Ministerio das obras publicas, infraestruturas, recursos naturais e ambiente


Savanas arbustivo-arbórea e herbácea



Baixar 11.87 Mb.
Página55/207
Encontro08.10.2019
Tamanho11.87 Mb.
1   ...   51   52   53   54   55   56   57   58   ...   207
Savanas arbustivo-arbórea e herbácea que é favorecida por diversos fatores (Rollet (1964); em Begue, 1967)), tais como: (i) pobreza dos solos e sua permeabilidade; (ii) frequência de fogos; e (iii) densidade populacional. Com base nestas considerações, Rollet destaca a relevância do fator antropogénico na génese destas savanas. Estes ambientes, devem ser provavelmente o resultado das devastações da vegetação originária efetuadas para o estabelecimento de plantações durante a fase de plantio da cana-de-açúcar nos primórdios da colonização portuguesa. A vegetação caracteriza-se por uma escassa riqueza florística e por o alto número de espécies introduzidas. Esta formação edafo-climática, ocupa uma faixa que circunda a costa marítima de São Tomé e estende-se por largura variável desde o aeroporto até à Roça de Praia das Conchas e Lagoa Azul (englobando as regiões nos arredores de Conde, e entre as margens de Água Castelo e Água Guadalupe e moro Mutamba). Importante parte desta área territorial está incluída no interior dos limites do PNOST na área de Praia das Conchas. Trata-se de zonas de clima de semiárido, ou árido, com precipitações inferiores aos 700mm/ano, atingindo mesmo os 500mm/ano e uma temperatura média que ronda os 26° C. Os recursos hídricos são relativamente escassos, existindo apenas algumas linhas de água. Os solos são de terras escuras ou negras, de camada arável pouco rico, por vezes com afloramentos pedregosos e de subsolo compacto. De acordo com Oliveira (2002), as espécies arbóreas e arbustivas dominantes nesta formação são: Adansonia digitata (micondó), Borassus aethiopum (ulua), Erythroxyllum emariginatumo (libo), Psidium guajava (guéva), Tamarindus indica (tamanha), Vernonia amygdalina (mucambú), Ximenia americana (limonplé) e Ziziphus abissinica (zimbrão). A vegetação herbácea é dominada por Heteropogon contortus, Panicum maximum e Rottboellia exaltata, mas o panorama florístico contempla também espécies botânicas que fazem parte de agrupamentos halófilos de Avicennia germinans e Rhizophora racemosa. Nas zonas de salinidade menos acentuado, encontram-se Dalbergia ecastaphyllum, Erythroxyllum emarginatum e Hibiscus tiliaceus.




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   51   52   53   54   55   56   57   58   ...   207


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal