Pesquisa incluída no fim de cada capítulo: assistir, ouvir, ler, contemplar e percorrer os sites indicados, sem limitações à curiosidade. Entretanto, é na página Ação



Baixar 87 Mb.
Pdf preview
Página11/353
Encontro16.07.2022
Tamanho87 Mb.
#24280
1   ...   7   8   9   10   11   12   13   14   ...   353
Arte - Volume único
Arte: evolução ou revolução?
Primeiramente, é importante dizer que o processo final 
de humanização parece ter sido muito rápido, quase um 
evento, mais do que um processo. [...] Em segundo lugar, 
é necessário enfatizar que a criatividade e a capacidade 
de expressão simbólica, incluindo a artística, aparecem já 
em toda a sua extensão de expressão e qualidade técnica. 
As primeiras manifestações artísticas [...] já apresentam 
grande refinamento estilístico e técnico. Não se nota qualquer 
processo evolutivo dessas capacidades.
NEVES, Walter; PROUS, André. Arte: Evolução ou revolução? Catálogo Mostra 
do Redescobrimento. Nelson Aguilar (Org.). Fundação Bienal de São Paulo, 
Associação Brasil 500 Anos Artes Visuais, 2000, p. 32.
As primeiras esculturas 
As mais antigas esculturas que conhecemos são pequenas figu-
ras escavadas em pedra, ossos, chifres e marfim, de aproximada-
mente 30 mil anos atrás, encontradas na Europa e na Ásia. Animais 
e figuras femininas nuas são os temas mais comuns nessas peças 
do Paleolítico Superior. A mais conhecida delas recebeu, ao ser 
descoberta, o nome de Vênus de Willendorf. 
Vênus de Willendorf. Museu de História Natural, Viena, Áustria.
Encontrada em 1908 na Áustria, próximo à cidade de Willendorf, e fei-
ta entre 24000 a.C. e 22000 a.C., esta escultura em pedra calcária tem 
apenas 11 centímetros. As volumosas formas arredondadas podem ter sido 
exageradas pelo escultor para reforçar a ideia de fertilidade.
Vênus é o nome romano da deusa do amor e 
da beleza. Muitas esculturas pré-históricas 
descobertas a partir do século XIX, que representam 
mulheres, também receberam essa designação.
Gerhard T
rumler/Imagno/Get
ty 
Images/
Museu de História Natural, 
V
iena, Áustria.
Arte_vu_PNLD2015_U1C1_012a025.indd 17
6/17/13 10:07 AM


18
Bisão e homem com cabeça de pássaro, 
Caverna de Lascaux, 15000 a.C.-13000 a.C. 
Dordogne, França.
Esta pintura da caverna de Lascaux é 
possivelmente uma narrativa. Uma fi-
gura que pode ser um caçador, usando 
uma máscara de pássaro, parece estar 
deitada no chão. Uma lança (ou cetro) 
com um pássaro na ponta está à sua 
direita. Do outro lado, um bisão pare-
ce ter sido atravessado por uma lança. 
Mais à esquerda do conjunto, um rino-
ceronte que se afasta da cena poderia 
ter atacado o homem mascarado. A cena 
pode se referir à história de um herói 
(um mito) ou relatar algum evento real 
ocorrido naquele tempo (um fato).
Vênus de Brassempouy. Museu de Arqueologia Nacional
Saint-Germain-en-Laye, França.
Outra figura feminina, encontrada na França e datada de 
21000 a.C., é uma pequena cabeça esculpida em marfim de 
mamute, conhecida como Vênus de Brassempouy. Com ape-
nas 3 centímetros, tem as formas delicadas de uma jovem de 
cabeça ovalada, pescoço longo e cabelos compridos.
As pinturas rupestres
Outra forma de expressão do período Paleolíti-
co é a pintura rupestre, feita sobre paredes rocho-
sas de cavernas ou em placas de pedra. Foram en-
contradas inúmeras cavernas, principalmente na 
França e no norte da Espanha, contendo pinturas 
desse período. No deserto do Saara, norte da Áfri-
ca, há representações de elefantes, girafas e leões, 
atestando que ali havia abundante vida selvagem 
por volta de 8000 a.C. 
As cavernas, abrigos naturais permanentes, 
provavelmente tiveram significado especial para 
os grupos humanos, pois há vestígios de que as 
pessoas retornavam a esses lugares geração após 
geração, por vezes durante milênios. 
Além de representações de animais, há sinais 
abstratos e marcas de mãos, e mais raramente 
formas humanas. Na caverna de Lascaux há 
uma representação que parece narrar uma cena. 
Essa caverna, encontrada em 1940 na França, é 
formada por um grande conjunto de salas que 
contêm imagens pintadas entre 17 mil e 13 mil 
anos atrás.
The Bridgeman 
Ar
t Library/Get
ty Images
O fato de muitas esculturas desse período que sobreviveram 
até hoje representarem figuras femininas levou alguns estudio-
sos a cogitar que essas primeiras sociedades fossem matriarcais. 
Outros acreditam que as figuras femininas, muitas delas visivel-
mente grávidas, podem ter sido usadas como símbolos de fertili-
dade em rituais.
Nas sociedades matriarcais 
a mulher-mãe tem papel 
dominante, tanto na família 
quanto no grupo.
J
ean-Gilles Berizzi/RMN/Other Images/Museu de 
Arqueologia Nacional, S
aint-Germain-en-Laye, F
rança.
Arte_vu_PNLD2015_U1C1_012a025.indd 18
6/17/13 10:07 AM


| CApÍtulo 1 | o NASCIMENto DA CultuRA |
19
Photo R
esearc
her
s/Get
ty Images
Os artistas que trabalharam 
nas escuras cavernas paleolí-
ticas utilizaram diversas téc-
nicas. Por vezes desenharam 
diretamente nas paredes com 
pedras de óxido de ferro nas 
cores ocre e vermelha, ou com 
carvão. Outras vezes usaram 
pincéis feitos de cabelo ou de 
algum tipo de musgo para espa-
lhar pigmentos líquidos. Alguns 
sopravam tinta que preparavam 
na própria boca triturando pig-
mentos com saliva. Nesse caso 
podiam usar pequenos ossos de 
aves furados de modo a criar 
efeitos mais delicados, simila-
res ao de um spray atual. Al-
gumas cavernas apresentam 
também figuras em relevo ou 
gravadas com uma ponta de pe-
dra afiada.
Muitas teorias já foram 
propostas para explicar es-
sas notáveis representações. 
Inicialmente, devido à grande 
quantidade de imagens de ani-
mais, cogitou-se que as pintu-
ras rupestres fizessem parte de 
rituais mágicos relacionados 
à caça. No entanto, na década 
de 1960, constatando que os 
animais mais usados na alimen-
tação não eram os que mais 
figuravam nas pinturas, os ar-
queólogos tentaram outra in-
terpretação. Cogitou-se que os 
animais, assim como elementos 
abstratos, poderiam fazer par-
te de um sistema de represen-
tação de ideias, ou uma forma 
de tentar contato com forças 
sobrenaturais. É mais seguro, 
porém, evitar teorias genera-
lizantes. Hoje os conjuntos de 
pinturas de diferentes regiões 
ou de diferentes períodos são 
estudados separadamente.
O Neolítico
Por volta de 9000 a.C. o clima da Terra passou a ser menos frio 
e a natureza se tornou mais abundante. Entre os grupos humanos, 
foram inventados o arco e a flecha e descobriu-se a técnica de polir 
a pedra quase como vidro, o que permitia obter lâminas mais cor-
tantes. Começou-se a domesticar os animais e a cultivar algumas 
plantas. Conseguiu-se assim aumentar o suprimento de comida, o 
que permitiu que os grupos sociais crescessem e adotassem a vida 
sedentária. Essas mudanças trouxeram um novo modo de vida entre 
8000 a.C. e 3200 a.C. e caracterizaram o período chamado Neolítico.
Nesse período, as representações e ornamentos adquirem ca-
ráter mais abstrato. Tornam-se comuns as representações do Sol, 
da Lua e de outros signos que podem estar ligados à passagem 
do tempo. 
Os grupos humanos com modo de vida 

Baixar 87 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   7   8   9   10   11   12   13   14   ...   353




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal