Microsoft Word Exemplar final doc


particularidades do desenvolvimento dos diferentes desportos



Baixar 4.85 Kb.
Pdf preview
Página34/122
Encontro27.05.2021
Tamanho4.85 Kb.
1   ...   30   31   32   33   34   35   36   37   ...   122

particularidades do desenvolvimento dos diferentes desportos. 
 
O treinamento da Ginástica Artística se desenvolve baseado nos princípios que 
são gerais às atividades desportivas: 
1. Princípio da especialização aprofundada: que indica que a condição necessária para 
objetivar as altas marcas é a concentração de tempo e de forças em uma modalidade eleita 
(MATVÉEV, 1983). Esse princípio pressupõe o treinamento formado na base de utilização de 
meios bastante específicos, adequados à essência da atividade desta modalidade desportiva. Na 
ginástica, a manifestação deste princípio pode ser notada desde a etapa de especialização 
inicial, ao eleger os meios de preparação física especial (PFE), “indicando para técnicos e 
ginastas a priorizar e dar preferência na preparação para os meios muito especializados: 
elementos de programa e de classificação, união e combinações, exercícios de PFE” 
(SMOLEUSKIY; GAVERDOUSKIY, [199-], p.285). O princípio da especialização 
aprofundada está estreitamente relacionado com o princípio da individualidade. A 
especialização desportiva que se realiza considerando as peculiaridades individuais do 
desportista permite revelar mais plenamente suas aptidões no desporto e satisfazer os 
interesses desportivos (MATVÉEV,1983, p.69). 


 
 
56
2. Princípio da unidade de preparação geral e especial do desportista: “este princípio 
parte da compreensão dialética da intercomunicação entre a especialização desportiva e o 
desenvolvimento geral do desportista” (MATVÉEV,1983, p.70). Normalmente, a preparação 
geral tem menos destaque nas etapas de maestria desportiva e crescem os meios de preparação 
especial. “A capacidade de encontrar o equilíbrio nos meios de preparação geral e especial 
distingue o trabalho de técnicos e ginastas experientes” (SMOLEUSKIY; GAVERDOUSKIY, 
[199-], p.286). 
3. Princípio da continuidade do processo de treinamento: para Matvéev (1983), a 
continuidade, como regularidade do processo de treinamento desportivo, caracteriza-se por 
três normas principais: necessidade de realizar os treinamentos em etapas que durem um ou 
muitos anos, encadear a sucessão ininterrupta dos efeitos próximos, resultantes e acumulativos 
do treinamento e estabelecer intervalos entre as sessões dentro do limite que garanta o 
desenvolvimento do bom treino. “Na ginástica é especialmente importante garantir o 
cumprimento deste princípio, já que a formação dos hábitos motores necessita uma repetição 
permanente e sistemática” (SMOLEUSKIY; GAVERDOUSKIY, [199-], p.286). Na GA a 
quantidade de elementos
36
 a serem aprendidos e repetidos é grande, desde elementos de 
dificuldade A até as dificuldades G
37
. Os ginastas que aspiram altos resultados treinam 
diariamente, duas a três vezes ao dia. Platonov (2004) apresenta dados a respeito do volume do 
treinamento anual das melhores ginastas soviéticas estudados por Rodionenko e Chereshneva 
(1989), no ciclo olímpico de 1985 a 1988: 
 
                                                 
36
 O termo elemento é usado no ambiente gímnico para determinar uma habilidade desportiva específica da 
modalidade, como exemplo: mortal, parada de mãos, estrela, são elementos gímnicos.  
37
 A avaliação na GA, segundo os parâmetros de arbitragem, observa três aspectos principais para compor a nota de 
partida de uma ginasta: 1. as exigências específicas de cada aparelho que a ginasta deve cumprir, ou seja, alguns 
elementos ou ligações que são obrigatórios na composição de sua apresentação; 2. as ligações entre elementos de 
dificuldade, combinações que recebem bonificações; e as dez maiores dificuldades (contando com a saída do 
aparelho) realizadas durante a série da ginasta. Estas dificuldades são pontuadas de A a G, sendo A as mais simples
valendo 0,10 cada e G as mais complexas, valendo 0,70 cada.  

1   ...   30   31   32   33   34   35   36   37   ...   122


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal