Letras de hoje letras de hoje letras de hoje


 O acento do Latim Vulgar no Plano Multidimensional



Baixar 159.38 Kb.
Pdf preview
Página8/11
Encontro17.03.2020
Tamanho159.38 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11
5 O acento do Latim Vulgar no Plano Multidimensional

Observada a análise do Latim Vulgar apresentada na seção 2 deste

artigo, conclui-se que uma das principais características da língua está

no fato de que o acento jamais ultrapassa a segunda sílaba a contar da

borda direita da palavra. Portanto, o Plano Multidimensional do

Acento, policiado pelos princípios controladores do plano métrico – o

CPM –, deve garantir que o acento jamais se aloje fora no domínio da

janela de duas sílabas, independentemente da configuração silábica

que se apresente. Mais do que isso, os dados nos revelam que o acento,

independentemente da estrutura interna da sílaba final, recai na penúl-

tima sílaba, uniformemente.

Em virtude disso, um complicador para explicar tal fenômeno sob

esta abordagem, a qual exclui N

ON

F

INALITY



 para lidar com os outrora

chamados elementos extramétricos, seria o fato de que palavras paro-

xítonas terminadas em consoantes devem, de algum modo, ter essa

consoante desconsiderada para a atribuição do acento; isso para

descartar de vez o papel deste segmento no possível acréscimo de peso

à silaba final, o que poderia atrair o acento para tal posição. Portanto, já

que N

ON

F



INALITY

 não é a solução, o modelo tem que dar conta de outro

caminho para resolver esta questão com a finalidade de assegurar que

o acento sempre recaia na segunda sílaba a contar da direita, qualquer

que seja a estrutura das sílabas.

Dadas essas considerações, prossigamos, pois, à análise dos dados,

começando pelas palavras com as duas sílabas finais CV, o que cha-

maremos de Caso 1. Na seqüência enfocaremos as palavras que termi-

nam em sílabas CVC, ou Caso 2.



5.1  Caso 1: ...CV.CV

Para assegurar o acento na penúltima sílaba em Latim Vulgar, nos

casos em que a sílaba final é leve, três restrições entrarão em jogo.

Ranqueadas mais alto, G

RID

-µH


EAD

 e R


IGHT

M

OST



  vão garantir que

uma projeção na grade seja preenchida apenas quando esta ocorrer

sobre a mora cabeça do pé e o pé cabeça estiver alinhado com a borda

direita da palavra, respectivamente. Ranqueada mais baixo, P

ARSE

-

σ



demandará a escansão de todas as sílabas:

(12) Restrições em ação no Latim Vulgar

b. G

RID


-µH

EAD


: marca de grade deve ocorrer apenas sobre a

mora cabeça do  pé;

c. R

IGHT


M

OST


: a borda direita do pé cabeça deve estar ali-

nhada com a borda direita da palavra prosódica;

d. P

ARSE


-

σ

: sílabas devem ser escandidas.




Latim Vulgar: representação do acento...

207


(13) palavras CV.CV: /colobra/

O candidato (d), com todas as sílabas escandidas em um único pé,

satisfaz a restrição ranqueada mais baixo P

ARSE


-

σ

, mas é eliminado



por apresentar uma marca de grade sobre a segunda mora, a qual não

é cabeça do pé, violando assim G

RID

-µH


EAD

, posicionada alto na

hierarquia. O candidato (c) é eliminado devido à presença de posição

preenchida sobre a mora de uma sílaba não escandida, o que viola

não somente G

RID


-µH

EAD


 como também P

ARSE


-

σ

. A eliminação do



candidato (b) se dá pela construção do pé desalinhado com a borda

direita da palavra, uma vez que este é o único pé e também o cabeça.

Por deixar a sílaba final fora do pé, uma violação a P

ARSE


-

σ

 tam-



bém acontece. O candidato (a), embora viole a restrição mais baixa

P

ARSE



-

σ

, por não escandir a sílaba da esquerda, possui um único pé,



porém erigido na margem direita da palavra, satisfazendo assim a

restrição alta R

IGHT

M

OST



; além disso, a única marca de grade situa-se

sobre a mora cabeça do pé, como demanda G

RID

-µH


EAD

. Logo este

candidato surge como vitorioso.

/colobra/ R

IGH

M

OST



 

G

RID



-µH

EAD 


 

P

ARSE



-

σ

 



         •(x   •) 

          µ µ   µ 

          |   |     | 

a.  )co lo bra 

              |

 

 



 

 

 



      (x •) • 

       µ µ    µ 

       |   |     | 

b.  co lo bra 

       | 

 

 

*! 



 

 

 



 

 



      x (x    •) 

      µ  µ    µ      

      |    |     | 

c.  co lo bra 

       

  

 | 



 

 

 



 

 

*! 



 

 



   

  

   x 



       (x x    •) 

        µ µ    µ 

        |   |     | 

d.  co lo bra 

        |      

 

 



 

 

*! 



 

 

 



 


208

Letras de Hoje

Magalhães, J. S.

š

5.2  Caso 2: ...CV.CVC

A qualidade do segmento na rima para a projeção de posições na

grade deve sempre obedecer ao ranqueamento fixo determinado pela

escala universal de sonoridade em que P

ROJECT


-S

ON

 está ranqueada

acima de P

ROJECT


-O

BST


. Esse ranqueamento assegura que, se uma

consoante projeta uma marca de grade, é melhor que tal segmento seja

uma soante. A referência à projeção de vogais não se faz necessá-

ria, porque isso já está garantido pelo CPM por meio do princípio

σ



projection. Esse procedimento também se aplica obedecendo-se a



um raciocínio inverso, segundo o qual as marcas de grade, e não os seg-

mentos, devem atender também à escada de sonoridade. Isso significa

que, de forma independentemente lógica, as posições no plano métrico

vão preferir segmentos de mais alta sonoridade, a começar pelas vo-

gais,

13

 seguidas pelas consoantes soantes e, em último lugar, as con-



soantes obstruintes, como ilustra o ranqueamento abaixo, seguido da

definição de cada restrição:

(14) P

OSITION


-V 

»

 P



OSITION

-S

ON



 

» 

P



OSITION

-O

BST



(15) a. P

OSITION


-V: posições na grade métrica devem ocorrer

sobre vogais.

b. P

OSITION


-Son: posições na grade métrica devem ocorrer

sobre consoantes soantes;

c. P

OSITION


-O

BST


: posições na grade métrica devem ocorrer

sobre consoantes obstruintes.

Tendo em vista a composição silábica do Latim Vulgar e a ocorrên-

cia do acento primário sempre sobre a penúltima sílaba, P

OSITION

-V

estará posicionada alto na hierarquia da língua, enquanto P



OSITION

-

S



ON




Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal