Pesquisa incluída no fim de cada capítulo: assistir, ouvir, ler, contemplar e percorrer os sites indicados, sem limitações à curiosidade. Entretanto, é na página Ação



Baixar 4.71 Mb.
Pdf preview
Página103/353
Encontro16.07.2022
Tamanho4.71 Mb.
#24280
1   ...   99   100   101   102   103   104   105   106   ...   353
Arte - Volume único
Caravaggio. Medusa, 1597.
Aleijadinho. Nossa Senhora 
das Dores, 1790-1810.
Albert Eckhout. Homem africano, 1641.
Luz, sombra e ação: a pintura 
revolucionária de Caravaggio.
Um Brasil visto 
por artistas europeus.
O mestre do barroco mineiro.
R
e
p
ro
d
u
ç
ã
o/
G
al
le
ri
a
U
ff
iz
i, 
F
lo
re
n
ça,
It
áli
a.
Ak
g Images/Latinstoc
k/Museu Nacional,Copenhague,Dinamarca.
Rômulo Fialdini/Acerv
o Itaúsa - In
vestimentos Itaú S.A., São P
aulo, SP
.
Arte_vu_PNLD2015_U2C13_162a175.indd 163
6/17/13 11:03 AM


164
Gian Lorenzo Bernini. O êxtase de Santa Teresa, 1647-1652. Mármore. 350 cm. Capela 
Cornaro, Igreja de Santa Maria della Vittoria, Roma.
Esta escultura está no altar dedicado a Santa Teresa de Ávila (1515-1582), 
que descreveu em várias obras suas visões místicas. Bernini representou 
a passagem em que a religiosa conta que um anjo atravessou-lhe o cora-
ção com uma flecha de ouro incandescente, enchendo-a simultaneamente 
de dor e prazer. A maestria de Bernini em capturar movimento e emoção 
em suas figuras é reforçada pela habilidade de simular diferentes maté-
rias no mármore. 
Uma arte emocional
Como parte do programa para reconquistar se-
guidores que haviam se unido aos protestantes, a 
Igreja católica, no século XVII, passou a empregar 
a arte como instrumento para encorajar a devo-
ção. A ideia era doutrinar sensibilizando visual e 
emocionalmente. Para tanto, a Igreja e a nobreza 
católicas patrocinaram grandiosas construções e 
exuberantes projetos de decoração. Impregnado 
desse espírito emocional, emergiu na Europa o 
estilo que recebeu o nome de barroco.
A voluta é a forma que melhor caracteriza o 
espírito ornamentado do barroco. Trata-se de 
um elemento de decoração em forma de curva
geralmente espiralada, que comparece na arqui-
tetura, nos conjuntos esculturais e nas pinturas 
desse período. Mais tarde a profusão desses or-
namentos evocando conchas, ondas e brotos ve-
getais, recebeu o nome de estilo rococó.
Jacques de Lajoüe (1687-1761). Ornamento 
em rocalha, 1740. Museu Cooper Hewitt, 
Nova York, EUA. 
A rocalha, elemento característico do 
rococó, combina motivos estilizados 
de pedras e conchas em formas curvas 
côncavas e convexas, cheias e vazadas 
e, muitas vezes, assimétricas.
R
eprodução/Museu Cooper Hewit
t, No
va 
Y
ork, EUA.
Os artistas do século XVII valiam-se de efeitos que pu-
dessem comover o espectador, de modo a convencê-lo 
de que algo irreal poderia se tornar realidade.
Um exemplo do uso destes artifícios emocionais está 
na composição da capela Cornaro, realizada pelo es-
cultor e arquiteto italiano Gian Lorenzo Bernini (1598-
-1680). No conjunto, a iluminação filtrada por uma ja-
nela oculta colabora para salientar a impressão de uma 
visão celestial.
The Bridgeman 
Ar
t Library/Get
ty Images
Arte_vu_PNLD2015_U2C13_162a175.indd 164
6/17/13 11:03 AM


| CApÍtulo 13 | BArroCo |
165
Caravaggio (Michelangelo de Merisi).
O chamado de São Mateus. 1599-1600. 3,24 m x
3,40 m, Igreja de São Luís dos Franceses, Roma.
Esta pintura representa o momento em 
que Jesus chama Levi, o cobrador de 
impostos, para se juntar a seus apósto-
los. O braço estendido de Jesus evoca o 
afresco da Capela Sistina em que Miche-
langelo representou Deus dando a vida a 
Adão (Capítulo 12). Um raio de luz rasga 
a pintura da direita para esquerda, ilumi-
nando os rostos e intensificando a força 
emocional da cena.
Photo S
cala/Glow Images/Igreja de São Luís dos F
ranceses, R
oma, Itália.
Roma foi o primeiro centro em que se desen-
volveu a arte barroca. Ali trabalharam artistas de 
toda a Europa, que depois difundiram o novo es-
tilo em outros países.
O responsável pela revolução na pintura 
barroca foi o italiano Michelangelo Caravaggio 
(1571 -1610). Sua pintura era de tal realismo e tão 
original, que muitas pessoas da época não conse-
guiam ver sua beleza. Caravaggio escolhia seus 
modelos entre gente do povo, de mãos grosseiras 
e modos rudes, e os personagens de seus quadros 
pareciam muito mais verdadeiros que as figuras 
idealizadas presentes na arte do Renascimento. 
As figuras pintadas por Caravaggio emergem de 
fundos escuros e brilham numa claridade tão in-
tensa como a dos holofotes usados no teatro.
TEMAS INTERDISCIPLINARES
ARTE E BIoLogIA
.. 

Baixar 4.71 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   99   100   101   102   103   104   105   106   ...   353




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal