Paróquia Santo Antônio Com licença! Informativo Semanal Jacutinga, 28 dezembro 2018



Baixar 1.78 Mb.
Encontro28.10.2019
Tamanho1.78 Mb.




Paróquia Santo Antônio

Com licença!
Informativo Semanal
Jacutinga, 28 dezembro 2018
Sim, com licença! Venho até você com informações sobre a vida de nossa paróquia e Diocese, nesta sexta-feira de céu azul, com o sol tomando conta do espaço sideral. Sendo o último Informativo do Ano, agradeço a você que nos acompanhou durante este ano. Peço licença para entrarmos juntos no ano 2019. Deus nos acompanhe todos os dias do Ano Novo.

Pe. Olírio Streher, pároco



Programação da semana

29 dezembro

Sábado

18 horas

Missa na igreja matriz com batismo de crianças

30 dezembro

Domingo

09 horas

Missa na igreja matriz

31 dezembro


2ª-feira



18h30

Missa em Ponte Preta

20h30

Missa na igreja matriz

01 Janeiro

3ª-feira

09 horas

Missa na igreja matriz

03 Janeiro


Quinta-feira



9 horas

Missa na comunidade São Luiz

14h30

Comunidade Santa Teresinha – Barão Hirsch

20h30

Missa na comunidade NS Consoladora, Linha Farroupilha

04 Janeiro

Sexta-feira

14h30

Missa na comunidade NS de Fátima – Engenho Grande

05 Janeiro




Sábado




18 horas

Missa na igreja matriz

19h30

Missa em ação de graças pelos 80 anos de vida de Dione Echer em Bela Esperança

06 Janeiro

Domingo

09 horas

Missa na igreja matriz, com

08 Janeiro

Terça-feira

14h30

Missa na comunidade SCJ de Rio Padre

Horário de expediente na secretaria

Chamamos a atenção para o horário de expediente na secretaria paroquial nos seguintes dias:

* 31 de dezembro, 2ªf, só pela parte da manhã.


Celebrar o Natal

é acolher na terra as surpresas do Céu que trouxe suas novidades ao mundo.

O Natal inaugura uma nova era, onde a vida não se programa, mas se doa;

onde não se vive mais para si, de acordo com seus próprios gostos,

mas para Deus e com Deus,

porque, a partir do Natal, Deus é o Deus conosco.

Papa Francisco




Missas nas comunidades no mês de janeiro 2019

03 Janeiro


Quinta-feira



9 horas

Missa na comunidade São Luiz

14h30

Comunidade Santa Teresinha – Barão Hirsch

20h30

Missa na comunidade NS Consoladora, Linha Farroupilha

04 Janeiro

Sexta-feira

14h30

Missa na comunidade NS de Fátima – Engenho Grande

05 Janeiro


Sábado


19h30

Missa em ação de graças pelos 80 anos de vida de Dione Echer em Bela Esperança

08 Janeiro

Terça-feira

14h30

Missa na comunidade SCJ de Rio Padre

09 Janeiro


Quarta-feira



14h30

Missa na comunidade Santo Antônio – Linha Barrinha

20h30

Missa na comunidade Santo Antônio – Souto Neto

10 Janeiro


Quinta-feira



14h30

Missa na comunidade Nossa do Rosário

20h30

Missa na comunidade Santo Antônio – Linha Cinco

11 Janeiro

Sexta-feira

14h30

Comunidade Santa Bárbara

12 Janeiro

Sábado

14h30

Missa na comunidade N. Sra. da Saúde – Linha Paris

13 Janeiro

Domingo

10h30

Missa e festa do padroeiro São Sebastião em Linha Sete

19 Janeiro

Sábado

20 horas

Missa na comunidade N.Sra.dos Navegantes em Ponte Preta

26 Janeiro

Sábado

10 horas

Bodas de Ouro de Nelcir e Ivanilde Foleto em Barão Hirsch

27 Janeiro

Domingo

10h30

Missa e festa na comunidade São Paulo Bela Vista













Vão celebrar o Sacramento do Matrimônio

Ricardo Lazzari e Andressa Durante

vão unir-se em matrimônio no dia 12 de janeiro de 2019, às 20h,

na igreja matriz de Jacutinga.

Ricardo é natural de São Valentim e Andressa, de Jacutinga.



Ambos residem na cidade de Jacutinga.

Crianças participam da encenação de Natal

A igreja da sede paroquial de Jacutinga esteve superlotada na missa do Natal, realizada no dia 24 de dezembro, às 20h45.

Depois do rito inicial, foram revividas as cenas bíblicas do nascimento de Jesus o anúncio profético da vinda do Messias, o convite a Maria para ser a Mãe de Jesus, o consentimento de José, o retrospecto do tempo do advento 2018 com os encontros de preparação: “De portas abertas para Jesus... pois, Ele vem conosco morar!”. Na cena da acolhida de Maria e José, protagopnizados por Ângela Conte e Lucas Bagnara, as crianças da catequese de Iniciação à Vida Cristã, de vela acesa na mão, formaram duas fileiras. Passando no meio delas, Maria e José se dirigiram para a gruta de Belém, de onde se ouviu o choro de uma criança, notícia de uma grande alegria: “Nasceu Jesus, o Príncipe da Paz; brilhou a luz, glória a Deus no céu!”. As crianças apresentaram as imagens do Menino Jesus que receberam durante o mês de junho dentro do processo da catequese de Iniciação à Vida Cristã. Junto com o presépio, estas imagens receberam a bênção do Natal.

Na homilia, Pe. Olírio destacou duas formas de celebrar o Natal: uma que é centrada em Jesus e outra, no Papai Noel, promovida pelo consumismo voraz, tão forte nos tempos atuais.









Mensagem do Bispo Diocesano
Avaliar, discernir e anunciar

Estimados Diocesanos!

Estamos prestes a concluir o ano de 2018. Creio ser momento importante para fazermos a avaliação do caminho percorrido a partir da nossa vida pessoal, familiar, institucional e comunitária. Nem sempre é fácil parar para avaliar, porque devemos ter a coragem de nos confrontarmos com as nossas conquistas e também com as coisas que não deram certo, ou não aconteceram como planejamos, ou justamente porque faltou planejamento, que envolvesse as pessoas na família e na comunidade, muitas coisas importantes acabaram não acontecendo porque não receberam atenção adequada da nossa parte.

O hábito de avaliar se faz presente quando temos o costume de planejar. Nesse processo, temos longa estrada a percorrer. Às vezes, optamos pelo improviso, que é característica de uma sociedade em transformação, mas já não responde mais às necessidades de uma ação evangelizadora que busca responder aos anseios e às necessidades espirituais de uma sociedade urbana, na qual a comunidade, como lugar de encontro, precisa continuamente ser construída e reconstruída através do ir ao encontro das pessoas.

A celebração do “Ano Nacional do Laicato”, no Brasil, foi um momento importante para conscientizar, despertar e envolver ainda mais os leigos e leigas na ação evangelizadora da Igreja, mas também foi oportunidade para valorizá-los, como protagonistas da causa do Reino, pelo testemunho de fé que dão na sociedade, sendo “Sal da Terra e Luz do Mundo” (Mt 5,13-14).

Como povo de Deus a caminho, Igreja comunidade de fé, queremos louvar e agradecer ao Senhor pelos acontecimentos deste ano civil que está para terminar, pelas graças recebidas e pela sua misericórdia com as nossas fragilidades. A celebração da festa da Sagrada Família, neste domingo, coloca diante da bondade e do amor do Senhor Jesus a tua família. Ela é o primeiro lugar da nossa existência, no qual precisamos de amor e paz.

No primeiro dia do novo ano, a Solenidade da Santa Mãe de Deus, Maria, marca a caminhada de fé da comunidade, junto com a celebração do Dia Mundial da Paz. E a mensagem do Papa Francisco para a 52º Dia Mundial da Paz começa com uma frase que Jesus disse aos seus discípulos quando os enviou em missão: “Em qualquer casa em que entrardes, dizei primeiro: ‘A paz esteja nesta casa!’ E, se lá houver um homem de paz, sobre ele repousará a vossa paz; se não, voltará para vós” (Lc 10, 5-6).

“Oferecer a paz está no coração da missão dos discípulos de Cristo. E esta oferta é feita a todos os homens e mulheres que, no meio dos dramas e violências da história humana, esperam na paz.[1] A ‘casa’, de que fala Jesus, é cada família, cada comunidade, cada país, cada continente, na sua singularidade e história; antes de mais nada, é cada pessoa, sem distinção nem discriminação alguma. E é também a nossa ‘casa comum’: o planeta onde Deus nos colocou a morar e do qual somos chamados a cuidar com solicitude”.

Meus mais profundos agradecimentos a todos pela participação na caminhada da Igreja de 2018. Que o Espírito Santo continue iluminando os nossos passos, para respondermos com amor e generosidade ao convite do Senhor Jesus, de anunciarmos o Reino de Deus através da nossa vida e missão

Tende todos um bom domingo!

+ Dom José Gislon

Bispo Diocesano de Erexim



30 dezembro 2018

Recado da Palavra de Deus




Festa da Sagrada Família





Festejando com renovada alegria a solenidade do Natal de Jesus, Deus no meio de nós, celebramos neste domingo a festa da Sagrada Família de Nazaré: Jesus, Maria e José. À luz da família de Jesus, contemplamos a nossa família e todas as famílias cristãs.

No Natal, Deus se insere numa família. Para Deus, a família tem um valor muito grande, incomensurável. Apesar da fragilidade humana, o plano divino vai acontecendo através de nossa participação. A família, não obstante sofrer muitas agressões, é ainda hoje proclamada como espaço privilegiado e insubstituível de proteção e promoção da vida humana e cristã.

Reunidos em Aparecida em maio de 2007, os bispos da América Latina e do Caribe acentuam que “A família, ‘patrimônio da humanidade’, constitui um dos tesouros mais valiosos dos povos latino-americanos. Ela tem sido e é o lugar e escola de comunhão, fonte de valores humanos e cívicos, lar onde a vida humana nasce e se acolhe generosa e responsavelmente” (Documento de Aparecida, 302).

A família é uma pequena comunidade e, como tal, a par de alegrias e realizações, enfrenta também crises e dificuldades. Por isso Paulo, na segunda leitura da celebração deste domingo, recomenda: “perdoai-vos mutuamente”. Viver em família requer de cada um e de todos respeito, solidariedade, desprendimento. E, conforme o evangelho deste domingo, em que José e Maria encontram Jesus no Templo, revelando que era preciso estar na casa do Pai, também nossas famílias precisam hoje se apresentar diante de Deus, especialmente no domingo, na comunidade reunida, dia do Senhor e fortalecer sua grande missão de construir um ambiente em que os filhos cresçam como Jesus: em estatura, sabedoria e graça.

Sagrada Família de Nazaré



Oração à Sagrada Família
Jesus, Maria e José, a vós, Sagrada Família de Nazaré, hoje, dirigimos o olhar com admiração e confiança; em vós contemplamos a beleza da comunhão no amor verdadeiro; a vós confiamos todas as nossas famílias para que se renovem nessas maravilhas da graça.

Sagrada Família de Nazaré, escola atraente do santo Evangelho: ensina-nos a imitar as tuas virtudes com uma sábia disciplina espiritual, dá-nos o olhar claro que sabe reconhecer a obra da providência nas realidades cotidianas da vida.

Sagrada Família de Nazaré, guardiã fiel do mistério da salvação: faze renascer em nós a estima pelo silêncio, torna as nossas famílias cenáculo de oração e transforma-as em pequenas Igrejas domésticas, renova o desejo de santidade, sustenta o nobre cansaço do trabalho, da educação, da escuta, da recíproca compreensão e do perdão.

Sagrada Família de Nazaré, desperta na nossa sociedade a consciência do caráter sagrado e inviolável da família, bem inestimável e insubstituível. Cada família seja morada acolhedora de bondade e de paz para as crianças e para os idosos, para quem está doente e sozinho, para quem é pobre e necessitado. Jesus, Maria e José, a vós com confiança rezamos, a vós com alegria confiamos.

Sagrada Família da Nazaré, roga por nós!

Papa Francisco



Cáritas e Pastoral da Criança

realizam encontro de Natal em Áreas Indígenas

Em trabalho conjunto, a coordenação da Cáritas Diocesana e a da Pastoral da Criança visitaram as Áreas Indígenas da comunidade Guarani e a da Kaingang, situadas no Município de Erebango, nos dias 18 e 23, respectivamente, promovendo encontro de confraternização de Natal. O evento teve celebração da Palavra de Deus, ressaltando o advento como tempo de preparação das pessoas para a solenidade do nascimento de Cristo. Após a celebração, foi proporcionado um lanche para os participantes com a entrega de donativos para suas famílias e de brinquedos e doces para as crianças das mesmas.







A sabedoria do Papa Francisco
Na Missa do Galo: Jesus, alimento de amor e simplicidade

- Belém, a casa do Pão.

- Diante da manjedoura e de Deus que se faz pequeno em Belém, compreendermos que não é a avidez e a ganância que alimentam a vida, mas o amor, a caridade e a simplicidade.

- Precisamos percorrer, com Maria e José, o caminho até Belém. Nessa “casa”, “o Senhor marca encontro com a humanidade” para oferecer o alimento que dá vida, porque aqueles do mundo “não saciam o coração”.



- O homem tornou-se ávido e voraz. Para muitos, o sentido da vida parece ser possuir, estar cheio de coisas. Uma ganância insaciável atravessa a história humana, chegando ao paradoxo de hoje em que alguns se banqueteiam lautamente enquanto muitos não têm pão para viver. Belém é o ponto de viragem no curso da história. Lá Deus, na casa do pão, nasce numa manjedoura; como se quisesse nos dizer: Estou aqui ao vosso dispor, como vosso alimento.

- Deus “não dá uma coisa, mas Se dá a Si mesmo. Em Belém, descobrimos que Deus não é alguém que agarra a vida, mas Aquele que dá a vida”.

- Com Jesus, nasce um modelo de vida: “não devorar e acumular, mas partilhar e dar”

- “Diante da manjedoura, compreendemos que não são os bens que alimentam a vida, mas o amor; não a voracidade, mas a caridade; não a abundância ostentada, mas a simplicidade que devemos preservar”.

- No Natal recebemos Jesus, “Pão do céu na terra”, um alimento sem data de validade e que ajuda a mudar o nosso coração, já que o centro da vida não é mais o “eu, faminto e egoísta”, mas Jesus, que nasce e vive por amor.



- Nesta noite, chamados a ir até Belém, casa do pão, nos interroguemos: Qual é o alimento de que não posso prescindir na minha vida? É o Senhor ou outra coisa qualquer? [...] Será verdade que preciso de tantas coisas, de receitas complicadas para viver? Quais são os contornos supérfluos de que consigo prescindir para abraçar uma vida mais simples? [...]  No Natal, reparto o meu pão com aqueles que estão sem ele?

- Precisamos confiar no Senhor e confiar-nos ao Senhor, então receberemos a usa luz. O Senhor gosta de ser aguardado e não é possível aguardá-Lo no sofá, dormindo. Ospastores têm essa característica de não ficarem parados, mas de ir e arriscar por Deus, “contar a beleza são gestos de amor”.



«Vamos a Belém…» (Lc 2, 15): assim disseram e fizeram os pastores. Também nós, Senhor, queremos vir a Belém. O caminho, ainda hoje, é difícil: é preciso superar as montanhas do egoísmo, evitar escorregar nos precipícios da mundanidade e do consumismo. Quero chegar a Belém, Senhor, porque é lá que me esperas. E me dar conta de que Tu, colocado numa manjedoura, és o pão da minha vida. Preciso da terna fragrância do teu amor, a fim de me tornar, por minha vez, pão repartido para o mundo. Toma-me sobre os teus ombros, bom Pastor: amado por Ti, conseguirei também eu, amar, tomando pela mão os irmã.
Na oração do Angelus: Natal é festa em família. "Jesus nasce para todos"

- No Natal, é belo e importante estar em família.

- “O meu pensamento vai em especial às famílias, que nesses dias se reúnem: quem vive longe dos pais parte e volta para casa; os irmãos tentam se reencontrar... No Natal é belo e importante estar juntos em família”.

- Lembrando quem está impossibilitado de viajar e está longe de sua terra natal: “Queridos irmãos e irmãs, o nosso Pai celeste não os esquece e não os abandona. Se vocês são cristãos, faço votos que encontrem na Igreja uma verdadeira família, onde experimentar o calor do amor fraterno”.



- E a todos os que estão longe de casa, cristãos ou não cristãos, o Papa recorda: “As portas da comunidade cristã estão abertas, Jesus nasce para todos e doa a todos o amor de Deus”.

As bem-aventuranças do político

na mensagem do Papa para o Dia Mundial da Paz:

Na manhã de terça-feira, a Secretaria de Comunicação da Santa Sé divulgou a mensagem do Papa Francisco para o 52º Dia Mundial da Paz, em primeiro de janeiro. Ele a inicia lembrando que Jesus enviou os discípulos recomendando-lhes que ao chegar à casa das pessoas lhes transmitissem a paz, dizendo “paz a esta casa”. Casa que é cada família, cada comunidade, cada país, cada continente, na sua singularidade e história; antes de mais nada, é cada pessoa, sem distinção nem discriminação alguma. E é também a nossa “casa comum”: o planeta onde Deus nos colocou a morar e do qual somos chamados a cuidar com solicitude. Na mensagem, Papa Francisco recorda as “bem-aventuranças do político”, propostas por uma testemunha fiel do Evangelho, o Cardeal vietnamita Francisco Xavier Nguyen Van Thuan, falecido em 2002: Bem-aventurado o político que tem uma alta noção e uma profunda consciência do seu papel. Bem-aventurado o político de cuja pessoa irradia a credibilidade. Bem-aventurado o político que trabalha para o bem comum e não para os próprios interesses. Bem-aventurado o político que permanece fielmente coerente. Bem-aventurado o político que realiza a unidade. Bem-aventurado o político que está comprometido na realização duma mudança radical. Bem-aventurado o político que sabe escutar. Bem-aventurado o político que não tem medo. Em seu documento, o Papa menciona os vícios da política, observa que a verdadeira política promove a participação dos jovens e o respeito ao outro. Recorda os 100 anos da primeira guerra mundial e exorta a nunca se admitir a guerra e nem a estratégia do medo. Pede o empenho de todos para um grande projeto de paz

Retrospectiva 2018

Fatos que marcaram a Igreja no Brasil e no mundo

Ano do Laicato. A Igreja no Brasil viveu, em 2018, o Ano do Laicato. O Ano foi realizado de 26 de novembro de 2017 a 25 de novembro de 2018. Como tema, “Cristãos Leigos e Leigas, sujeitos na ‘Igreja em saída’, a serviço do Reino” e como lema “Sal da Terra e Luz do Mundo”. 

Viagem do Papa ao Chile e ao Peru. A primeira viagem internacional de Francisco em 2018 foi ao Chile e ao Peru, e aconteceu de 15 a 22 de janeiro. O tema da viagem para o Chile foi “Dou-vos a minha paz”, e para o Peru, “Unidos pela esperança”.

Terra de Padre Pio. Por ocasião do centenário das aparições dos estigmas de Padre Pio e 50 anos de sua morte, o Papa Francisco visitou, em março de 2018, as cidades italianas de Pietrelcina e San Giovanni Rotondo.

Reunião Pré-Sinodal. Em março aconteceu, em Roma, a reunião pré-sinodal, em preparação para o Sínodo dos Bispos sobre a juventude. Cerca de 300 jovens do mundo inteiro foram convidados a colaborar com o documento pré-sinodal. A reunião teve a presença do Papa Francisco, para o qual foi entregue o documento final, no Domingo de Ramos. 

56ª Assembleia Geral da CNBB. “Diretrizes para a Formação de Presbíteros” foi o tema central refletido pelos cerca de 485 bispos católicos do Brasil na 56ª Assembleia Geral, que aconteceu em Aparecida, de 10 a 20 de abril de 2018. 

Ajuda aos migrantes. A Igreja no Brasil se empenhou na acolhida aos migrantes. Em especial, em Boa Vista (RO), se observou o empenho dos voluntários no acolhimento e na luta contra a fome dos irmãos venezuelanos.

 Viagem do Papa à Suíça. O Papa Francisco esteve, no mês de junho, em Genebra, na Suíça, em uma peregrinação ecumênica. A viagem aconteceu por ocasião do 70º aniversário de fundação do Conselho.

 Audiências Públicas no STF. Nos dias 3 e 6 de agosto, aconteceu, no STF, as audiências públicas sobre a ADPF 442, que discute a descriminalização do aborto. O bispo de Rio Grande (RS), Dom Ricardo Hoepers e Padre José Eduardo de Oliveira e Silva, da Diocese de Osasco (SP), foram representantes a favor da vida. 

Encontro Mundial das Famílias. Em agosto de 2018 aconteceu a nona edição do Encontro Mundial das Famílias, em Dublin, na Irlanda. O encontro teve a participação do Papa Francisco, e contou com mais de 30 mil participantes inscritos, representando 103 países. 

Igreja e casos de abusos. No dia 20 de agosto, o Papa Francisco enviou uma carta ao povo de Deus, sobre os abusos sexuais e atrocidades acontecidos na Igreja. No documento, Francisco reiterou tolerância zero em relação aos crimes cometidos pelos membros do clero e pediu orações.

Países Bálticos. O Papa Francisco visitou, entre 22 e 25 de setembro, os países bálticos. Na Lituânia, o Santo Padre esteve nas cidades de Vilnius e Kaunas; na Letônia, em Riga e Aglona e na Estônia, na cidade de Tallinn. 

Acordo China/Santa Sé. Foi assinado, em 22 de setembro, em Pequim, na Chinam o Acordo Provisório sobre a nomeação dos bispos no país. O acordo foi visto como positivo para a vida da Igreja na China, para o bem dos chineses e a paz no mundo. 

Sinodo dos Bispos sobre a juventude. De 3 a 28 de outubro, aconteceu, no Vaticano, a XV Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos. A Assembleia reuniu 267 padres sinodais para a discussão sobre os jovens, e teve como tema “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”.

Canonizações. No dia 14 de outubro foi realizada, na Praça de São Pedro, a cerimônia de canonização do Papa Paulo VI e de Dom Oscar Romero, além de outros cinco beatos, na presença de 70 mil fiéis.

Fonte: Canção Nova










O Dízimo depende

da generosidade do coração


O dízimo é uma das formas de gratidão da família por tudo o que ela recebe de Deus, Ele que nos enriquece de tantos dons. É também uma forma da participação da família da vida da Igreja nos três níveis: comunidade, paróquia e diocese.

O dízimo é uma forma de expressar a alegria que a família sente por pertencer à Igreja, ou melhor, por ser Igreja. Para quem tem um coração agradecido e generoso, o dízimo não é problema, não é um peso; mas, uma alegria. E essa alegria deve ser de todos: dos que trabalham na cidade ou na roça, do aposentado ou aposentada, das lideranças e dos agentes da comunidade, também do padre, que dá, mensalmente, com alegria, o seu dízimo à comunidade.


Conhecer a Jesus

é o melhor presente

que qualquer pessoa pode receber;

tê-lo encontrado

foi o melhor que ocorreu em nossas vidas,

e fazê-lo conhecido com nossa palavra e obras

é nossa alegria.

Documento de Aparecida



Informativo Diocesano

www.diocesedeerexim.org.br E-mail: secretariado@diocesedeerexim.org.br

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

Ano 22 – nº. 1.193 – 30 de dezembro de 2018
Data de oficialização dos padres em suas novas funções

Dom José já marcou a data em que presidirá missa com oficialização dos padres que transferiu como Párocos no dia 28 de novembro passado:

- Do Pe. Paulo Rogério Caovila, na Paróquia São Francisco de Assis, Mariano Moro, dia 12 de janeiro, às 20h;

- do Pe. Jóssi Golembiewski, na Paróquia São Francisco de Assis, Bairro Progresso, Erechim, dia 20 de janeiro, às 19h;

- do Pe. Davi Oliveira Pereira de Oliveira na Paróquia Santa Ana, Carlos Gomes, dia 27 de janeiro, às 09h;

- do Pe. Valtuir Antonio Bolzan, na Paróquia Imaculada Conceição, Getúlio Vargas, também dia 27 de janeiro, às 19h;

- do Pe. João Dirceu Nardino, na Paróquia São Caetano, Severiano de Almeida, no dia primeiro de fevereiro, às 20h;

- do Pe. Carlos Pontel, na Paróquia N. Sra. Medianeira, Barra do Rio Azul, dia 02 de fevereiro, às 19h30;

- do Pe. Dirceu Dalla Rosa, na Paróquia Santa Teresinha, Estação, dia 09 de fevereiro, às 19h;

- do Pe. Agostinho Francisco Dors, na Paróquia São Pedro, Erechim, dia 10 de fevereiro, às 19h;

- do Pe. Paulo Cesar Bernardi, na Paróquia N. Sra. dos Navegantes, Campinas do Sul, dia 13 de fevereiro, às 19h30.

Os que foram nomeados vigários paroquiais terão sua apresentação em sua nova função pelo respectivo pároco nas seguintes datas:

- Pe. Nelson Longo, na Paróquia N. Sra. do Rosário, Barão de Cotegipe, no dia 16 de fevereiro, às 18h30, quando haverá também o agradecimento e a despedida do atual vigário paroquial, Pe. Jóssi Golembiewski;

- Pe. Cesar Menegat, na Paróquia N. Sra. da Salette, Bairro Três Vendas, Erechim, no dia 24 de fevereiro, às 09h30.

Pe. Edegar já está atuando como vigário paroquial na Paróquia São Cristóvão, Erechim, desde o dia 21 passado, quando celebrou lá sua primeira missa.
Dom José exorta a não adulterar o Natal

Acompanhado pelos padres da Catedral, Alvise Follador e Jean Demboski, e pelo diácono Pascoal Pozza, Dom José Gislon presidiu a missa da noite de Natal naquele templo. Após a proclamação do Evangelho, houve a representação de José, Maria e o Menino que se colocaram diante do presépio marcado pelo número 100 para lembrar o centenário da Paróquia São José. O Bispo abençoou o presépio e proferiu a homilia. Antes da bênção final, convidou os pais a conduzirem as crianças para perto do presépio, onde ele próprio, encerrada a missa, abençoou, abraçou e beijou as que lhe eram apresentadas. Dom José definiu o Natal como festa bonita que toca o coração dos adultos, faz sonhar as crianças, lembra o amor e a ternura de Deus pela humanidade. Disse também que é festa de família, porque envolve o sim de Maria, o compromisso responsável de José e a fragilidade de uma criança, que, mesmo sendo de origem divina, precisou da acolhida e do amor humano. Alertou que esta festa não pode ser adulterada. Ressaltou que a frágil criança contemplada na manjedoura ou nos braços de Maria, como um de nós, é “o Verbo” que estava junto de Deus e era Deus. É a realização da promessa de Deus, anunciada ao longo dos séculos pelos profetas. Concluiu desejando que a mensagem do Natal, marcada pela simplicidade, o amor, a fé e esperança, renove no coração de todos o compromisso pela vida, o bem comum e a caridade, tornando-os sempre mais sensíveis e comprometidos com os valores do Evangelho anunciados por Jesus


Natal é tempo de fortalecer relações fraternas e solidárias

O Bispo diocesano presidiu a missa das 08h do dia de Natal no Santuário de Fátima, tendo o Pe. Valter Girelli como concelebrante. No início de sua homilia, Dom José enviou sua saudação ao Bispo emérito, Dom Girônimo, aos padres, diáconos, religiosos, seminaristas, aos enfermos e seus familiares, aos encarcerados, aos servidores dos hospitais e da segurança, aos pastores das diversas Igrejas, às autoridades do executivo, legislativo e judiciário, aos homens e mulheres de boa vontade de toda a região. Continuou afirmando que o Natal é tempo privilegiado para estender a mão ao outro em manifestação de afeto e carinho, fortalecendo relações fraternas e solidárias. No final de sua reflexão, motivou a todos a adorar e admirar o Menino da manjedoura, a revelação de Deus, o Cristo Jesus, a luz do mundo. Desejou que esta luz cure as feridas do coração, de toda a vida de cada pessoa e ilumine sempre os seus passos, as suas escolhas, a sua família, a sua comunidade, os seus projetos e as suas ações de bem em favor da vida, da justiça e da Casa Comum.







/:Vamos abrir a porta do coração, a porta de nosso lar, reunidos em oração.:/

E, então, /:de portas abertas para Jesus, de portas abertas para Jesus!:/

/:Pois, Ele veio conosco morar. Pois, Ele veio conosco morar.!:/

/:Assim nós temos um FELIZ NATAL! Assim nós temos um FELIZ NATAL!:/

Um NATAL FELIZ! Um NATAL FELIZ!

2 0 1 9

um ano para sempre partir de Cristo

e criar as condições favoráveis

para a paz que vem de Deus!



O Filho de Deus veio ao mundo na simplicidade da gruta de Belém

e quis fazer a experiência da vida em família.



O rosto do Amor se manifestou!

O mundo se alegra

porque a Estrela do amor e da paz brilha entre nós.

Vamos, então, deixar esta luz brilhar no decorrer de todo o ano 2019!

Que ela ilumine todos os lares de Jacutinga!

Que ela afugente as trevas do egoísmo dos corações,

inunde de esperança todos aqueles que estão angustiados,

inspire em nós ações que manifestam que ‘Somos da Paz’

e revelem nosso desejo de sermos reconhecidos como irmãos.
Feliz Ano Novo,

cheio de esperança e paz!


Pe. Olírio Streher, pároco



Calendário 2019

do Santuário de Fátima
Comunicamos que está disponível na secretaria da Paróquia Santo Antônio de Jacutinga o Calendário 2019 do Santuário Nossa Senhora de Fátima. Pode ser adquirido ao preço de R$ 5,00 (cinco reais).

Rir faz bem pra saúde

FIRMEZA NA PROFISSÃO

- Doutor, eu sinto uma dor muito grande no peito.

- Respira fundo. É! Você está com pneumonia.

- Será mesmo? Porque um amigo meu, um dia, fez uma consulta e o médico lhe informou que estava com pneumonia, mas ele morreu de hepatite.

- Mas, eu lhe garanto: quando eu trato um paciente de pneumonia, ele morre de pneumonia mesmo.



ADIVINHAR O FUTURO, É POSSÍVEL?

- Mãe, é verdade que, olhando o boletim escolar de um aluno, a gente pode adivinhar o futuro?

- Sim, filho! Por exemplo: olhando o teu boletim que recebeste hoje na escola, eu sei bem direitinho

o que vai acontecer hoje à noite quando volta o pai.








Amigo! Amiga!

Participe da celebração litúrgica dominical,

pois, você com Deus

na comunidade reunida no domingo,

Deus com você durante toda a semana!

Paróquia Santo Antônio de Jacutinga



Com licença!

Informativo Paroquial por e-mail

As pessoas que desejarem receber em sua casa, por e-mail, o Informativo Paroquial “Com licença”, forneçam seu e-mail, o endereço eletrônico, na secretaria paroquial. Pode-se também deixar escrito num papel o nome da pessoa ou entidade e respectivo endereço eletrônico e entregar na secretaria ou na igreja matriz nas missas de sábado e domingo.

Nome: __________________________________________________

E-mail: _________________________________________________

E mandar para: pe.olirio@diocesedeerexim.org.br

Em nome da paróquia Santo Antônio de Jacutinga,

desejo a todos e a todas

um ótimo domingo e uma feliz semana.


Abraços
Pe. Olírio Luís Streher - pároco

Paróquia Santo Antônio



(54)3368-1168

E-mail: pe.olirio@diocesedeerexim.org.br


Compartilhe com seus amigos:


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal