Nsds guidelines resumo


COLMATANDO A FALTA DE DADOS



Baixar 343.24 Kb.
Página157/174
Encontro30.06.2021
Tamanho343.24 Kb.
1   ...   153   154   155   156   157   158   159   160   ...   174
COLMATANDO A FALTA DE DADOS

Integrando o gênero na ENDE
Nos países em desenvolvimento, integrar o gênero no Sistema Nacional de Estatísticas será bastante facilitado se se levar em consideração logo no início da elaboração da ENDE do País, dado que a ENDE estabelece a ligação entre estratégias estatísticas e o quadro de políticas de desenvolvimento nacional, políticas sectoriais nacionais específicas incluindo políticas relacionadas com o gênero ou demanda internacional (ODMs ou outras iniciativas internacionais).

A importância das estatísticas do gênero deve ser bem percebida e reconhecida (Veja-se RECONHECIMENTO). Várias iniciativas internacionais providenciam apoio importante para a percepção e reforçam o reconhecimento do assunto. Nos últimos anos poucas agências tomaram passos para sistematicamente identificarem lacunas específicas nos dados do gênero que os países e institutos nacionais de estatísticas deviam focar-se nelas para melhorar políticas direccionadas às mulheres. A Inter-Agência das Nações Unidas sobre Estatísticas do Gênero (IAEG-GS) compilou um “conjunto mínimo” de 52 indicadores quantitativos para estatísticas do gênero e dividiu-os em três filas, de acordo com a sua claridade conceitual, padrões internacionais e produção regular. a IAEG-GS continua a desenvolver e propor modificações destes indicadores bem como as suas classificações, e um certo número de agências internacionais estão a introduzir variantes do conjunto mínimo. Isto inclui a ONU-Mulher que, como parte do quadro de desenvolvimento do pós-2015 apresentou um conjunto de propostas de indicadores sobre o empoderamento da mulher em Junho de 2013. Através do projecto Evidência e Dados para a Igualidade do Gênero (EDGE), UNSD e a ONU Mulher também colaboram na elaboração de directrizes metodológicas para recolher dados sobre activos físicos e financeiros desagregados por sexo; o mesmo exercício será feito para o empreendedorismo. Data 2X, uma iniciativa lançada em 2012 no âmbito da parceria entre a Fundação William e Flora, Fundação das Nações Unidas, o Governo Norte Americano, tentam identificar e propor formas de resolver lacunas de dados em políticas relevantes.

Durante o processo de elaboração da ENDE, podia decider-se no Roteiro (veja-se ROTEIRO) seja qualquer que for a produção estatística, a dimensão do gênero deve ser tomada em consideração. Daí que a perspectiva do gênero seria sistematicamente levada em conta em todos os passos (veja-se PASSOS DA ELABORAÇÃO) e aumentar as chances de a dimensão do gênero ser integrada na recolha e produção de dados. “Engendrando” estratégias sectorias específicas tal como a agriculturaserá igualmente bastante importante na integração do gênero a todos os níveis.

Melhorias em termos de disponibilidade, qualidade e uso dos dados de inquéritos existentes podem ser facilitadas através do Programa de Dados Acelerados (veja-se abaixo “Ferramentas”).

As várias formas de analisar os dados existentes podem ainda ser exploradas para providenciar melhor informação sobre raparigas e mulheres. Inquéritos que cobrem diferentes tópicos podem ser suplementados uns com os outros, se é que cobrem o mesmo período e contexto, para aumentar a complexidade de dados e ajudar a atacar questões maiores que possam ser difíceis de abordar com apenas uma fonte. Correlacionar dados sobre resultados com a idade das mulheres, etnia, estado civil, renda, e outras características sub-económicas é importante, dado que os indicadores sobre o estado civil das mulheres pode ter variações substanciais por estas variáveis. As bases de dados existentes também podem ser enriquecidas aumentando módulos específicos com novas perguntas a um instrumento de inquérito existente e base de amostragem.

Uma advocacia forte e permanente (veja-se PROMOÇÃO) sobre fontes cruciais de informação de gênero, tais como registos Civil e vital (fonte importante de informação sobre ocorrências e características de acontecimentos vitais), censo da População e Habitação ( a capacidade para produzir estatísticas de gênero será reforçada se aspectos de gênero forem integradas nestes censos) inquéritos de Uso de Tempo – inquéritos da Força de Trabalho (a contribuição da mulher não é devidamente registada no quadro do Sistema Nacional de Contas) serão também bastante importantes.

 

Ferramentas: 



A Transformative Stand-Alone Goal On Achieving Gender Equality, Women’s Rights and Women’s Empowerment: Imperatives And Key Components.

IAEG-GS


UN/Gender Statistics Manual

Gender statistics/UNESCAP

Data 2X: Mapping Gender Data Gaps

Gender issues in surveys




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   153   154   155   156   157   158   159   160   ...   174


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal