Nsds guidelines resumo


Elaboração dos planos de acção



Baixar 343.24 Kb.
Página80/174
Encontro30.06.2021
Tamanho343.24 Kb.
1   ...   76   77   78   79   80   81   82   83   ...   174

7 Elaboração dos planos de acção


 A elaboração dos planos de acção é um passo importante para preparar a implementação de uma estratégia para o desenvolvimento das estatísticas. A estratégia definida na ENDE precisa de ser traduzida em plano de acção, que estabelece de uma forma precisa o que é preciso ser feito, por quem, quando e a que custo. Os planos de acção devem ser organizados junto com os objectivos estratégicos, resultados e rendimentos que serão alcançados. Devem incluir um orçamento, um plano de financiamento e um processo de Monitoria e Avaliação (veja-se PASSOS FUNDAMENTAIS). 

Cada objectivo visa um impacto que se traduz num resultado. A definição de uma estratégia, que reflecte a visão prevalecente no seio dos intervenientes, não é suficiente para implementar a estratégia. A implementação de uma estratégia começa com os seus objectivos. Cada objectivo tem em vista o impacto que se traduz em resultado. O resultado, por sua vez, requer a produção de rendimentos. Conforme referido no capítulo anterior: “consecução bem sucedida dos objectivos estratégicos dependerá das estratégias de médio e longo prazo bem concebidas, subdivididas em actividades/planos de acção".

Os planos de acção devem, por isso, estar estritamente ligados às realizações dos rendimentos estabelecidos nos objectivos estratégicos na ENDE. Se os objectivos estratégicos estiverem claramente definidos, de acordo com a abordagem EMART (SMART), i.e., Específicos, Mensuráveis, Alcançáveis, Relevantes e Temporais, não devia ser difícil identificar as acções relacionadas com os objectivos.

Baseado na estratégia global da ENDE, os objectivos operacionais estão ligados às principais áreas de intervenção (Veja-se IDENTIFICAÇÃO DE OBJECTIVOS ESTRATÉGICOS). Um plano de acção deve ser criado para cada área de intervenção, com uma identificação clara das tarefas que devem ser empreendidas para a consecução dos rendimentos desejados e para a concretização da estratégia.

Os Planos de Acção referir-se-ão às áreas de capacidade do SNE comos quais os objectivos operacionais estão relacionados: governação política e técnica (gestão),recursos humanos, estruturas estatísticas e físicas, financiamento, políticas estatísticas, processos e parcerias. Todos estes aspectos devem ser levados em conta e devem reflectir o contexto nacional e administrativo criados no país.

COMO ELABORAR UM PLANO DE ACÇÃO  ?


Quando se tem em mente o quê que se pretende alcançar, pode definir-se as realizações que são necessárias para o alcance dos objectivos operacionais. O propósito (resultado) para cada objectivo tem de ser identificado bem como as realizações. Se for o caso, facilitará a identificação das tarefas e actividades que era necessário leva-las a cabo.

A identificação das actividades de per si não faz o plano de acção, que é mais do que a enumeração de actividades que precisamos de levar a cabo. Para além de que a enumeração, um plano de acção ou programa de trabalho deviam incluir: um calendário (Quando?); uma avaliação das capacidades existentes de modo a identificar as capacidades em falta (Como?); uma avaliação do custo (Quanto?); a identificação dos actores (Quem?); mecanismos adequados para monitorar e avaliar o progresso (Para quê?).

Um plano de acçao inclui:

1   ...   76   77   78   79   80   81   82   83   ...   174


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal