Pesquisa incluída no fim de cada capítulo: assistir, ouvir, ler, contemplar e percorrer os sites indicados, sem limitações à curiosidade. Entretanto, é na página Ação



Baixar 4.71 Mb.
Pdf preview
Página161/353
Encontro16.07.2022
Tamanho4.71 Mb.
#24280
1   ...   157   158   159   160   161   162   163   164   ...   353
Arte - Volume único
Bacon (1954)
Já faz muito tempo que o controverso Francis Bacon despontou 
na cena artística londrina. Desde então, o horror dos pesadelos 
é geralmente considerado o sentimento predominante em sua 
arte. Sem dúvida, essa interpretação se justifica pela primazia 
do grito humano em sua iconografia. Esse grito aparece em 
toda parte: em rostos de prelados, homens de negócios ou 
políticos, em representações da crucificação e em bocas des-
membradas dos rostos. O horror parece persistir mesmo onde 
nenhuma situação extrema é representada.
O notório grito, tão frequentemente encimado por pincenês,
tem sua origem numa célebre imagem do cinema: o
close-up do rosto da babá de pincenê aos gritos na 
sequência da escadaria de Odessa em O encouraçado 
Potemkin, de Eisenstein. Esse rosto que grita fre-
quentemente encima a figura sentada de um prelado 
– uma figura derivada do retrato do papa Inocêncio X, 
de Velázquez. Se é um papa quem grita, é porque um 
papa é um símbolo de magnificência, emprestando 
assim à figura que grita a estatura heroica necessária 
para dar-lhe o peso de uma imagem trágica.
SYLVESTER, David. Sobre arte moderna, São Paulo:
Cosac & Naify, 2006. p. 66 e 67.
endo um texto sobre Francis Bacon
1
Cena de O encouraçado Potemkin, filme de Serguei 
Eisenstein de 1925. 
2
Diego Velázquez. Papa Inocêncio X, Óleo sobre tela, 1650.
140 cm x 120 cm, Galleria Doria Pamphilij, Roma.
Reprodução/Galeria Doria Pamphilj, Roma, Itália.
1
2
Eduard Tisse/Vladimir Popov/ Goskino/
The Kobal Collection/AFP/Other Images
Arte_vu_PNLD2015_U3C21_278a295.indd 284
6/17/13 11:30 AM


| CApÍtulo 21 | Depois DA guerrA |
285
Jean Dubuffet. Joë Bousquet na cama, 1947, Museu de Arte 
Moderna, Nova York. Emulsão de óleo em água sobre 
tela.146,3 cm x 114 cm.
Joë Bousquet (1897-1950) foi um poeta francês 
que, em decorrência de um acidente na Primeira 
Guerra Mundial, viveu acamado por mais de trinta 
anos. Dubuffet o retratou deitado ao lado de dois 
livros.
Autvis 20
1
3/R
eprodução/Museu de 
Ar
te Moderna,MoMA, No
va 
Y
ork, EUA.
O francês Jean Dubuffet (1901-1985), por sua vez, de-
senvolveu uma forma autêntica de expressão à qual deu 
o nome de Arte Bruta, que se inspirava (assim como o 
trabalho do suíço-alemão Paul Klee) em desenhos feitos 
por crianças. Dubuffet, no entanto, foi além, interessan-
do-se por imagens criadas por pessoas com distúrbios 
mentais e por todos aqueles que considerava não esta-
rem contaminados pela cultura. Buscava a criatividade 
pura, que, para ele estava entre os excluídos e os excên-
tricos. Dubuffet foi um artista livre, que se guiou pela 
ideia de invenção. Costumava dizer: “Quanto pior ele 
desenha, mais criativa é a contribuição de um artista”.
O centro do mundo 
cruzou o Atlântico
Por causa da Segunda Guerra, muitos artistas euro-
peus estavam vivendo nos Estados Unidos, país que des-
pontava como centro cultural e para o qual as atenções 
da crítica especializada se voltavam.
Além de receberem influência dos europeus emigra-
dos, os artistas norte-americanos da nova geração eram 
estimulados pela programação do Museu de Arte Moder-
na (MoMA) de Nova York. 
No final de 1943, o MoMA organizou uma retros-
pectiva do escultor norte-americano Alexander Calder 
(1898-1976). Calder inventou um tipo de escultura que 
se move com o vento: o móbile. Inicialmente trabalhou 
com formas geométricas, mas a partir da década de 1940 
ampliou a escala de suas esculturas e passou a construir 
formas orgânicas. Às suas grandes obras que se apoia-
vam no chão, deu o nome de estábiles. 
Alexander Calder, Esponja preta, c. 1957. Chapa metálica, haste, arame e tinta. 
O trabalho de Calder foi associado pelos críticos ao hedonismo 
e à felicidade. Seus objetos dançam, e esse movimento permite 
que as esculturas se modifiquem a cada momento. 
Reprodução/Harriet Griffin, Nova York, EUA.

Baixar 4.71 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   157   158   159   160   161   162   163   164   ...   353




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal