Olá Estudante, seja muito bem-vindo(a)!


Fonte: FONSECA, Martha Reis Marques da. Química: ensino Médio, Volume 3, 2ª ed. São Paulo, Ática 2016. (adaptado). Quando a hidroxila



Baixar 27.67 Mb.
Pdf preview
Página90/332
Encontro10.08.2021
Tamanho27.67 Mb.
1   ...   86   87   88   89   90   91   92   93   ...   332
Fonte: FONSECA, Martha Reis Marques da. Química: ensino Médio, Volume 3, 2ª ed. São Paulo, Ática 2016. (adaptado).
Quando a hidroxila está ligada a um carbono de um anel aromático (Ar – OH), denominamos estes com-
postos de Fenóis, quando a hidroxila está ligada a um carbono de uma dupla ligação (C = C), denomina-
mos estes compostos de Enóis.
Outras duas funções orgânicas muito importante são a função aldeído e a função cetona, que são ca-
racterizadas pela presença de um grupo funcional chamado CARBONILA, que é constituído por um áto-
mo de carbono ligado a um átomo de oxigênio por ligação dupla (C=O).
Nos Aldeídos, a carbonila está ligada a um átomos de Hidrogênio ( no caso do metanal, ela está ligada a 
dois átomos de hidrogênios) , na extremidade da cadeia carbônica, enquanto na cetona o grupo carbo-
nila está dentro da cadeia carbônica principal, ligado a dois átomos de carbono.
Segundo a IUPAC, deve-se seguir as regras já estudadas de nomenclatura dos hidrocarbonetos, alte-
rando o sufixo, usamos o sufixo AL para aldeídos e o sufixo ONA para as cetonas, no caso das cetonas 
deve-se indicar qual o carbono está ligado a carbonila, quando houver mais de uma possibilidade. 
Fonte: FONSECA, Martha Reis Marques da. Química: ensino Médio, Volume 3, 2ª ed. São Paulo, Ática 2016. (adaptado).


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   86   87   88   89   90   91   92   93   ...   332


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal