Leitura de obras infanto-juvenis do magrebe francófono para trocas interculturais



Baixar 468 Kb.
Página1/3
Encontro17.03.2020
Tamanho468 Kb.
  1   2   3



LEITURA DE OBRAS INFANTO-JUVENIS DO MAGREBE FRANCÓFONO PARA TROCAS INTERCULTURAIS

Manuella B. BITENCOURT

manuellabarretobitencourt@hotmail.com

Ensino de línguas estrangeiras, UFCG.


Josilene PINHEIRO-MARIZ

jsmariz@hotmail.com

Ensino de Línguas Estrangeiras, UFCG.


Resumo:

Em nossa pesquisa buscamos discorrer sobre a literatura infanto-juvenil francófona na região do Magrebe em sala de aula de FLE (Francês como Língua Estrangeira) para crianças e jovens. Nossas discussões iteram a relevância dessa literatura para o desenvolvimento linguístico, cognitivo e cultural do jovem aprendiz, focando precisamente nos laços interculturais que podem ser estabelecidos a partir da abordagem dessa literatura no ensino de FLE para o público-alvo. Assim, realizamos um levantamento de obras literárias do Magrebe de língua francesa, endereçada ao público infanto-juvenil, buscando realizar uma análise qualitativa das literaturas selecionadas a fim de exemplificar as nossas reflexões. Para o levantamento das obras tivemos como fonte e base de dados alguns sites como Association Internationale des Libraires Francophones, Takam Tikou, BnF, La revue des livres pour enfants, entre outros. Ao fim, pudemos responder à pergunta que norteia esta pesquisa: “a literatura infanto-juvenil magrebina pode ser um espaço para trocas interculturais?” Para as nossas reflexões, baseamo-nos em Vanthier (2009), Poslaniec (2002), Reyes (2010), Matateyou (2011), Reyes (2010), Pinheiro-Mariz (2011), Chelebourg e Marcoin (2007) e outros. Assim, verificamos a possibilidade de a literatura magrebina se constituir em um espaço significativo para trocas interculturais a partir de um olhar para o Magrebe e o Brasil para o pequeno aprendiz brasileiro da língua francesa. Para exemplificar essa viabilidade para trocas interculturais, apresentamos tais aspectos na obra “La meilleure façon d’attraper les choses”, pois a partir dessa leitura, ratificamos que tais obras infanto-juvenis são capazes de propiciar uma percepção das relações de proximidade entre o Brasil e essa região do continente africano, ressaltando a cultura do outro a partir da nossa própria cultura.

Palavras-chave: Magrebe. Infanto-juvenil. Trocas interculturais.






  1. Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal