O transporte rodoviário encarece por conta do alto custo de deslocamento por rodovia das regiões produtoras até os portos nacionais, além de diminuírem a competitividade da produção nacional no mercado externo



Baixar 22.74 Kb.
Encontro12.12.2021
Tamanho22.74 Kb.
#20193
Exercícios Geo 18.09

Exercícios

  1. O transporte rodoviário encarece por conta do alto custo de deslocamento por rodovia das regiões produtoras até os portos nacionais, além de diminuírem a competitividade da produção nacional no mercado externo.



  1. Quando as ferrovias foram idealizadas no Brasil na época do governo de Juscelino Kubitschek, essa ideia foi descartada por conta da demora de sua produção e isso não condizia com o plano de JK, que era 50 anos em 5, por conta disso ele construiu mais rodovias ao invés de ferrovias e isso resultou na atual situação do Brasil com menos ferrovias do que os demais países de grande extensão territorial.



  1. Pelo fato de o Brasil ser o país com a quinta maior área territorial, o transporte rodoviário é o principal meio de transporte tanto de pessoas quanto de carga, na década 1950, durante o governo de Juscelino Kubitschek, o rodoviarismo foi implementado de maneira muito efetiva, pois o governador criou varias rodovias as quais ligavam várias partes do Brasil à Brasília, que tinha acabado de se tornar capital do Brasil, com intuito de estabelecer relações comerciais e proporcionar o povoamento em regiões mais afastadas do Centro-Oeste e da região Norte, proporcionando um grande desenvolvimento em nosso país.



  1. A origem da ineficiência e do alto custo do transporte público no Brasil está relacionada, principalmente, ao processo de urbanização e de industrialização tardia do país. O transporte público no Brasil sempre foi alvo de muitas reclamações ao longo do tempo. Na maioria das vezes, as queixas referem-se ao fato de os veículos estarem sempre lotados, às condições ruins dos carros e à baixa qualidade dos serviços prestados. Tais problemas somaram-se à insatisfação popular com o aumento das passagens de ônibus em algumas capitais do Brasil.



  1. VANTAGENS:

Esse tipo de deslocamento de mercadorias oferece menor risco de roubos e desvios de carga quando comparado com o transporte em rodovias.

Permite movimentar grande volume de produtos acondicionados em contêineres.

Pequeno potencial de agressão à natureza (pouco poluente e com mínimas possibilidades de ocorrência de acidentes).

DESVANTAGENS:

A lenta velocidade de deslocamento inviabiliza a entrega de bens dentro de prazos muito curtos. Restrições relativas às rotas disponíveis, devido à falta de investimentos governamentais, assim como à deficiente integração entre os vários modais de transporte (rodoviário, ferroviário, aéreo, aquaviário e dutoviário). Altos gastos com combustíveis em função de seu preço, visto não haver benefícios fiscais (isenção de impostos), como ocorre com o óleo diesel para caminhões.


  1. O Brasil passou a ter aeroportos na década de 30, com o aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. As vantagens dos aeroportos são: agilidade, maior segurança no transporte de cargas, acesso a áreas de difícil acesso, rastreio de cargas e a localização dos aeroportos pois eles estão localizados em grandes metrópoles.



  1. Porto de Santos: Santos, SP

Porto do Rio de Janeiro: Rio de Janeiro, RJ

Porto de Vila do Conde: Barcarena, PA

Porto do Itaqui: São Luís, MA

Porto do Rio Grande: Rio Grande, RS



  1. Transporte Dutoviário é aquele realizado por meio de Duto vias, ou seja, de tubulações, corresponde ao local para transportar óleos, gases e produtos químicos através da gravidade ou da pressão.



  1. Os novos meios de telecomunicação agilizaram as trocas econômicas, entre as grandes corporações. Elas são de fundamental importância. Sendo assim, os fluxos de comunicação a longa distância são responsáveis por uma enorme circulação de informações, com isso se pode concluir que nenhum país pode prescindir de um eficiente sistema de serviços de transmissão de dados.



  1. O desenvolvimento das comunicações aumentou a desigualdade devido ao fato de que há países que não possuem esse tipo de tecnologia porque é muito cara, países extremamente pobres e com poucos recursos para o desenvolvimento, com isso percebe-se que nem sempre um avanço tecnológico é bom para todos.



  1. A indústria da cultura se refere à ideia de produção em massa, comum nas fábricas e indústrias, que passou a ser adaptada à produção artística, com isso surgiu uma nova concepção de produção artística com técnicas capitalistas.



  1. As fake News influenciam a pessoa a pensar errado sobre tal ideia, ela aceita como verdade e não questiona sobre as fontes dela. Aonde ocorre uma manipulação de informação fazendo as pessoas serem mais “ignorantes”, e acabam não tendo o conhecimento sobre aquele assunto.

Baixar 22.74 Kb.

Compartilhe com seus amigos:




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal