Microsoft Word fc lp 3 2B 1c ra vp vf doc


ATIVIDADE DE LEITURA E USO DA LÍNGUA



Baixar 162.45 Kb.
Pdf preview
Página8/17
Encontro23.11.2022
Tamanho162.45 Kb.
#26060
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   17
43d856407943ffccaa41d941c7fa8066
ATIVIDADE DE LEITURA E USO DA LÍNGUA 
QUESTÃO 5 
O trecho acima faz parte do episódio da Guararavacã, lugar em que Riobaldo 
toma consciência da natureza de seus sentimentos em relação a Diadorim. Percebe-se que 
a narrativa explode em imagens poéticas, repletas de doçura e ligadas à natureza, 
adormecidas até então, como haviam permanecido as emoções do ex-jagunço. A 
linguagem acompanha esse movimento, capta-se a magia da simplicidade sertaneja, como 
por exemplo, no uso do sufixo de diminutivo com valor expressivo. 
Observe a frase abaixo para responder às questões: 
Machozinho e fêmea – às vezes davam beijos de biquinquim – galinholagem deles”. 
No trecho acima, temos a palavra macho, acrescida do sufixo de diminutivo – 
(z)inho
, e o neologismo biquinquim, que apresenta uma forma mais popular de 
diminutivo terminada em –im, própria da oralidade. Considerando o contexto em que as 
palavras machozinho e biquinquim, respectivamente, se inserem, identifique a alternativa 
que apresenta, de forma mais adequada, os valores semânticos expressos pela forma 
diminutiva. 
(A) ironia e onomatopeia. 
(B) agressividade e redução de tamanho. 
(C) afetividade e reciprocidade. 
(D) redução de tamanho e repetição. 
(E) afetividade e redução de tamanho. 


12 
Habilidades trabalhadas:Reconhecer os neologismos como recurso expressivo presente 
nos textos propostos e Reconhecer marcas linguísticas que remetem a informações 
implícitas, pressupostos e subentendidos. 
Resposta comentada:
 
O sufixo de diminutivo, como categoria gramatical, expressa grau, indicando 
tamanho pequeno e se aplica a substantivos e adjetivos. No entanto, na língua falada, 
muitas vezes, o diminutivo é usado como recurso expressivo, voltado para o campo mais 
emotivo como: afetividade, ironia, pejoratividade, entre outros. Esse uso expressivo se 
aplica às palavras machozinho e biquinquim. No primeiro caso, o diminutivo expressa 
“afetividade”, uma vez que Riobaldo está embevecido pela descoberta do amor por 
Reinaldo/Diadorim e descobre, na natureza, que o casal é formado por macho e fêmea, o 
que contraria a situação dele e expressa o seu desejo de poder formar um casal com 
Diadorim. Assim, o valor do diminutivo é muito mais afetivo do que grau de tamanho. 
No caso do neologismo biquinquim, observa-se que a palavra é formada a partir do 
radical “biq”, de bico de pássaro, acrescida da repetição da forma popular de diminutivo 
– im, indicando “biquinho com biquinho”, ou seja, um ato recíproco, os passarinhos 
estariam se beijando, portanto a alternativa correta é a letra (c). A letra (a) é invalidada 
por apresentar duas palavras que não se aplicam ao contexto: Riobaldo estava 
enamorado, por isso não estaria sendo irônico diante da cena do casal de pássaros 
“apaixonados” e a palavra “biquinquim” não imita nenhum som da natureza, por esse 
motivo não pode ser considerada uma onomatopeia. A letra (b) se afasta completamente 
dos atributos expressos pelo uso do diminutivo no episódio em questão. A cena está 
repleta de imagens poéticas ricas e delicadas não comportando, portanto, um sentimento 
de agressividade. Fica descartada, também, a ideia de grau de tamanho aplicada ao 
neologismo, já que este não significa, pelo menos de forma direta, “bico pequeno”. A 
letra (d) também é descartada, porque, como vimos, o diminutivo empregado na palavra 


13 
“machozinho” não está se referindo diretamente ao tamanho do pássaro e, na palavra, 
“biquinquim”, o uso duplicado da forma de diminutivo não está indicando a mera 
repetição da palavra “bico”, mas, sim, um ato recíproco. E, finalmente, a letra (e) não é 
verdadeira apenas pelo segundo elemento “grau de tamanho” que, como já foi visto, não 
é o valor mais saliente para o sufixo diminutivo, usado na palavra “biquinquim”. 

Baixar 162.45 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   17




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal