Organizador francisco josé gondim



Baixar 16.84 Kb.
Pdf preview
Página225/368
Encontro03.06.2021
Tamanho16.84 Kb.
1   ...   221   222   223   224   225   226   227   228   ...   368
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
CORE
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
FLEXIBILIDADE
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
EQUILÍBRIO
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
++
RML e FORÇA
+++
+++
+++
+++
+++
+++
+++
+++
+++
+++
+++
+++
+++
+++
+++
+++
+++
+++
+++
+++
+++
+++
+++
+++
Legenda: I = incorporação; E = estabilização; O = ordinário; 
RML= Resistência Muscular Localizada; Core= Região central do corpo. 
Fonte: dos autores


Orientações para avaliação e prescrição de exercícios físicos direcionados à saúde
224
Considerações finais
Por fim, recomenda-se aos PEF, maior aprofundamento neste tema, pois a 
necessidade de atuação com as pessoas em idade avançada e idosas já é uma 
realidade. Buscou-se neste capítulo, mostrar uma inovação para a prescrição 
de EF baseado na avaliação preliminar que considera os indicadores de risco e 
no escore T do DXA, além do risco de fraturas. Dessa forma, listaram-se as se-
guintes informações que devem ser observadas na prescrição de EF (Quadro 4).
Quadro 4
Recomendações para Avaliação e Prescrição de Exercícios
Avaliação Diagnóstica: 
Anamnese: busca 
conhecimentos 
quanto às condições 
clínicas e físicas 
iniciais
Indicadores de risco:
 Doenças crônicas não controladas nas articulações; 
O grau de perda de DMO (Escore T); 
Ocorrência de fraturas por quedas; 
Hipertensão e doenças cardíacas sem acompanhamento 
médico;
O sexo feminino sofre maior impacto e deve ter maiores 
cuidados.
Avaliação Específica: 
Absorciometria de 
Dupla Energia por 
Raio X (DXA)
Suporte médico para avaliação da DMO pelo DXA de acordo 
com as recomendações dos órgãos de saúde: 
A cada ano nos casos de osteoporose; 
A cada dois anos nos casos de osteopenia;
Nos casos de osteoporose severa a cada seis meses 
ou em casos de doença autoimune com altas doses de 
glicocorticoide. Lembrando que a solicitação de DXA cabe ao 
médico especialista. Porém, a leitura do exame deve ser de 
conhecimento dos PEF.
Avaliação Específica 
de desempenho e 
prescrição
Avaliar e desenvolver outras variáveis relacionadas à baixa 
DMO:
Equilíbrio dinâmico, estático e recuperado;
Força muscular geral, de preensão manual e agilidade;
Flexibilidade;
Autonomia funcional;
Qualidade de vida.


Osteomioarticulares
225
Aspectos Específicos 
para Prescrição de 
Exercícios
Observar os detalhes técnicos para prescrever os EF:
Escolher principalmente, exercícios que envolvam os grandes 
grupos musculares que estabilizam a postura; 
Dar preferência a programas de treinamento com três sessões/
semana e período de 12 meses com 60minutos a sessão;
Utilizar o alongamento e flexionamento como elementos 
integrantes e complementares dos programas, associado a 
outros exercícios ou em sessões específicas, no caso de ser 
clinicamente indicado este procedimento;
Utilizar a Escala de esforço percebido na flexibilidade 
(PERFLEX) para identificar adequadamente a utilização dos 
alongamentos ou dos flexionamentos;
No caso de idosos com grave limitação motora ou de 
equilíbrio, considerar a realização do treinamento no meio 
líquido, graças ao empuxo proporcionado pelo “Princípio 
de Arquimedes” e a sensação de cinestesia que ajuda na 
sustentação, manutenção do equilíbrio e prevenção de 
quedas;
Considerar a menor classificação de escore T para a prescrição 
com baixa intensidade e com exercícios de menor impacto. Se 
a escolha for uma atividade aquática, preferir a piscina rasa 
com medida de intensidade por escalas de esforço subjetivo, 
com quantidade de exercícios variando entre 10-15, com no 
mínimo 1-série de 10, 15 e/ou 20 repetições;
Se a classificação de escore T for ainda mais acentuada, 
aliada à ocorrência de fraturas, é prudente iniciar uma 
prescrição somente com exercícios na água, em piscina 
funda por 6-12 meses;
Se a classificação de escore T for para DMO normal ou 
osteopenia escolher o TR, preferir uma adaptação com baixa 
intensidade e manutenção do esforço em moderadas e altas 
intensidades na maior parte dos ciclos, realizando o teste de 
carga periodicamente, com uma quantidade de exercícios 
entre 8-12.
Contudo, é possível considerar a classificação da baixa DMO com risco 
de  fraturas  apresentadas  por  Radominsk  et  al.  (2002)  e  para  indicação  do 
melhor exercício, as recomendações propostas por Borba-Pinheiro, Dantas 
e Figueiredo (2016), baseadas no escore T apresentadas de forma grupada 
na Figura 5.


Orientações para avaliação e prescrição de exercícios físicos direcionados à saúde
226
Figura 5
Adaptação das recomendações de Borba-Pinheiro et al. (2016) para 
a prescrição de exercícios físicos de acordo com os valores de classificação 
do Escore T associado ao risco de fraturas de Radominsk et al. (2002)
Referências  
AMERICAN COLLEGE OF SPORTS MEDICINE (ACSM). Progression Models in Resis-
tance Training for Healthy Adults: Position Stand, p. 687-708, 2009.
AMERICAN COLLEGE OF SPORTS MEDICINE (ACSM). Diretrizes para prescrição de 
exercício em idosos [Directrices para la prescripción de ejercicio en los ancianos], 2005.
AMERICAN COLLEGE OF SPORTS MEDICINE. (ACSM). Diretrizes para testes de es-
forço e sua prescrição. 9 ed. Rio de Janeiro: Guanabara, 2014.
ARNOLD, C.M. et al. A randomized clinical trial of aquatic & land exercise to improve 
balance, function and quality of life in older women with osteoporosis. Physiother Can, 
v.60 p.296-306, 2008.
AY, A.; YURTKURAN, M. Influence of aquatic and weight-bearing exercises on quanti-
tative ultrasound variables in postmenopausal women. Am J Phys Med Rehabil, v. 84, 
n.1 p.52-61, 2005.
BEMBEM, D.A.; BEMBEM, MG. Dose–response effect of 40 weeks of resistance training 
on bone mineral density in older adults. Osteoporos Int. v.22, p.179–186, 2011.
BORBA-PINHEIRO, C.J et al. Fuerza muscular e independencia funcional de mujeres 
mayores después de un programa de entrenamiento de Kárate adaptado. Revista Cien-



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   221   222   223   224   225   226   227   228   ...   368


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal