Oficina de história: volume 1


Leia com atenção a reflexão do historiador Jacques Le Goff acerca dos documentos e responda aos itens a



Baixar 10.24 Mb.
Página123/556
Encontro08.10.2019
Tamanho10.24 Mb.
1   ...   119   120   121   122   123   124   125   126   ...   556
10 Leia com atenção a reflexão do historiador Jacques Le Goff acerca dos documentos e responda aos itens a e b.

"[O documento] é o resultado de uma montagem, consciente ou inconsciente, da história, da época, da sociedade que o produziu [...]. O documento é monumento. É o resultado do esforço realizado pelas sociedades históricas para impor ao futuro – voluntária ou involuntariamente – determinada imagem de si próprias. No limite, não existe um documento-verdade. Todo o documento é mentira. Cabe ao historiador não passar por ingênuo. [...] É preciso começar por desmontar, demolir esta montagem, desestruturar esta construção e analisar as condições de produção dos documentos-monumentos."

LE GOFF, J. "Documento/Monumento". In: História e memória. Lisboa: Ed. 70. v. 2. p. 103-114.

a) Por que o documento seria o resultado de uma montagem? DL/CF/SP/H5

b) Por que o documento seria um monumento? DL/CF/SP/H5

Leia o trecho do filósofo grego Aristóteles acerca da escravidão e responda aos itens c, d, e.

"[…] Há na espécie humana indivíduos tão inferiores a outros como o corpo o é em relação à alma, ou a fera ao homem; são os homens nos quais o emprego da força física é o melhor que deles se obtém. Partindo dos nossos princípios, tais indivíduos são destinados, por natureza, à escravidão; porque, para eles, nada é mais fácil que obedecer. Tal é o escravo por instinto: pode pertencer a outrem, e não possui razão além do necessário para dela experimentar um sentimento vago; não possui a plenitude da razão. […] A utilidade dos escravos é mais ou menos a mesma dos animais domésticos: ajudam-nos com sua força física em nossas necessidades quotidianas. […] Assim, dos homens, uns são livres, outros escravos; e para eles é útil e justo viver na servidão. […]"

ARISTÓTELES. A política. Rio de Janeiro: Ediouro, s/d. p. 26.

c) Por que, para Aristóteles, alguns indivíduos são destinados à escravidão? DL/CF/SP/H1

d) O escravizado pode ser considerado um anticidadão e um estrangeiro absoluto na sociedade ate-

Página 90

niense. Selecione passagens do texto de Aristóteles que demonstrem quanto o escravo é anticidadão. DL/CF/SP/H1/H24

e) No primeiro texto Le Goff afirma que é preciso analisar as condições de produção dos documentos-monumentos. Em que condição histórica Aristóteles teria produzido sua reflexão? Sua posição se aproximaria dos interesses de algum grupo social? Justifique sua resposta. DL/CF/SP/H1/H24

Contexto: Pode ser interessante lembrar aos alunos que a produção do filme coincide com a invasão do Iraque liderada por forças militares estadunidenses em março de 2003. O diretor, Oliver Stone, é um crítico das intervenções dos Estados Unidos, como se observa em outros de seus filmes: Salvador – O martírio de um povo(1986), Platoon (1986) e Nascido em 4 de Julho (1989).

Em Cartaz Faça em seu caderno






Compartilhe com seus amigos:
1   ...   119   120   121   122   123   124   125   126   ...   556


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal