moderna. São Paulo: Compa-
nhia das Letras, 1992. 
BANDEIRA, João (Org.). Arte concreta paulista: docu-
mentos. São Paulo: CosacNaify, 2002.
BENSE, Max. Inteligência brasileira. São Paulo: Cosac 
& Naify, 2009
CARDOSO, Rafael. Uma introdução à história do design. 
São Paulo: Edgar Blucher, 2008.
CAVALCANTI, Lauro. Moderno e brasileiro: a história 
de uma nova linguagem na arquitetura. Rio de Janeiro: 
Zahar, 2006.
LEITE, João de Souza (Org.). A herança do olhar: o de-
sign
de Aloisio Magalhães. Rio de Janeiro: Artviva, 2003. 
LUCIE-SMITH, Edward. Os movimentos artísticos a 
partir de 1945.
São Paulo: Martins Fontes, 2006.
MAMMI, Lorenzo. Espaços da arte brasileira: Volpi. São 
Paulo: CosacNaify, 2001.
MELO, Chico Homem de (Org.). design gráfico brasi-
leiro:
anos 60. São Paulo: CosacNaify, 2008.
PEDROSA, Mario. Dos murais de Portinari aos espaços 
de Brasília.
São Paulo: Perspectiva, 1981.
SCHWARTZ, Jorge (Org.). Da Antropofagia a Brasília: 
Brasil 1920-1950. Valência: IVAM Institut Valencià d`art 
Modern/São Paulo: FAAP e CosacNaify, 2002.
STUNGO, Naomi. Eames, Charles e Ray. São Paulo: 
CosacNaify, 2000.
SYLVESTER, David. Sobre arte moderna. São Paulo: 
CosacNaify, 2006.
caTálogos
ESPADA, Heloisa (Org.). As construções de Brasília. Rio 
de Janeiro: Instituto Moreira Salles, 2010.
23. Arte Pop
Este capítulo aborda a revolução estética causa-
da pelo rock, a luta pelos direitos civis dos negros 
nos Estados Unidos, a contracultura, a arte pop, os 
primeiros happenings, o novo cinema europeu na 
França e na Itália. Abarca ainda a força da cultura 
baiana, o teatro de Arena, o Oficina e os CPCs, a 
arte pop no Brasil, a exposição Nova Objetividade, 
a jovem guarda, os festivais de MPB, o tropicalismo 
e o cinema novo.
Na década de 1960 a arte se aproxima da cul-
tura de massa. Os artistas visuais formulam uma 
crítica ao consumo. Os jovens estão na rua, ideias 
como ativismo e a contracultura são disseminadas 
e surgem os happenings para desautomatizar os 
hábitos comportamentais. A arte brasileira propõe 
experimentação, crítica social e resistência polí-
tica. Os artistas neoconcretos inovam no cenário 
mundial com trabalhos ambientais e interativos. O 
Tropicalismo faz uma síntese entre o nacional e o 
internacional.
Na abertura vemos seis imagens bem distintas: 
uma escultura, três retratos de artistas plásticos 
brasileiros, a foto de um programa de televisão e 
uma foto de um guitarrista. O professor pode in-
terrogar a turma: O que estas imagens podem nos 
dizer sobre a década de 1960? E o que dizem espe-
cificamente sobre o Brasil? Quem são estas perso-
nagens? O que elas representam?.
As frases nos ajudam a responder algumas des-
tas perguntas; elas falam sobre paz e amor, jovens, 
psicodélico, cotidiano é arte, arte sensorial. 
O Cenário histórico trata da Guerra Fria, so-
bre a luta dos estadunidenses pelos direitos civis 
dos negros e o descontentamento com a guerra do 
Vietnã, aborda brevemente a revolução cultural chi-
nesa e os protestos de maio de 1968, na França.
tema subjacente deste capítulo é a Cultura 

Baixar 87 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   322   323   324   325   326   327   328   329   ...   353




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal