Microsoft Word artigo docomomo final


c)  Na arquitetura, em Natal/RN



Baixar 116.21 Kb.
Pdf preview
Página6/11
Encontro19.02.2021
Tamanho116.21 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11
c)  Na arquitetura, em Natal/RN. 

Em 1937, o Edifício Sede da Comissão de Saneamento, localizado no bairro da Ribeira, projetado 

pelo Escritório Saturnino de Brito, marca de forma mais abrangente a modernização da cidade. 

Em Natal, vários edifícios públicos apresentando linhas modernas, surgem no referido bairro. 

Novas obras são inseridas na produção moderna local, porém observa-se um período de reduzida 

produção dessa arquitetura dos anos 1940 até o início dos anos 1950 (MELO 2004). Temos o 

Edifício Café Filho ou do IPASE (1955), de Raphael Galvão Júnior; o antigo Terminal Rodoviário 

da Ribeira (1956), de Raymundo Costa Gomes; o Cine Nordeste (1958) (Fig.7) e a sede do ABC 

Futebol Clube (1959), de Agnaldo Muniz; a sede da ASSEN – Associação dos Subtenentes e 

Sargentos do Exército de Natal (1963) de Raymundo Costa Gomes; a sede da AABB (1964), de 

Moacyr Gomes da Costa.  Seguidos por obras dos engenheiros Munir Aby Faraj e Ary Guerra de 



 

11

Lima; do desenhista Arialdo Pinho; ou de arquitetos formados no Recife, caso de José Maria 



dos Santos Fonseca, Manoel Coelho e dos já citados Raymundo Costa Gomes e Moacyr Gomes 

da Costa, formados no Rio de Janeiro.  

 

Fig. 7: Cine Nordeste. Natal/RN 



Projeto e mural de Agnaldo Muniz. 

Fonte: Fonte: http://www.natal.rn.gov.br 

 

       


Fig. 8: Galeria do Povo.  

Mural de Newton Navarro. 1963. 

Fonte: Fonte: http://www.natal.rn.gov.br

                                                                    

Durante os anos 1950 e 1960, outros profissionais vieram somar sua atuação à arquitetura que já 

tinha seu lugar de destaque no cenário local: Ubirajara Galvão que estudou no Rio de Janeiro

João Maurício de Miranda e Daniel Hollanda, formados no Recife, que fundaram o escritório 

Planejamento Geral de Arquitetura Ltda. (PLANARQ), responsável por importantes obras desse 

período.  

Para MELO (2004), pesquisadora da arquitetura moderna em Natal, a produção arquitetônica da 

década de 1950 representa o momento de consolidação e maior domínio sobre as possibilidades 

do léxico formal e da técnica construtiva moderna; a autora afirma ainda: “A década de 60 surge 



como o período de melhor domínio, por parte dos projetistas, sobre o legado modernista, [...]”. 

Dessa forma, e através das obras citadas, a arquitetura moderna se instalou na cidade, tendo a 

produção arquitetônica local se apropriado do ideário modernista e difundindo o projeto moderno 

em Natal. 

Também nos anos 1950, no Rio Grande do Norte, especialmente na cidade de Natal, a arte 

moderna é introduzida através da “Exposição Coletiva de Arte Moderna”, que ocupou o Salão da 




 

12

Cruz Vermelha, situado na Rua João Pessoa, Centro de Natal. Os principais artistas desse 



novo momento nas artes potiguares foram Newton Navarro, Dorian Gray Caldas e Ivon Rodrigues, 

que expressaram em seus trabalhos as novas feições da arte e uniram sua produção artística à 

produção arquitetônica do período. 

 




Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal