Organizadora s



Baixar 18.73 Mb.
Pdf preview
Página35/102
Encontro22.07.2022
Tamanho18.73 Mb.
#24328
1   ...   31   32   33   34   35   36   37   38   ...   102
Documento Curricular do Estado do RN Educacao Infantil ebook final 2018(1)
CAÇA PREDATORIA
refletir e avaliar nossas escolhas e nossas concepções de educação, 
conhecimento, infância e criança, reorientando nossas opções. E essas 
são sempre históricas, sempre redutoras diante da imprevisibilidade 


58
HISTÓRICO E FUNDAMENTOS
Concepções de Currículo
que é viver no mundo. Isto é, o currículo diz respeito a acontecimentos 
cotidianos que não podem ser objetivamente determinados, podem 
apenas ser planejados tendo em vista sua abertura ao inesperado
(Ibid, p. 57).
A concepção que se apresenta, portanto, é de currículo como movimento, 
como acontecimento, ao mesmo tempo que intenção, previsão, ainda que 
sempre provisória e lacunar frente à vida vivida nas interações e nas situ-
ações das instituições (LOPES; SOBRAL, 2012). Considerando esta perspec-
tiva, o currículo da educação infantil é compreendido atualmente, como:
[...] um conjunto de práticas que buscam articular as experiências e 
os saberes das crianças com os conhecimentos que fazem parte do 
patrimônio cultural, artístico, ambiental, científico e tecnológico, de 
modo a promover o desenvolvimento integral de crianças de 0 a 5 anos 
de idade (BRASIL, 2009a, p. 01).
Nessa perspectiva, as DCNEI (BRASIL, 2009a) definem currículo como ações 
em curso, conjunto de práticas vividas pelos sujeitos envolvidos na insti-
tuição, com uma intencionalidade explícita: a de propiciar o desenvolvi-
mento integral das crianças, considerando uma articulação e, ao mesmo 
tempo, ampliação de experiências, saberes e conhecimentos próprios aos 
contextos culturais de vida das crianças com os conhecimentos e saberes 
que compõem o patrimônio cultural da sociedade (DANTAS, 2016).
Aponta-se, portanto, que as práticas pedagógicas precisam ser organiza-
das de modo a propiciar experiências educativas que possibilitem apren-
dizagem e desenvolvimento das crianças. Para tanto, o currículo pode ser 
estruturado em uma proposta pedagógica, assim definida:
[...] plano orientador das ações da instituição e define as metas que se 
pretende para a aprendizagem e o desenvolvimento das crianças que 
nela são educados e cuidados. É elaborada num processo coletivo, com 
a participação da direção, dos professores e da comunidade escolar 
(BRASIL, 2010a, p. 13).
Desse modo, as DCNEI (BRASIL, 2009a; 2010a) instituem que o conjunto de 
experiências a serem desenvolvidas, e que, portanto, constituem o currí-
culo, envolvem um conjunto de decisões, relações e ações cotidianas no 
contexto das instituições educativas. E as definições do currículo – vivido e 
narrado, portanto, documentado – materializam-se em propostas pedagó-
gicas ou projetos políticos pedagógicos, que constituem o plano orienta-
dor/norteador desse conjunto de ações e que precisa ser continuamente 


59
HISTÓRICO E FUNDAMENTOS
Concepções de Currículo
revisado e ampliado em diálogo com as práticas desenvolvidas.
Nesta perspectiva, uma proposta pedagógica deve se constituir tanto por 
aspectos teóricos, quanto metodológicos referentes às práticas cotidia-
nas desenvolvidas com as crianças em instituições de educação infantil, 
sendo um instrumento que norteia e documenta o trabalho pedagógico 
de forma reflexiva e colaborativa (DANTAS, 2016). Configura-se como ins-
trumento de construção da identidade de cada instituição, na medida 
em que especifica e contextualiza suas práticas considerando os direitos 
de aprender e se desenvolver integralmente de cada criança e suas es-
pecificidades psicológicas e socioculturais relativas às singularidades da 
infância. Conforme disposto nas DCNEI: 
A proposta pedagógica das instituições de Educação Infantil deve ter 
como objetivo garantir à criança acesso a processos de apropriação, 
renovação e articulação de conhecimentos e aprendizagens de 
diferentes linguagens, assim como o direito à proteção, à saúde, 
à liberdade, à confiança, ao respeito, à dignidade, à brincadeira, à 
convivência e à interação com outras crianças (BRASIL, 2009a, p. 02).
Os currículos precisam se constituir e se desenvolver em projetos coletivos, 
cujo planejamento requer ouvir professores, crianças, pais e comunidade e 
inclui a organização de tempos, espaços, materiais e relações envolvendo 


60
HISTÓRICO E FUNDAMENTOS
Currículo e Experiências
experiências que articulem as vivências das crianças em outros contextos 
educativos. Assume-se então, um currículo que minimize o controle pelo 
adulto, que capte a complexidade da cultura infantil, que ponha ênfase 
no processo de forma aberta e flexível. “Isso envolve nova concepção de 
currículo, entendido como trajetória de exploração partilhada de objetos 
de conhecimento de determinada cultura por meio de atividades diversifi-
cadas constantemente avaliadas” (OLIVEIRA, 2005, p. 185).
Tais definições também são reforçadas por Nunes (2006), quando desta-
ca alguns aspectos que devem ser considerados na elaboração e avalia-
ção de propostas pedagógicas para a educação infantil. São eles: a ne-
cessidade de engajamento coletivo de profissionais, crianças e famílias; 
a organização de um espaço que possibilite interações entre crianças, 
crianças e adultos e adultos entre si; o rompimento com rotinas de es-
pera e incentivo à participação de crianças; a linguagem e a brincadeira 
como eixos centrais do trabalho pedagógico; o estabelecimento de um 
ambiente cultural rico de possibilidades, com a literatura infantil, música, 
desenho, teatro, entre outras; e especialmente a existência de tempos e 
espaços para estudo e formação continuada.
São esses, os conceitos e princípios acerca de currículo e de seus modos 
de construção e materialização em práticas cotidianas que são assumidos 
e desenvolvidos neste documento. A expectativa é que as definições aqui 
apresentadas sejam referências nos processos de elaboração e desenvol-
vimento das propostas pedagógicas nas instituições de educação infantil.



Baixar 18.73 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   31   32   33   34   35   36   37   38   ...   102




©historiapt.info 2023
enviar mensagem

    Página principal