Olá Estudante, seja muito bem-vindo(a)!



Baixar 27.67 Mb.
Pdf preview
Página252/332
Encontro10.08.2021
Tamanho27.67 Mb.
1   ...   248   249   250   251   252   253   254   255   ...   332
SEMANA 5
EIXO TEMÁTICO: 
A Abordagem Sociológica de Questões Sociais no Brasil Contemporâneo.
TEMA/TÓPICO:
Delinquência e Criminalidade. 
HABILIDADE(S): 
Diferenciar entre explicações sociológicas e as de senso comum sobre as taxas de criminalidade.
CONTEÚDOS RELACIONADOS: 
Senso comum, justiça, Durkheim, Marx, Capitalismo, Estado, Mídia, Neoliberalismo, Criminalização 
da Pobreza.
INTERDISCIPLINARIDADE: 
Filosofia, História, Geografia, Português (Redação).
TEMA: As causas da criminalidade
O que leva alguém a matar, roubar, estuprar, corromper ou ser corrompido? Por que algumas pessoas 
rompem com padrões morais e legais de comportamento e outras não? Os debates em torno dessas 
perguntas não geram consenso e polarizam as pessoas, ora considerando o criminoso como vítima de 
uma sociedade perversa e injusta, ora como pessoa doente que deve ser excluída do convívio social.
Esse debate é muito importante pois dependendo de como o crime é compreendido pelas pessoas um 
ou outro tipo de procedimentos de controle do crime são adotados. As sanções formais e informais que 
prevalecem numa sociedade estão intimamente relacionadas com o senso comum das pessoas sobre 
as causas da criminalidade. Se “bandido bom é bandido morto”, como a sociedade compreende e lida 
com a questão da criminalidade? O abuso de poder policial e a “justiça com as próprias mãos” se justi-
ficam? O que fazemos para reduzir a criminalidade depende de como concebemos as causas do crime.
As propostas mais comuns no Brasil oscilam entre a visão da justiça punitivista, que defende maior 
rigor da lei e na punição do criminoso, e a visão da justiça restaurativa, que enfatiza a necessidade de 
medidas sociais e preventivas para evitar que a exclusão social leva as pessoas a escolherem o crime a 
salários. As teorias e as pesquisas realizadas sobre as causas dos crimes não chegaram a conclusões 
definitivas. Não há certezas entre os estudiosos do tema. As controvérsias são grandes. A polêmica e a 
divergência imperam no debate.
É simplista acreditar que o criminoso é uma “pobre” vítima da sociedade, como também não é correto 
afirmar que o criminoso faz escolhas voluntárias sem qualquer influência do seu meio social. A cri-
minalidade é um problema complexo e, geralmente, problemas complexos exigem explicações com-
plexas. Um consenso é certo, a criminalidade resulta da interação complexa entre vários fatores de 
ordem: a) individual: características psíquicas, personalidade e trajetória de vida de uma pessoa; b) 


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   248   249   250   251   252   253   254   255   ...   332


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal