Olá Estudante, seja muito bem-vindo(a)!


APARELHOS DE MEDIDAS ELÉTRICAS



Baixar 27.67 Mb.
Pdf preview
Página119/332
Encontro10.08.2021
Tamanho27.67 Mb.
#16739
1   ...   115   116   117   118   119   120   121   122   ...   332
EM 3ano V3 PF
APARELHOS DE MEDIDAS ELÉTRICAS
AMPERÍMETRO – Instrumento que mede a intensidade de corrente elétrica. Sua unidade de medida é 
o Ampère. 
O amperímetro deve ser associado em série no trecho onde você deseja medir a corrente. Logo, sua re-
sistência interna deve ser muito pequena (nula seria o ideal), caso contrário ele indicaria uma corrente 
de intensidade menor que aquela que realmente passa pelo trecho. 


125
VOLTÍMETRO – Aparelho para realização de medidas de Tensão Elétrica de um circuito. A unidade de 
Tensão Elétrica é o Volt.
Como sabemos, em qualquer ligação em paralelo, a diferença de potencial (tensão) é a mesma para os 
ramos do circuito. Usando esse argumento, fazemos a ligação do voltímetro em paralelo ao aparelho em 
cujos terminais você quer determinar a ddp. Assim, o aparelho e o voltímetro indicarão a mesma ddp. 
Para que a corrente que passa pelo aparelho cuja ddp se deseja medir não se desvie para o voltímetro, 
um voltímetro ideal deve possuir resistência interna extremamente alta, tendendo ao infinito.
EXEMPLO:
Em um projeto elétrico de um engenheiro deseja-se medir as intensidades de correntes que passarão 
pela fiação. Estas medidas são necessárias para a segurança da edificação que está sendo construída. 
Sabe-se que a tensão da rede elétrica local é de 110 volts e que cada um dos resistores possui uma re-
sistência de 10 Ω. Encontre, seguindo as especificações dadas, as medidas que serão lidas em amperí-
metros e voltímetros, de acordo com o que se pede em cada caso abaixo:
Ilustração: Júnia Arnaut
a)  Determine o valor da leitura de um amperímetro que mede a corrente total que passa no circuito.
RESPOSTA:
Para determinar a corrente total, usamos a equação da 1ª. Lei de Ohm com a resistência equivalente total.
V= R
EQ 
. i
total
Determinação da resistência equivalente do circuito:
Ramo A:
Ramo B:


126
Ramo C:
A resistência equivalente do circuito será Req = 6,67 + 5 + 30 = 41,67 Ω
Determinando a corrente total do circuito:
 
𝑖𝑖 =
𝑉𝑉
𝑅𝑅
%&
→ 𝑖𝑖 =
110
41,67
= 2,64 𝐴𝐴
b)  Encontre a tensão lida por um voltímetro quando colocado em cada ramo do circuito:
RESPOSTA:
Ramo A:
𝑉𝑉 = 𝑅𝑅𝑅𝑅𝑅𝑅 . 𝑖𝑖  → 𝑉𝑉 = 6,67 . 2,64 = 17,60 𝑉𝑉𝑉𝑉𝑉𝑉𝑉𝑉𝑉𝑉
 
Ramo B:
𝑉𝑉 = 𝑅𝑅𝑅𝑅𝑅𝑅 . 𝑖𝑖  → 𝑉𝑉 = 5 .  2,64 =  13,20 𝑉𝑉𝑉𝑉𝑉𝑉𝑉𝑉𝑉𝑉
 
Ramo C:
𝑉𝑉 = 𝑅𝑅𝑅𝑅𝑅𝑅 . 𝑖𝑖  → 𝑉𝑉 = 30 . 2,64 = 79,20 𝑉𝑉𝑉𝑉𝑉𝑉𝑉𝑉𝑉𝑉
 
Note aqui que a soma das tensões de cada ramo do circuito deve ser igual ao valor ofertado pela bate-
ria. (110 V = 17,60 V+13,20 V+79,20 V). Toda a energia ofertada pela bateria está sendo aproveitada pelos 
elementos do circuito.
c)  Determine as leituras de um amperímetro que foi colocado em cada um dos dois braços do ramo A:
RESPOSTA:
No braço de cima do Ramo A, a R
eq
 = 20 Ω. A Tensão medida neste ramo foi de 17,60 V. Então a corrente 
neste braço será:
𝑖𝑖 =
𝑉𝑉
𝑅𝑅𝑅𝑅𝑅𝑅
=
17,60
20
= 0,88 𝐴𝐴
 .
No braço inferior do Ramo A, a R = 10 Ω, e a tensão é de 17,60 V. Sua corrente será:
𝑖𝑖 =
17,60
10 = 1,760 𝐴𝐴
 
Note aqui que a soma das correntes nos dois braços do Ramo A deve ser igual à corrente total do circui-
to. ( 2,64 A = 0,88A + 1,76A). De acordo com a Lei dos nós, a corrente resultante que entra em um  deve 
ser igual àquela que sai dele.

Baixar 27.67 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   115   116   117   118   119   120   121   122   ...   332




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal