Os Contos indd 1 08/11/18 10: 17



Baixar 152 Kb.
Pdf preview
Página4/17
Encontro01.04.2021
Tamanho152 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   17
21

Antes do Baile Verde

é em italiano. Era um cortejo de bailarinos descalços carregando 

guirlandas de flores, como se estivessem indo para uma festa. Mas 

não era uma festa, estavam todos tristes, os amantes separados e 

chorosos atrás do amor morto, um menininho encaracolado e nu, 

estendido numa rede. Ou num coche?… Tinha flores espalhadas 

pela estrada, o cortejo ia indo por uma estrada. Um fauno menino 

consolava a amante tão pálida, tão dolorida…

Ela concentrou-se.

— Esse quadro estava na vitrina?

— Perto do lustre que fazia blim-blim.

— Não sei, mas assim como você descreveu é triste demais. 

Juro que não gostaria de ter um quadro desses em casa.

— Mais triste ainda era o anão.

— Tinha um anão na gravura?

— Não, ele não estava na gravura, estava perto.

— Mas… era um anão de jardim?

— Não, era um anão de verdade.

— Tinha um anão na loja?

— Tinha. Estava morto, um anão morto, de smoking, o caixão 

estava na vitrina. Luvas brancas e sapatinhos de fivela. Tudo nele 

era brilhante, novo, só as rosas estavam velhas. Não deviam ter pos-

to rosas assim velhas.

— Eram rosas brancas? — perguntou ela guardando o fio de 

contas na caixa. Baixou a tampa com um baque metálico. — Eram 

rosas brancas?

— Brancas.

— As rosas brancas murcham mais depressa. E fazia calor. 

Ele inclinou a cabeça para o peito e assim ficou, imóvel, os 

olhos cerrados, as pálpebras crispadas. O cigarro apagou-se entre 

seus dedos.

— Lorena…

— Hum?

— Vamos tomar um chá. Um chá com biscoitos, quero biscoitos.



Ela levantou-se. Fechou o livro que estava lendo.

— Ótimo, faço o chá. Só que o biscoito acabou, posso arrumar 

umas torradas, bastante manteiga, bastante sal. Hum?

— Eu vou comprar os biscoitos — disse ele, tomando-lhe a ca-

beça entre as mãos. — Minha linda Lorena. Biscoitos para a linda 

Lorena.


Ela desvencilhou-se rápida.

— Vou pôr água para ferver. Pega o dinheiro, está na minha bolsa.

— No armário?

14555 - Os Contos.indd   21

08/11/18   10:17


1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   17


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal