Marketing d e Serviços – a magia da Disney na Teoria



Baixar 118.58 Kb.
Pdf preview
Página4/9
Encontro02.06.2021
Tamanho118.58 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9
 

PONTO-DE-VENDA (PDV) 

A forma de exposição do produto  é de extrema importância para  o fechamento 

do ciclo de venda. O produto pode até ser bem anunciado, mas se não estiver disponível 

na loja, ou ainda bem exposto dentro dela, todo o esforço de comunicação e marketing 

para fazer com que o produto tenha sido notado e desejado foi em vão. 

Além  disso,  a  compra  por  impulso  (não  planejada,  vem  acompanhada  de 

sentimento de urgência e necessidade de ação rápida), ou ainda as compras parcialmente 

planejadas  (sabe-se o produto,  não a marca)  e não planejadas  (não se sabe produto  ou 

marca)  são  fortemente  influenciadas  por  esse  fator,  que  afeta  85%  dos  consumidores 

brasileiros em seu processo de decisão. (GIOIA, 2006) 

O  PDV  é  um  material  promocional,  de  decoração  de  ambiente  de  vendas,  para 

exposição, que funciona como divulgação e embalagem, influenciando e enviando mais 

uma mensagem ao cliente antes da escolha do produto. Quiosques em supermercados e 

festas, decorações de gôndolas e em lojas de departamento e eletrônicos são alguns dos 

tipos de PDVs.  

Em  se tratando de serviços,  o conceito se expande, já que não há produto  para 

ser  exposto,  promovido  ou  embalado.  Quando  o  cliente  está  na  loja,  muitas  vezes  ele 

não  entende  completamente  o  serviço  ou  mesmo  a  necessidade  dele,  de  forma  que  o 

melhor  posicionamento  do  serviço  não  mais  é  uma  localização,  mas  cabe  aos 

mediadores em questão ajudar o cliente na finalização da venda. 




Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação 

XV Congresso de Ciências da Comunicação na Região Nordeste – Mossoró - RN – 12 a 14/06/2013 

Em  Marketing  de  Serviços,  o  autor  explica  que  apesar  da  aparente  ausência,  o 

que ocorre é apenas uma adaptação, quando diz: 

 

O  escritório  de  uma  organização  prestadora  de  serviços,  a  aparência 



de  seus  vendedores  e  a  eficiência  e  desempenho  de  fatores  embalam 

os serviços da mesma forma que o “orelhão” pode embalar serviços de 

comunicação.  Portanto,  os  serviços  podem  ser  embalados  desde  que 

adaptados  às  suas  necessidades  de  embalagem,  como  qualquer  outro 

produto. (LAS CASAS, 2006, p.83) 

 

Quando  temos  algo  sujeito  às  percepções  do  cliente,  as  mensagens  antes  da 



escolha passam a ser enviadas por toda a estrutura da empresa, de forma que decoração 

e fardamento, entre outros, são meio, mídia e mensagem. 






Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal