O que é socializaçÃO? Por Henrique Fernandes Alves Neto* Contextualizando



Baixar 266.27 Kb.
Página1/4
Encontro21.06.2022
Tamanho266.27 Kb.
#23928
  1   2   3   4
O QUE É SOCIALIZAÇÃO
EEEFM INSTITUTO BOM PASTOR

O QUE É SOCIALIZAÇÃO? Por Henrique Fernandes Alves Neto*
Contextualizando
Existe uma piada que diz: “todo ser humano nasce pelado, careca e sem dente… tudo o que vem depois é lucro”. Por mais simples e inocente que seja essa especulação, ela revela um dos principais fenômenos que acompanham a vida humana: socialização. É por conta deste fenômeno que você consegue ler este texto, usar a internet, utilizar o celular, enviar mensagens no aplicativo de conversa, enfim, fazer tudo o que você é capaz de fazer hoje. Assim sendo, vamos conhecer quais são as abordagens e uma definição sociológica deste processo social.
Conceituando socialização
T odos nós, seres humanos, nascemos em uma realidade que foi criada por nossos semelhantes. Imagine você o que uma criança encontra quando nasce: linguagem, moedas, equipamentos tecnológicos, habitações, ferramentas e diversas outras formas de conhecimento humano acumulado; além disso, ela também descobre os elementos naturais, como plantas e diversos tipos de animais. Tudo isso existe, ainda fora deste novo ser humano. Como assim? Ora, este bebê deverá incorporar, aprender, se apropriar de tudo isso que lhe rodeia para daí, então, começar a participar mais ativamente da vida em sociedade. Este processo de aprendizagem, de ingresso, de início em uma vida social, é a chamada socialização.
Neste texto, iremos discutir a definição de dois autores fundamentais, dentro de uma abordagem culturalista e funcionalista: Peter Berger e Thomas Luckmann.
O que dizem…
Estes autores escreveram e publicaram um livro com o título “A construção social da realidade”, em 1966. Mais à frente, vamos explicar o motivo deste nome. Por ora, vale dizer o seguinte: Berger e Luckmann consideram que a realidade que está fora de nós precisa passar para dentro. Mas como? Através de um processo de interiorização. Olha só o que eles dizem:
_________________________________________________________________________________________________________
No entanto, a interiorização, no sentido geral aqui empregado, está subjacente tanto à significação quanto às suas formas mais complexas. Dito de maneira mais precisa, a interiorização neste sentido geral constitui a base primeiramente da compreensão de nossos semelhantes e, em segundo lugar, da apreensão do mundo como realidade social dotada de sentido (BERGER; LUCKMANN, 1985; p. 174). ”
Um Processo social…
Os seres humanos participam de um processo social que permite com que nós, em um primeiro momento, possamos compreender nossos semelhantes, e, depois, perceber como tudo em nossa volta possui um sentido e significado. Quer um exemplo? Uma das primeiras palavras que os humanos pronunciam são “mama” ou “papa”, buscando identificar aqueles que cuidam dele(a) no início da vida. Uma vez que começam a “falar” mais, vão nomeando todas as coisas que perceber – através daquela pergunta “que é isso?” tão características de crianças pequenas: “au-au”, “binquedo”, “miau”, “mumu”, e assim por diante. Segundo Berger e Luckmann (1985), a interiorização coloca dentro de nós o mundo que está fora. Mas como isso acontece? Através do processo de socialização, viremos explicar mais à frente.

Baixar 266.27 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal