O estágio em nefrologia como diferencial na formaçÃo acadêmica



Baixar 15.88 Kb.
Encontro11.12.2019
Tamanho15.88 Kb.


O ESTÁGIO EM NEFROLOGIA COMO DIFERENCIAL NA FORMAÇÃO ACADÊMICA
Pedro Henrique Procópio Lobo; Fellipe Camargo Ferreira Dias; Aline Almeida Liberato; Anselmo Fernandes Rezende De Oliveira; Larissa Machado Da Costa; Itágores Hoffman I Lopes Sousa Coutinho
Universidade Federal do Tocantins

Introdução: A Liga Universitária de Nefrologia (NEPHROS) da Universidade Federal do Tocantins (UFT) foi criada em 2013 e estabeleceu um convênio com a Clínica Nefro visando propiciar aos membros da Liga a oportunidade de atuarem em serviços de Terapia de Substituição Renal. Essa prática não está inclusa no Projeto Político Pedagógico do Curso de Medicina da UFT; sendo assim, os acadêmicos formam-se sem a experiência de hemodiálise e diálise peritoneal e seus cuidados. Objetivos: Propiciar aos membros da Liga a vivência prática dos procedimentos de hemodiálise e diálise peritoneal e a aplicação prática dos conceitos teóricos estudados. Relato de Experiência: Os estágios ocorrem através de plantões rotativos realizados aos sábados pela manhã na Clínica Nefro. As atividades ocorrem de modo a exercitar a prática e aprimorar as habilidades e conhecimentos adquiridos durante o estudo das doenças renais. Os estágios são supervisionados por médicos especialistas em Nefrologia que apresentam os pacientes e orientam os alunos durante a coleta da história clínica para posteriormente discutir cada caso. Ao longo dos dias os acadêmicos são preparados para auxiliar ativamente o médico plantonista e as enfermeiras na execução dos procedimentosque constituem a terapia do paciente. Resultados: O acadêmico associa os conteúdos teóricos estudados e os procedimentos realizados na prática, consolidando o aprendizado. Além disso, por meio da coleta da história clínica, o aluno aprende a identificar os aspectos mais relevantes à Nefrologia e exercita os processos envolvidos na relação médico-paciente. Conclusão: O estágio supervisionado configura-se um ambiente de ensino muito rico para o acadêmico. Além da oportunidade de conhecer melhor a prática diária da Nefrologia, ocorre ainda a criação de uma interação única entre professor e aluno, em que o foco não está na avaliação, mas sim na aplicação prática dos conceitos estudados e no aprimoramento das habilidades treinadas.
Palavras-chave: estágio, nefrologia, hemodiálise, habilidades, ensino.




Compartilhe com seus amigos:


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal