Microsoft Word fc lp 3 2B 1c ra vp vf doc



Baixar 162.45 Kb.
Pdf preview
Página1/17
Encontro23.11.2022
Tamanho162.45 Kb.
#26060
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   17
43d856407943ffccaa41d941c7fa8066


FORMAÇÃO CONTINUADA EM LÍNGUA PORTUGUESA 
ROTEIRO DE ATIVIDADES – Versão do Professor
1º ciclo do 2º bimestre da 3ª série 
Eixo bimestral:
 
POESIA, CRÔNICA E ROMANCE NO PÓS-
MODERNISMO/ ARTIGO DE OPINIÃO, EDITORIAL E ENSAIO 
 
Gerência de Produção 
Luiz Barboza 
 
Coordenação Acadêmica 
Gerson Rodrigues 
 
Coordenação de Equipe 
Bárbara Fadul 
 
Conteudistas 
Marli Pereira 
 
Edição On-Line Revista e Atualizada 
Rio de Janeiro 
2014 



TEXTO GERADOR 1 
A produção literária das décadas de 40 e 50 não chegou a constituir um 
movimento uniforme e bem delimitado. No entanto, apesar dessa ausência de um projeto 
coeso, duas características se ressaltam nessa literatura, também chamada pós-moderna: o 
gosto pela investigação do mundo e da alma humana e a reflexão a respeito da 
linguagem.
O texto a seguir é um fragmento de Grande sertão: veredas, do escritor mineiro 
João Guimarães Rosa. A obra, com mais de 600 páginas sem divisão em capítulos,funde 
o experimentalismo linguístico da primeira fase modernista à temática regionalista da 
segunda fase do movimento. No romance, o ex-jagunço Riobaldo narra sua vida a um 
homem da cidade (que não se manifesta diretamente), rememorando suas aventuras dos 
tempos de cangaço, expondo dúvidas existenciais e buscando um sentido para o que 
viveu.Por amor a um companheiro de armas, Reinaldo, apelidado de Diadorim, Riobaldo 
se tornou jagunço e pactário do demônio, empenhando-se na vingança do grande chefe 
Joca Ramiro (pai de Diadorim), morto à traição por Hermógenes e seu bando.Grande 
sertão: veredas
é uma das mais importantes obras da literatura brasileira. 

Baixar 162.45 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   17




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal