Pesquisa incluída no fim de cada capítulo: assistir, ouvir, ler, contemplar e percorrer os sites indicados, sem limitações à curiosidade. Entretanto, é na página Ação



Baixar 4.71 Mb.
Pdf preview
Página182/353
Encontro16.07.2022
Tamanho4.71 Mb.
#24280
1   ...   178   179   180   181   182   183   184   185   ...   353
Arte - Volume único

participar da cena. 
Allan Kaprow, Palavras. Happening realizado em 1961.
Para esta ocasião, Kaprow revestiu as salas de 
uma galeria com palavras escritas em papel, 
criando o que ele chamava de “ambiente”. Espe-
lhos refletiam as letras e mostravam aos visitan-
tes suas próprias reações diante da profusão de 
ideias e associações evocadas, transformando o 
público em parte imprescindível da obra.
O primeiro happening, ao que tudo 
indica, aconteceu em 1952 e foi orga-
nizado pelo músico e compositor John 
Cage (1912-1992). Havia uma pintura 
de Robert Rauschenberg, e o coreó-
grafo Merce Cunningham (1919-2009) 
dançava em meio ao público, enquan-
to Cage lia um texto que relacionava 
música com zen-budismo, entremean-
do momentos de silêncio. 
Artistas europeus como o francês 
Yves Klein (1928-1962) também reali-
zaram esse tipo de evento. Klein vinha 
fazendo pinturas monocromáticas, 
com um tom específico de azul que 
chamou de IBK (International Blue 
Klein), o qual considerava a mais es-
piritual das cores, capaz de evocar o 
infinito. 
Yves Klein, Antropometrias do período azul. Happening em 1960.
Em 1960, Klein convidou figuras do mundo da arte francesa para assisti-
-lo enquanto pintava três mulheres de azul e pressionava seus corpos 
sobre grandes folhas de papel. O evento foi acompanhado de uma sinfo-
nia monótona: uma lenta progressão de uma única nota, seguida de 20 
minutos de silêncio.
R
eprodução/Galeria Internacional de 
Ar
te Contemporânea, P
aris, F
rança.
R
ober
t Mc Elroy/R
eprodução/Arqui
v
o da Editora
Arte_vu_PNLD2015_U3C23_316a337.indd 323
6/17/13 11:32 AM


324
O cinema na Europa
Na década de 1960, também o cinema se en-
contrava em um momento de experimentação e 
transgressão. Na França, durante toda a década 
de 1950, uma revista especializada, a Cahiers du 
cinéma
(Cadernos do cinema), publicou críticas 
de cinéfilos apaixonados. Entre os colaborado-
res, dois jovens amigos se destacavam; Jean-Luc 
Godard (1930-) e François Truffaut (1932-1984). 
Em 1959, Truffaut apresentou no festi-
val de Cannes seu primeiro filme, Os incom-
preendidos
. Em linguagem simples e direta, a 
obra, que venceu o festival, mostrava os confli-
tos de um menino com sua família. O persona-
gem principal foi interpretado por Jean-Pierre 
Léaud, com 14 anos na época. 
A expressão

Baixar 4.71 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   178   179   180   181   182   183   184   185   ...   353




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal