Pesquisa incluída no fim de cada capítulo: assistir, ouvir, ler, contemplar e percorrer os sites indicados, sem limitações à curiosidade. Entretanto, é na página Ação


Arte e Biologia – A ciência e as novas ima-



Baixar 87 Mb.
Pdf preview
Página286/353
Encontro16.07.2022
Tamanho87 Mb.
#24280
1   ...   282   283   284   285   286   287   288   289   ...   353
Arte - Volume único
Arte e Biologia – A ciência e as novas ima-
gens do mundo.
Este boxe retoma o tema da ciên-
cia que foi abordado no Renascimento (capítulo 12). 
A partir do século XVII, não são mais os artistas que
vão investigar a natureza, mas os cientistas. Eles vão
utilizar equipamentos que ampliam as possibilidades
humanas de percepção. Mas é ainda através do dese-
nho que essas imagens serão registradas. A Biologia
aparece na representação de Rembrandt de um mé-
dico e seus alunos em torno de um cadáver. O retrato
desta cena demonstra o interesse pela medicina.
iTem sobre TeaTro
O item sobre a Commedia dell’arte apresenta es-
tes grupos de teatro popular que percorriam os povoa-
dos, vendendo comédias nas praças e nos castelos. 
Descreve os personagens principais a partir dos quais 
eram feitas improvisações. Como a Pesquisa e a 
Ação 
neste capítulo serão feitas na linguagem de tea-
tro, é fundamental trabalhar este item com os alunos.
pesquisa – TeaTro barroco
Professor, dê prioridade para assistir a algum 
vídeo na internet com personagens da Commedia 
dell’arte.
Mesmo que seja em italiano ou em outra
língua, o importante é o aluno perceber a lingua-
gem corporal, a entonação, a brincadeira, a farsa. 
Reserve tempo para a pesquisa prática.
práTica – corpo e voz
Jogo
: imitar o andar
A proposta do jogo é imitar o andar do outro e 
analisar seu próprio modo de andar. 
Orientações para os alunos
: Vocês vão cami-
nhar pela sala. Quem vai na frente deve caminhar 
normalmente, da maneira mais natural possível. O 
segundo da dupla vai atrás, seguindo o colega de
perto. Ele será o imitador: deve observar atenta-
mente o jeito de andar do colega, seus maneirismos, 
postura, ritmo dos passos. Aos poucos, o segundo 
da dupla começa a transpor para o próprio corpo o 
andar observado. A imitação deve ser rigorosa e de-
talhada, não uma caricatura. Nesse momento, o que 
se quer é um raio X do caminhar do outro. Quando 
todos os imitadores estiverem seguros, devem tro-
car de lugar, sem que o imitador deixe de imitar o 
andar. Agora, o que estava na frente observa, no cor-
po do outro, seu próprio jeito de andar. Ao comando
do professor, o imitador, aos poucos, começa a 
exagerar o jeito de andar do colega. Se os ombros 
são arqueados, arqueie mais ainda; se o colega anda
com determinado molejo, exagere-o; se os joelhos
são voltados para dentro, entorte-os ainda mais.
Exagere, como se você olhasse com uma lente
de aumento os traços característicos daquela ca-
minhada, até alcançar uma construção cômica gro-
tesca. Quando a construção corporal estiver bem 
elaborada, invente uma voz engraçada para aquele
corpo. Entregue-se à brincadeira, faça tudo soar en-
graçado, como uma piada. Depois, troque de lugar 
de novo: quem era observado, passa a imitar, quem
imitava passa a ser observado, caminhando à fren-
te. Para finalizar, organizem um desfile com as per-
sonagens que todos criaram: montem um corredor
de pessoas e, sob o aplauso de todos, cada um vai 
desfilar seu personagem na passarela.

Baixar 87 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   282   283   284   285   286   287   288   289   ...   353




©historiapt.info 2023
enviar mensagem

    Página principal