Obesidade,Metabolismo e Hidratação


Terapia Nutricional – Obesidade ou Síndrome Metabólica



Baixar 36.71 Kb.
Página16/28
Encontro17.03.2020
Tamanho36.71 Kb.
1   ...   12   13   14   15   16   17   18   19   ...   28

Terapia Nutricional – Obesidade ou Síndrome Metabólica

  • Tratamento Clínico:
  • Ou Plano Alimentar com 20 Kcal/kg de peso atual (I Diretriz Brasileira de Diagnóstico e Tratamento da SM-2004)
  • Assim, é possível promover um balanço energético negativo, associado a um estilo de vida ativo
  • Visando o emagrecimento a uma velocidade de 0,45 a 0,90 kg/semana ou perda de peso de 10% em 6 meses de terapia nutricional

CUPPARI,2009

Recomendações dietéticas no plano de restrição energética moderada para tratamento da Obesidade

Consenso Latino Americano de Obesidade

Um café da manhã rico em proteínas impede o ganho de gordura corporal, através de reduções no consumo diário, em adolescentes que tomam café da manhã.

O objetivo foi examinar se o consumo diário de refeições de café da manhã com proteína normal x alta proteína melhora o controle do apetite, a ingestão de alimentos e a composição corporal em jovens com sobrepeso / obesidade.

57 adolescentes (idade: 19 ± 1 anos; IMC: 29,7 ± 4,6 kg/m completaram um estudo controlado randomizado de 12 semanas em que os adolescentes consumiram um café da manhã com NP de (13 g de proteína) ou HP (35 g de proteína).


  • A adição diária de um café da manhã com alto teor de proteína impediu o ganho de gordura corporal ao longo de 12 semanas, enquanto o café da manhã com proteína normal não o fez.
  • Coletivamente, esses dados sugerem que o café da manhã com alto teor de proteína pode influenciar o controle de peso através de melhorias na composição corporal e na regulação da ingestão de energia em jovens obesos.

O aumento do consumo de produtos lácteos e proteínas durante a perda de peso induzida por dieta e exercício promove perda de massa gorda e ganho de massa magra em mulheres pré-menopausadas com sobrepeso e obesidade.
  • Todos os grupos perderam peso corporal e gordura; no entanto, perda de gordura foi maior no grupo HPHD do que nos grupos APMD e APLD.
  • O grupo HPHD ganhou tecido magro com um aumento maior do que o grupo APMD, que manteve a massa magra e o APLD grupo, que perdeu massa magra.
  • Portanto, perda de peso induzida por dieta e exercício com maior proteína e aumento do consumo de produtos lácteos promove mudanças mais favoráveis ​​na composição corporal em mulheres caracterizadas por maior perda de gordura total e visceral e ganho de massa magra.



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   12   13   14   15   16   17   18   19   ...   28


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal