Microsoft Word Prova Integrado Grafica docx



Baixar 2.79 Mb.
Pdf preview
Página1/4
Encontro09.02.2022
Tamanho2.79 Mb.
#21526
  1   2   3   4
concomitante integrado ingresso 2015


 

 



 

 

2

 

 



 

 

3

 

 

 



 

Leia o texto para responder às questões de números 01 a 08. 

 

24 horas conectados 

     


     Para os adolescentes, ficar sem celular 

ou computador é o maior castigo. Muitos 

já preferem a internet aos automóveis. 

     Os jovens que participam do curso de 

verão da Putney Summer School, nos 

Estados Unidos, têm de deixar celular, 

laptop, tablet e qualquer outro aparelho 

de comunicação na entrada. Durante os 

30 dias de estadia, o acesso à internet é 

limitado - dez horas semanais - e os fones 

de ouvido são banidos. Se quiserem ouvir 

música, devem conectar o MP3 a uma cai-

xa de som, para que todos compartilhem. 

O intuito da política é induzir os alunos a 

interagir uns com os outros em vez de 

ficar isolados e imersos em uma tela 

eletrônica brilhante. Afinal, trata-se de um 

curso de verão. Os jovens vão lá para se 

divertir, conhecer culturas, gente diferente 

e fazer amigos. 

     Nos Estados Unidos é cada vez maior a 

preocupação com a intensidade da relação 

dos adolescentes com a internet e o celu-

lar, principalmente quanto aos limites de 

utilização desses meios de comunicação. 

Poder conversar com outras pessoas sem 

que a fronteira física atrapalhe é ótimo - 

uma conquista da modernidade. Mas para 

manter relações saudáveis, é preciso fazer 

um uso inteligente dos recursos tecnológi-

cos e evitar os excessos da "dependência 

da conectividade". Nesse ponto, a escola 

e, principalmente, os pais são responsá-

veis pela educação dos jovens.  

      

 

 



 

 

 



O celular se tornou um item de 

consumo favorito da população. O Brasil é 

o campeão em vendas da América Latina. 

Desde 2005, o número de telefones mó-

veis ultrapassou o de fixos nas residências 

brasileiras. Além do mais, o aparelho é o 

principal representante da convergência 

tecnológica, permitindo ligações, envio de 

mensagens SMS e acesso à internet. 

 

Pais e filhos 



     Quem  convive  com  adolescentes  sabe 

que um dos piores castigos para eles é 

ficar sem celular e sem computador. Os 

jovens permanecem conectados aos ami-

gos e à família 24 horas por dia, ligando, 

trocando torpedos e atualizando status 

nas redes sociais. De acordo com o so-

ciólogo polonês Zygmunt Bauman, na era 

da informação, a invisibilidade equivale à 

morte. Nessa fase marcada pela busca da 

identidade e da autonomia, é muito comum 

ver adolescentes imersos nesses meios de 

comunicação. 

     Mas para o que os jovens usam tanto 

o celular? A pesquisa "Uso de Celular na 

Adolescência e sua Relação com a Famí-

lia", envolvendo 534 jovens entre 12 e 17 

anos de escolas públicas e particulares de 

Porto Alegre (RS), revelou que o uso mais 

frequente do aparelho é para se comuni-

car com os pais (90%) e com os amigos 

(79%). "É possível perceber que as re-

lações virtuais estabelecidas pelo telefone 

 

 



 

 



 

 

 



 

 



 

 

 



 

 

10 



 

 

 



 

 

 



 

15 


 

 

 



 

 

 



 

20 


 

 

 



 

 

 



 

25 


 

 

 



 

 

 



 

30 


 

 

 



 

 

 



 

 

35 



 

 

 



 

 

 



40 

 

 



 

 

 



 

 

45 



 

 

 



 

 

 



 

 

50 



 

 

 



 

 

 



 

55 


 

 

 



 

 

 



 

60 


 

 

 



 

 

 



 

65 


 

 

 



 

 



 

 

4

 

 

 



 

celular acompanham as relações reais 

estabelecidas com família e grupo de 

amigos", diz a psicóloga Fabiana Verza, 

especialista em terapia familiar e autora 

do estudo. As outras utilizações mais 

populares são vinculadas à coordenação 

do dia a dia, com funções de despertador 

e de agenda. 

     Em muitas famílias, o celular pode sig-

nificar mais que um simples aparato tec-

nológico. Segundo o livro Adolescência & 

Comunicação Virtual, de Adriana Wagner, 

Fabiana Verza, Rosane Spizzirri e Caroline 

Eifler Saraiva, dar um celular de presente 

ao filho é um rito de passagem para uma 

fase do ciclo familiar. Se antes se dava a 

chave da entrada da casa como símbolo 

de confiança, liberdade e autonomia, hoje 

se presenteia o adolescente com um celular. 

     O  aparelho  também  proporciona  mais 

tranquilidade aos pais e aos jovens sempre 

que saem de casa. "Existe uma necessida-

de de monitoramento dos filhos pelos pais, 

principalmente em função da violência e da 

insegurança associada a 'sair de casa' na 

atualidade, e, nesse ponto, o celular pode 

ser um grande elo", escrevem as autoras. 

 

 

 



 

 

Mas, cuidado! O aparelho não deve ser uma 



extensão do cordão umbilical. Ligações re-

correntes entre pais e filhos podem indicar a 

existência de uma relação simbiótica pouco 

saudável e trazer à tona problemas na es-

trutura familiar. 

     Segundo Fabiana, o fácil acesso a ou-

tros recursos midiáticos via celular, como 

internet e messenger, também exerce um 

papel relevante na socialização do jovem. 

Para os mais tímidos, o celular é um facili-

tador social. Eles se sentem mais à vonta-

de em ligar diretamente para os amigos, 

sem ter de falar com os pais deles e de 

trocar mensagens de texto, recurso que 

não exige olhar nos olhos. Desse modo, os 

mais tímidos conseguem se socializar 

melhor. Em outros tempos, isso não seria 

possível. Vale lembrar, obviamente, que 

esse meio de comunicação não deve subs-

tituir uma conversa presencial. 

     É importante ter em mente que a ju-

ventude de hoje, assim como a das Ge-

rações passadas, tem essencialmente as 

mesmas necessidades: vincular-se a um 

grupo, ter mais autonomia e consolidar 

uma identidade. O que muda é atender a 

essas necessidades na era da informação.

Fonte: Disponível em: . Acesso em: 5 out. 

2014. (adaptado) 

 

 



 

01.


 A ideia central da reportagem é 

a)  a utilização do celular durante a aula. 

b)  o constante uso de aparelhos eletrônicos pelos jovens e adolescentes. 

c)  a proibição do uso de celular nas atividades em grupo. 

d)  a restrição da compra de aparelhos eletrônicos. 

e)  a falta de conectividade entre os adolescentes e os pais. 

 

 

 



 

 

 



70 

 

 



 

 

 



 

 

75 



 

 

 



 

 

 



 

80 


 

 

 



 

 

 



 

85 


 

 

 



 

 

 



 

90 


 

 

 



 

 

95 



 

 

 



 

 

 



 

100 


 

 

 



 

 

 



 

105 


 

 

 



 

 

 



 

110 


 

 

 



 

 

 



 

115 


 

 

 



 

 

 



 

120 



 

 

5

 

 

02.



 O texto levanta a discussão sobre o uso 

do celular, tema que vem despertando posi-

cionamentos contrários entre adolescentes, 

pais e professores. 

Assinale a alternativa INCORRETA em relação 

ao comportamento dos adolescentes.  

a)  Para ouvir música, no curso de verão da 


Baixar 2.79 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal