Jerry Coker’s Vehicle-Type concept: How and what select when studying jazz by Mike Tracy



Baixar 101.67 Kb.
Página1/12
Encontro25.06.2021
Tamanho101.67 Kb.
#15690
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12

Jerry Coker’s Vehicle-Type concept:  How and what select when studying jazz.  by Mike Tracy

O conceito de veículo de Jerry Coker: Como e o que selecionar ao estudar jazz.

por Mike Tracy


When teaching improvisation within the jazz idiom, one faces the challenge of just what material to cover.  Each individual is different, with varied background and experience and there always seems to be an overwhelming amount to work on.  I always hear – What do I do? Where do I start?   Of course, there are scales and chords, pattern and idea study (primarily based on II-V7-I’s), various progressions – all of which need to be practiced and memorized in all keys.  All essential but no one starts playing music, jazz or otherwise, to focus on the fundamentals, regardless of how necessary.   No, they want to play music, melodies and, in case of the jazz musician, to improvise.  So, it is important to incorporate working on tunes that go hand-in-hand with all foundation work.  Which tunes?  How many?   How does one select?

Ao ensinar improvisação no idioma do jazz, enfrenta-se o desafio de exatamente que material cobrir. Cada indivíduo é diferente, com antecedentes e experiência variados e sempre parece haver uma quantidade impressionante de trabalho. Eu sempre ouço - O que devo fazer? Por onde começo? Claro, existem escalas e acordes, estudo de padrões e ideias (principalmente com base em II-V7-I), várias progressões que precisam ser praticadas e memorizadas em todos os tons. Tudo essencial, mas ninguém começa a tocar música, jazz ou outro gênero, para se concentrar nos fundamentos, independentemente de quão necessário seja. Não, eles querem tocar música, melodias e, no caso do músico de jazz, improvisar. Portanto, é importante incorporar o trabalho em músicas que andam de mãos dadas com todo o trabalho de fundação. Quais músicas? Quantas? Como escolher? 

I was most fortunate to have studied with the major figures of the jazz education movement – Jamey Aebersold, David Baker, Dan Haerle, David Liebman and Jerry Coker.  I spent considerable time discussing all things jazz with them.  While all were highly influential, I found that Jerry’s approach and articulate manner of explaining and describing challenges the most helpful.  One concept of Jerry’s that has remained a major part of my jazz experience and that is a significant part of my teaching is his vehicle-type or tune-type concept.  He believes that there are general types of tunes, which can be categorized, requiring the performer to approach each differently.  That each vehicle-type has specific challenges that need to be addressed if one is to perform each in a convincing manner.  I have found that such study helps the individual recognize the value of all the foundation practice, enabling one the opportunity to apply all in an appropriate musical setting.  

Tive a sorte de ter estudado com as principais figuras do movimento da educação do jazz - Jamey Aebersold, David Baker, Dan Haerle, David Liebman e Jerry Coker. Eu gastei um tempo considerável discutindo tudo sobre jazz com eles. Embora todos fossem altamente influentes, descobri que a abordagem de Jerry e sua maneira articulada de explicar e descrever os desafios era a mais útil. Um conceito de Jerry que permaneceu importante na minha experiência no jazz, e essa é uma parte significativa do meu ensino, é o conceito de música como veículo (para a improvisação). Ele acredita que existem tipos genéricos de composições, que podem ser categorizados, exigindo ao intérprete abordar cada um de uma maneira diferente, que cada modelo de veículo tem desafios específicos que precisam ser resolvidos para uma execução convincente. Eu percebi que esse estudo ajuda o indivíduo a reconhecer o valor de toda a prática fundamental, criando a oportunidade de aplicar tudo apropriadamente.

Listening to the masters and knowing what to listen for is essential.  Using Jerry’s concept of vehicle-type will help, even encourage, one to focus on the unique qualities of each tune being studied through dedicated listening.  It will help one to identify personal strengths and weaknesses and help to recognize how master performers address similar challenges.  Transcribing and playing just the melody along with a respected performer can be transformative.  

Ouvir os mestres e saber o que ouvir é essencial. Usar o conceito de veículo do Jerry ajudará, e até encorajará, o estudante a se concentrar nas qualidades únicas de cada música, estudando através de uma escuta dedicada. Ajudará a identificar os pontos pessoais fortes e fracos e também a reconhecer como os artistas lidam com desafios semelhantes. Transcrever e tocar apenas a melodia junto com um artista respeitado pode ser transformador.




Baixar 101.67 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12




©historiapt.info 2023
enviar mensagem

    Página principal