Nsds guidelines resumo


Adicionar uma linha de base



Baixar 343.24 Kb.
Página36/174
Encontro30.06.2021
Tamanho343.24 Kb.
1   ...   32   33   34   35   36   37   38   39   ...   174
Adicionar uma linha de base

1.    Intervalo de tempo entre a produção do inquérito e

 6 Meses

2.    Proporção de conjuntos de micro dados

 40 Porcento

3.    Número de conjuntos de dados controlados com qualidade e concebidos como Estatísticas Oficiais

 100

Adicionar uma meta e data prevista para a sua conclusão

1.    Intervalo de tempo entre a produção do inquérito e divulgação dos resultados

 4 Meses (até Março de 2014)

2.    Proporção de conjuntos de micro dados documentados de acordo com o padrão de DDI

 80 Porcento (até Junho 2014)

3.    Número de conjuntos de dados controlados com qualidade e concebidos como Estatísticas Oficiais

 500 (até Março 2017)

 

PARIS21 produziu indicadores que podem ser usados para medir a capacidade estatística. Estes incluem indicadores quantitativos e qualitativos que permitem aos países a proceder uma auto-avaliação ou a revisão pelos pares do nível de desenvolvimento do seu sistema estatístico. Estes indicadores incluem:



  • Indicadores gerais do sistema, que definem as estatísticas que um país publica, seu ano de referência, e sua fonte;

  • Indicadores quantitativos que têm a ver com as agências de estatísticas. Para permitir a comparação, recomenda-se a inclusão, no mínimo, dos órgãos responsáveis pelo cálculo do Produto Interno Bruto (PIB), população e renda familiar / despesas;

  • Indicadores qualitativos que dizem respeito à séries estatísticas. Aqui, novamente, recomenda-se a inclusão do PIB, número de população e renda familiar / despesas, para permitir comparação, a nível internacional.

O Banco Mundial e a Comissão Económica das Nações Unidas para África também desenvolveram indicadores de capacidade estatística.

Normalmente, as ENDEs são avaliadas no meio e no final do período de implementação. A avaliação é, muita das vezes, reservada à consultores independentes com prazos e termos de referências,bem definidos. Os termos de referência podem ser considerados como uma ferramenta de gestão da avaliação no sentido em que:

- descrevem os objectivos de avaliação, que podem variar, dependendo do tipo de avaliação, intercalar ou final;
- são úteis para determinar em que medida a avaliação foi realizada com sucesso;
- Legitimam a tarefa atribuída ao consultor de avaliação.

Dado o seu papel como uma ferramenta de gestão de avaliação, os termos de referência, geralmente, são discutidos e aprovados por um grupo de trabalho ou comité directivo e são anexos ao contrato de consultoria.

 

3. AVALIAÇÕES PELOS PARES


As avaliações pelos pares são cada vez mais utilizadas para avaliar um sistema nacional de estatística, um organismo estatístico oficial, ou uma ENDE. Estas são um exercício amigável com base, sobretudo, na confiança mútua entre os países e uma confiança comum no processo. Estas são conduzidas por "pares", em outras palavras, por gestores do SNE que colaboram com os seus homólogos de outros países. O quadro metodológico pode ser os Princípios Fundamentais da ONU de Estatísticas Oficiais ou seus equivalentes a nível continental ou regional: Código de Práticas das Estatísticas Europeias, Carta Africano da Estatística, etc.

A revisão pelos pares avalia o funcionamento de todos os aspectos de um SNE (institucional, organizacional, mecanismo de produção estatística, etc.), identifica os pontos fortes e fracos, faz recomendações com vista a melhorar o desempenho, e ajuda na partilha de boas práticas. Os relatórios de avaliação pelos pares são, em princípio, tornados públicos.

A revisão por pares sugere que os avaliadores sejam gerentes do SNE, o que pressupõe que sejam, no geral, estatísticos. No entanto, os pontos de vistas de outras partes interessadas são extremamente necessários numa avaliação, e os usuários devem estar envolvidos no processo, de modo a diversificar os pontos de vista, incluindo usuários de fora do SNE. 

 



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   32   33   34   35   36   37   38   39   ...   174


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal