Intercâmbio Internacional como prática de interterritorialidade: a hospitalidade cearense enquanto estética relacional



Baixar 0.67 Mb.
Página9/11
Encontro13.01.2022
Tamanho0.67 Mb.
#21011
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11
Ana Cristina Mendes

Fortaleza Brasil vive e trabalha em Fortaleza. É artista visual, estilista e mestre em Artes pelo PPGArtes ICA-UFC. Os tecidos fazem parte de seus afetos desde criança quando o universo dos armazéns têxteis estavam presentes em seus passeios preferidos com sua mãe. Afinidade que transbordou para a vida profissional como estilista na criação de roupas, prolongamento do corpo, concebendo-as como premissa de discussão e inserção nos ambientes. No limiar de seu contato com as Artes visuais, ela desenvolvia uniformes, peças padronizadas que levou-a a discutir as questões de espaço imóvel - móvel. Hoje atuando como artista visual, vem trabalhando na fronteira de diferentes linguagens artísticas, sempre ativando o tecido e a vestimenta como suporte e matérias subjetivas do trabalho. Nas performances, o figurino era elemento chave de discussão, assim como meio de pensar a ideia de compressões nas esculturas. O tecido é elemento estético e problematizador em seu trabalho e é movido pelo desejo de escape de um corpo poroso, aberto aos disparos que os acrescentam camadas afetivas. A medida que esses escapes pelo mundo acontecem, seja através da relação ao lugar de origem, às travessias, o mar como espaço de contágios e deslocamentos de paisagem, esse tecido amplia-se em conexões e alcances ao outro. Participou de exposições coletivas, individuais, performances e residências artísticas em âmbito nacional e internacional. Foi premiada em duas edições da Unifor Plástica e recebeu prêmios do Minc e Secultifor. Herbert Rolim Fortaleza Brasil artista-pesquisador-professor do Intituto Federal do Ceará (IFCE). Doutor em Belas Artes pela Universidade de Lisboa. Artista premiado nas edições 1994, 1995, 2000, 2001, 2002 e 2016 do Salão de Abril. Participou do Salão Nacional MAM Bahia, 1994 e 1997; do Panorama da Arte Brasileira, MAC São Paulo, 1997; Rumos Visuais, Itaú Cultural, São Paulo, 2000. Foi júri de seleção dos editais do Centro Cultural do BNB,

2008 e 2009; do edital do Centro Dragão do Mar de Arte Cultura (CDMAC), 2013; e do 65° Salão de Abril, 2014. Curador das exposições Salão de Abril: de casa para o mundo do mundo para casa, CDMAC, 2010; Fogo Fátuo, Museu da Universidade Federal do Ceará (MAUC-UFC). Autor dos livros Arte Anfíbia: o caso Otacílio de Azevedo, 2009; Salão de Abril: de casa para o mundo do mundo para casa, 2009.



Baixar 0.67 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal