Miolo versao digital indd


Elaborado por Vagner Rodolfo da Silva - CRB-8/9410



Baixar 31.52 Kb.
Pdf preview
Página2/3
Encontro10.06.2021
Tamanho31.52 Kb.
1   2   3
Elaborado por Vagner Rodolfo da Silva - CRB-8/9410  

 

                               

 

Índice para catálogo sistemático: 

1.  Literatura infantil 028.5 

2.  Literatura infantil 82-93 

 

 



 

 



Coleção Conta pra Mim é 

dedicada à família — mães, pais, 

fi lhas, fi lhos, avós, avôs...

Neste  livro,  vamos  conhecer  

uma  história  tradicional  tipicamente 

brasileira.  Transmitida  por  gerações, 

atraiu sempre a curiosidade e a 

imaginação de todos.

Ajude a criança a pesquisar outras 

narrativas  maravilhosas.  Viajar  por 

esse universo na companhia da família 

será com certeza uma experiência 

que vocês guardarão por toda a vida.

Sejam todos muito bem-vindos!

Infância e leitura — o caminho de 

uma boa aventura.

Autoria: Ricardo Moreira Figueiredo Filho

Ilustrações: Vanessa Alexandre

Edição: Marismar Borém

Direção geral e curadoria: Wiliam Ferreira da Cunha

Supervisão técnica e de conteúdo: Carlos Francisco de Paula Nadalim

Revisão de texto: Felipe Salomão Cardoso e Adriana Araújo Figueiredo

Publicado em 2020 pelo Ministério da Educação (MEC) em cooperação com a Editora Cora e 

com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), no 

âmbito do Projeto 914BRZ1074 - 914BRZ1074.3 sob o contrato ED00217/2020.

© MEC 2020

Esta publicação está disponível em acesso livre ao abrigo da licença Atribuição 4.0 

Internacional (CC BY 4.0)

(https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR).

Ao utilizar o conteúdo da presente publicação, os usuários aceitam os termos de uso do 

Repositório de Domínio Público do MEC

 

(http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/PesquisaObraForm.jsp).




Os  índios  contam  que  na  fl oresta 

vive um anãozinho travesso de cabelo 

cor de fogo e pés virados para trás.

Essa criatura estranha é chamada de 

Curupira.

3



4

Amigo  da  natureza,  é  comumente 

visto montado em sua queixada e pas-

sa os dias cuidando dos vegetais e dos 

animais.  Quando  uma  tempestade  se 

aproxima, por exemplo, ele sai avisando 

as árvores e os bichos para que todos se 

protejam dos raios e dos ventos.




5

Certa vez, um caçador estava perse-

guindo um macaco que brincava com 

seus dois fi lhotinhos. 




6

Curupira,  percebendo  a  intenção  do 

inimigo, começou a andar, deixando bem 

visíveis as pegadas invertidas.




7

Olhando aquelas marcas no chão, o 

homem se interessou:

—  Parece  que  os  índios  passaram 

por aqui. Vou atrás, porque eles sabem 

as melhores localidades para caça.

Depois de muito andar, ele foi 

atraído por uma bela canção. 




8

Na verdade, era o Curupira cantando, 

e aquela voz conduziu o caçador até a 

armadilha.




9

O  guardião  da  fl oresta  se  aproximou 

do buraco e ouviu o grito do prisioneiro:

— Por favor, tire-me daqui!




10

—  Você  queria  aprisionar  os  ma-

caquinhos.  E  agora  é  você  que  está

 preso! Bem feito!




11

O  caçador,  então,  fi cou  muito  en-

vergonhado  e  triste,  e  Curupira  se  co-

moveu:


— Não precisa chorar. Vou libertá-lo. 

Antes,  prometa-me  que,  de  hoje  em 

diante, você vai respeitar os fi lhotes dos 

animais. 

— Eu prometo! Eu prometo!



12

Diante  do  aventureiro  já  livre,  o 

ruivinho anunciou:

—  Agora  vá  e  não  se  esqueça  do  seu 

compromisso.



13

O caçador, que fi cou realmente arre-

pendido, passou a proteger os fi lhotes 

dos animais. 




14

E  Curupira  fi cou  feliz,  porque 

aquele homem cumpriu a promessa.


1   2   3


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal