Luana lais schwantes museu da cerveja



Baixar 10.72 Mb.
Página22/41
Encontro17.03.2020
Tamanho10.72 Mb.
1   ...   18   19   20   21   22   23   24   25   ...   41
RE-ARQUITETURAS

Edificação

Uso proposto

Área

Antiga residência de Georg H. Ritter

Auditório

73,01 m²

Antiga casa comercial

Bar e venda de produtos coloniais

219,43 m²

Primeira cozinha da família Ritter

Memorial da cerveja

109,64 m²

Centro de exposições

Área para shows, apresentações culturais, estandes e sanitários.

1350,66 m²

ÁREA TOTAL

1752,74 m²

Para não comprometer a originalidade das edificações centenárias, os serviços de apoio e complementares às funções citadas ficarão em um bloco separado, semi enterrado, que interligará os prédios.

Segue o pré-dimensionamento desses espaços:




APOIO E SERVIÇOS

Ambiente

Função

Área

Recepção

Receber e encaminhar os visitantes do museu

20 m²

Sanitários

Apoio para auditório

15 m²

Sanitários

Apoio para o bar e venda de produtos coloniais

20 m²

Sanitários

Apoio para memorial

20 m²

Sala do diretor

Atender as necessidades do diretor do museu

15 m²

Administração

Espaço para administração do bar e venda de produtos coloniais

15 m²

Administração

Espaço para administração do museu

25 m²

Sala de reuniões

Espaço para reuniões administrativas e treinamento de funcionários

15 m²

Copa

Área para lanche dos funcionários

10 m²

Sanitários / vestiários

Apoio para área administrativa

15 m²

Depósito

Apoio para o museu

50 m²

Casa de máquinas

Abrigar ar condicionados e demais equipamentos

10 m²

Depósito de limpeza

Armazenar os produtos de limpeza

4 m²

ÁREA TOTAL (ESTIMADA)

234 m²

A microcervejaria ficará integrada a este bloco, de forma que o visitante consiga, a partir do memorial, acompanhar visualmente o processo de fabricação da cerveja. Ao final do percurso, terá a oportunidade de degustá-la.



Para compreender o processo e saber quais os ambientes e áreas necessárias para a instalação de uma microcervejaria, foi realizada uma visita à fábrica da Eisenbrück, no município de Feliz. Com base nesta experiência, desenvolveu-se o seguinte programa:


MICROCERVEJARIA

Ambiente

Função

Área

Recepção

Atender e orientar os clientes e fornecedores

15 m²

Sala de moagem

Abrigar o moedor de malte

50 m²

Preparo

Abrigar a tina de mosturação e filtração e os tanques de fermentação e maturação da cerveja

150 m²

Cozinha

Oferecer os equipamentos necessários à limpeza de garrafas e barris

30 m²

Estoque

Abrigar as câmaras frias destinadas ao armazenamento da cerveja.

20 m²

Depósito

Armazenar os ingredientes necessários para a produção da cerveja, além das garrafas e dos barris.

50 m²

Sanitários / vestiários

Apoio para os funcionários

30 m²

Copa

Área para lanche dos funcionários

10 m²

Administração

Espaço para administração da microcervejaria

25 m²

Sala de degustação

Espaço para degustar a cerveja.

15 m²

Caldeira

Abrigar a caldeira e o estoque de madeira

20 m²

ÁREA TOTAL (ESTIMADA)

415 m²

Em relação aos espaços abertos do Museu da Cerveja, tem-se como intenção projetual a instalação de um Biergarten, isto é, uma área estruturada com mobiliário adequado para servir cerveja e comidas típicas. Para possibilitar a realização da festa de Kerb, será proposto um palco, espaços para colocação de estandes temporários, pista de dança, sanitários, além de diferentes estares, os quais poderão ser utilizados pela população independente de haver uma programação no local.





    1. INTENÇÕES PROJETUAIS

A ideia inicial para o projeto do Museu da Cerveja consiste em dois blocos semi enterrados e interligados.


Imagem 4.4: Blocos semi enterrados e interligados

Fonte: Autora, 2011

O bloco à esquerda do futuro auditório virá a atender a microcervejaria. Afastado cerca de 10 metros do conjunto de edificações existentes, terá seu acesso principal voltado para a Rua Henrique Spier, e o acesso de serviços, na lateral esquerda do prédio.




Microcervejaria

Imagem 4.5: Relação do volume do bloco da microcervejaria com as edificações existentes



Fonte: Autora, 2011
O outro bloco, à direita da edificação que virá a ser o memorial da cerveja, abrigará os ambientes de apoio. Através deste, o visitante poderá visualizar o processo de fabricação da cerveja.

Apoios

Imagem 4.6: Relação do volume do bloco de apoios com as edificações existentes

Fonte: Autora, 2011





  1. Compartilhe com seus amigos:
1   ...   18   19   20   21   22   23   24   25   ...   41


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal