Livro pibid coleção Letramento indd


Catalogação elaborada pelo Sistema de Bibliotecas FAT / Urcamp



Baixar 261.76 Kb.
Pdf preview
Página2/63
Encontro24.10.2020
Tamanho261.76 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   63
Catalogação elaborada pelo Sistema de Bibliotecas FAT / Urcamp

Bibliotecária Responsável: Maria Bartira N. C. Taborda  CRB: 10/782


PRÁTICAS DE LETRAMENTO EM AÇÃO: PROPOSIÇÕES DO PIBID 

URCAMP

ISBN: 978-85-63570-26-0

  

CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO, COMUNICAÇÃO E ARTES

Diretor (a) Núbia Juliani

COORDENADORA DE ÁREA

Mare Zoé Oliva Machado

Viviane Kanitz Gentil

SUPERVISORES: 

Cláudia Vallinodo Gularte

Marta Eliana Avila da Silva

Maria da Graça Martins



BOLSISTAS ID: 

Ariane Floriano Magalhães

Ana Paula Leão Souto

Cora Pradie Alves

Daiane Rodrigues Munhoz

Francielle Silva Ferreira

Jamile Leite Borges Quintana

Juliana Eduarda Dutra Messias

Julia Pinto Collares Gonçalvez

Marcele de Cassia Portela de Souza Freitas

Mariana Diana Moraes

Priscila Cavalheiro Granado

Shadia Azmi Adib Ibrahim

Taína Diana Moraes Vidart

Vanessa Risee Sarmento

Juliana Vaz Paiva

Rosana Rodrigues Lopes

Arthur Jardim

Diulliane Oliveira

Petrya Pischoff

Liziane Cocco de Mateo

Priscilla Trojahn Lopes

Renata Damaceno Gusmão

Rosa Lúcia Dorneles Casturiaga

Tayana Abrilina Josepê Lopes

Karina Rodrigues Machado

Lúcia de Fátima Colina Garim



APRESENTAÇÃO

O caderno Letramento em Ação é resultado de dois subprojetos  do Pibid dos 

cursos de Pedagogia dos campi Bagé e Dom Pedrito da Universidade da Região da Cam-

panha. Dessa forma, o leitor vislumbrará distintas abordagens. 

O primeiro capítulo refere-se ao subprojeto de Dom Pedrito, o qual teve início em 

março deste ano, após aprovação do Edital 061/2013 e apresenta cinco atividades, dentre 

elas jogos e exploração de livros infantis.

O 2º capítulo refere-se ao subprojeto de Bagé, o qual teve início em agosto de 2012 

e obteve renovação em 2013. O capítulo aborda as atividades organizadas em módulos 

didáticos.

  Ambos os subprojetos estão balizados pela proposta de letramento, priorizando 

o uso social da escrita.

  Parafraseando Jolibert, 

 

Que esta pequena obra possa contri-



buir para prósperas intervenções no processo 

de aquisição da leitura e da escrita.

 

“Não se ensina uma criança a escre-

ver, é ela quem ensina a si mesma (...) cada 

criança possui seu caminho próprio; é preciso 

que ela viva as situações de aprendizagem que 

lhe permitam ao mesmo tempo ter 

referências constantes e construir suas 

próprias competências”.

(Jolibert)

Que esta pequena obra possa contribuir para prósperas intervenções no processo 

de aquisição da leitura e da escrita.


1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   63


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal