O iêmen é considerado um dos berços da civilização. O país situa-se na Península Arábica, no estreito de Bab-el-Mandeb, que faz ligação com a África e o Oriente Médio. O iêmen faz fronteira com a Arábia Saudita e Omã



Baixar 13.26 Kb.
Encontro21.07.2022
Tamanho13.26 Kb.
#24320
Documento (14)

O Iêmen é considerado um dos berços da civilização. O país situa-se na Península Arábica, no estreito de Bab-el-Mandeb, que faz ligação com a África e o Oriente Médio. O Iêmen faz fronteira com a Arábia Saudita e Omã. Mas ao contrário de seus vizinhos, ele não é um grande produtor de petróleo, sendo o país mais pobre da região. Porém, sua localização é estratégica, próxima ao acesso ao Mar Vermelho e, consequentemente ao Canal de Suez – que, por sua vez, dá acesso ao Mar Mediterrâneo. Essa rota marítima é fundamental para o escoamento do petróleo produzido no Golfo Pérsico e de mantimentos importantes, como alimentos para a região. U

Entenda os pontos-chave do conflito O Iêmen é considerado um dos berços da civilização. O país situa-se na Península Arábica, no estreito de Bab-el-Mandeb, que faz ligação com a África e o Oriente Médio. O Iêmen faz fronteira com a Arábia Saudita e Omã. Mas ao contrário de seus vizinhos, ele não é um grande produtor de petróleo, sendo o país mais pobre da região. Porém, sua localização é estratégica, próxima ao acesso ao Mar Vermelho e, consequentemente ao Canal de Suez – que, por sua vez, dá acesso ao Mar Mediterrâneo.


Essa rota marítima é fundamental para o escoamento do petróleo produzido no Golfo Pérsico e de mantimentos importantes, como alimentos para a região. Um conflito com potencial de obstruir a passagem de navios pode acarretar em grandes prejuízos para o comércio mundial, pois as embarcações teriam de contornar o Continente africano para chegar à Europa e aos Estados Unidos.
O Iêmen é tradicionalmente um país de instabilidade política, conhecido por ser um dos lugares mais armados do planeta e abrigar grupos radicais e facções terroristas. O país é o principal reduto da Al-Qaeda, a organização terrorista criada por Osama Bin Laden. Mas a recente guerra já representa a mais grave crise das últimas décadas.
Os rebeldes houthis são membros de uma milícia que segue uma corrente do islamismo xiita conhecida como zaidismo. Eles se dizem discriminados pelo governo e buscam o poder. Já o governo acusa-os de tentar desestabilizar o país e instituir uma lei religiosa xiita. O conflito no Iêmen se agravou em março de 2015, com a intervenção da coalizão militar internacional liderada pela Arábia Saudita, a favor do presidente imenita. O grupo vem realizando bombardeios contra posições dos houthis no país. A crise humanitária piorou após o bloqueio imposto pelos militares aos portos iemenitas e ao aeroporto de Sanaa.
Em meio ao conflito, militantes radicais islâmicos se aproveitaram do caos para aumentar sua rede de influência em territórios, como a Al-Qaeda e o Estado Islâmico, grupo terrorista que já cometeu dezenas de atentados letais no Iêmen.
Baixar 13.26 Kb.

Compartilhe com seus amigos:




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal