IntervençÃo pedagógica na educaçÃo física: um destaque à diversidade corporal nas obras de cândido portinari



Baixar 31.05 Kb.
Página1/3
Encontro29.06.2021
Tamanho31.05 Kb.
  1   2   3

INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO FÍSICA: UM DESTAQUE À DIVERSIDADE CORPORAL NAS OBRAS DE CÂNDIDO PORTINARI
Thaís Angélica Pelegrini
As imagens de corpos esculturais, jovens e atléticos, elegidas pelos meios de comunicação e pela indústria cultural como símbolos de perfeição tornaram-se referência nas sociedades que ocidentais. Especialmente na adolescência, a corporeidade modal se faz mais almejada, uma vez que nesse período existe uma maior preocupação com a aparência. Em vista disso, o fenômeno da corpolatria interfere consideravelmente na auto-aceitação e na determinação da identidade do jovem no meio social em que está situado. No sentido de contribuir para a discussão do assunto, particularmente no ambiente escolar, abordou-se a diversidade das representações do corpo, a partir da análise de algumas obras do artista brasileiro Cândido Portinari que podem ser aplicadas nos programas curriculares para o Ensino Médio. Com a possibilidade do uso de tal recurso, a construção do conhecimento sob a perspectiva histórico-crítica de educação é enriquecida e o processo de instrumentalização torna-se mais atrativo aos estudantes. A relevância dessa discussão se deve ao fato da arte suscitar percepções significativas, o que revela sua potencialidade pedagógica. Para tanto, é necessário promover uma interação entre as representações corporais nas representações pictóricas de Portinari e as acepções de corporeidade na sociedade atual, uma vez que essa problemática constitui um dos objetos de estudo da disciplina de Educação Física. Em termos metodológicos, esse processo deve ser fundamentado na investigação bibliográfica e na análise dos registros pictóricos que contemplam a temática do corpo, como por exemplo, as obras Mestiço (1936), A colona (1935), Retirantes (1944), Bumba-meu-boi (1956), entre outras. Sugere-se que o exame das obras seja realizado mediante a leitura da lógica interna e do exame comparativo com outras imagens contemporâneas. É indispensável que se observe a percepção detalhada dos elementos compositivos das obras selecionadas, tais como o tema, a técnica, as formas de representação de espaço e luz, o simbolismo expresso nos elementos estéticos, o estilo a que se vincula ou se aproxima e uma interpretação pessoal para cada tela estudada. Privilegiar ainda a compreensão das mensagens e a capacidade de disseminar idéias que fundamentam as obras de arte é importante. Portanto, é fundamental atentar-se à intencionalidade da pintura e à sua comunicabilidade, e ainda verificar a intertextualidade e a contextualidade das obras. Em tese, a presente comunicação, que tem apoio do projeto de Iniciação Científica, que está sendo desenvolvido junto ao Departamento de Educação Física da Universidade Estadual de Maringá, sob orientação do professor doutor Giuliano de Assis Pimentel, busca alterar as relações à cerca do corpo no contexto escolar. A partir da utilização da arte nesse ambiente, espera-se que os propósitos da ditadura do corpo sejam esclarecidos e que subsídios para um enfrentamento crítico da realidade sejam apropriados pelos alunos.



Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal