Pesquisa incluída no fim de cada capítulo: assistir, ouvir, ler, contemplar e percorrer os sites indicados, sem limitações à curiosidade. Entretanto, é na página Ação



Baixar 4.71 Mb.
Pdf preview
Página232/353
Encontro16.07.2022
Tamanho4.71 Mb.
#24280
1   ...   228   229   230   231   232   233   234   235   ...   353
Arte - Volume único
histórico
, por fim, com a precisão da linguagem 
verbal, aborda a ocupação desta região.
Refletir através das imagens se torna então um 
prática constante com a leitura do contexto. As 
imagens propõem percursos menos lineares, me-
nos cronológicos, porém extremamente válidos e 
significativos para o educando. Vejamos um exem-
plo de trabalho com a questão da representação do 
Arte_vu_PNLD2015_MP_001a37.indd 5
6/24/13 1:03 PM


6
corpo humano, partindo do capítulo 12 – Renas­
cimento
, no qual temos O Nascimento da Vênus
do artista italiano Sandro Botticelli, logo na primei-
ra página. Que perguntas podem ser feitas a res-
peito da representação desta deusa romana? Como 
ela foi representada? Em que posição ela se encon-
tra? De que matéria ela parece ser representada? 
O que ela expressa em seu olhar? Estas e outras 
perguntas podem ser feitas mais adiante na (pági-
na 156) na xilogravura do artista alemão Albrecht 
Dürer, Adão e Eva, sobre a figura que representa 
Eva. Na sequência repetimos nossas perguntas à 
representação de uma indígena canibal na gravura 
reproduzida por Théodore de Bry, que ilustra os re-
latos de Hans Staden. Responder a estas perguntas 
é prescindível, porque os alunos nesse percurso fo-
ram levados a compreender os padrões estéticos 
da Renascença. Porém, se o professor ainda quiser 
evidenciar a relação entre a estatuária grega e as 
representações da figura humana na Renascença, 
ele pode pedir que os jovens voltem para a abertu-
ra do capítulo 6 – Grécia, na página 81, e obser-
vem a escultura em bronze de um jovem atleta.
Mais um exemplo de percurso através das ima-
gens, desta vez para discutir a representação do 
índio na cultura ocidental: pode-se tomar como 
ponto de partida novamente a gravura que ilus-
tra as aventuras de Hans Staden, no capítulo 12 
e seguir para o capítulo 14 – Neoclassicismo 
e Romantismo
para observar a visão idealizada 
de Victor Meirelles na pintura A primeira missa 
no Brasil
. Quantas perguntas podem ser feitas a 
respeito desta pintura! Como os indígenas foram 
representados? Em que posições? Como são seus 
corpos? Para onde estão voltados seus olhares? 
O que eles expressam nesta cena? E se fizermos 
a mesmas perguntas diante da fotografia de Marc 
Ferrez, Índios bororó, na página 200, no capítulo 

Baixar 4.71 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   228   229   230   231   232   233   234   235   ...   353




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal