Instituto de cosmetologia mba tecnologia cosmética


Figura 1 - Estrutura da pele



Baixar 3.96 Mb.
Página9/73
Encontro30.06.2021
Tamanho3.96 Mb.
1   ...   5   6   7   8   9   10   11   12   ...   73
Figura 1 - Estrutura da pele

Fonte:


Macedo (2001) considera que cada ser humano tem uma pele única, que difere de pessoa para pessoa, de raça para raça e até de uma área do corpo para

outra. Porém, há algumas características gerais, como o fato de que a pele tem sempre a mesma estrutura básica, para ele também formada por três camadas: epiderme, derme e hipoderme6.

A epiderme apresenta-se construída de células epiteliais dispostas em camadas e sua principal função é proteger o corpo contra os agressores externos e perda de fluidos orgânicos. Está dividida em cinco camadas.

Camada basal é formada por uma única (no máximo dupla) camada sobre a membrana basal. É o local de maior atividade mitótica, pois contém células fonte da epiderme, onde há constante renovação celular. À medida que as células completam sua formação vão sendo empurradas para cima pelas células mais jovens. As células da camada basal são formadas a partir das células tronco³.

Nesta camada também estão os melanócitos que produzem a melanina e através dos dendritos entram em contato com os queratinócitos vizinhos. A melanina protege a pela da radiação UV e é responsável pela coloração da mesma.

A camada basal também é chamada de camada germinativa.

Camada espinhosa ou camada de Malpighi, esta localizada acima da camada basal, tem citoplasma mais abundante e é onde estão localizadas as células de Langherans, originárias de células precursoras da medula óssea e são responsáveis pela resposta imunológica cutânea por estimulação dos linfócitos T e as células de Malpighi responsáveis pela produção de queratina3,5.

As células espinhosas são assim chamadas devido às duas conexões intercelulares formadas por filamentos proteicos denominados desmossomos.

Essa camada confere a epiderme coesão nas células e resistência ao atrito e recebem nutrientes por difusão da derme e quando estão mais próximas à superfície morrem e seu protoplasma se torna queratinizado, rígido.

Camada granulosa, formada por células achatadas com numerosos grânulos citoplasmáticos de querato-hialina (substancia percussora da queratina).

Quando as células da camada granulosa morrem os fosfolipídios entram no processo de degradação e formam as ceramidas que preenchem os espaços intercelulares. Junto com as ceramidas também estão o colesterol, fosfolipídios não degradados, ácidos graxos livres formando o cemento extracelular que tem a função de evitar a perda de água transepidermal excessiva.

Camada lúcida presente apenas nas regiões plantar e palmar, é composta por uma fina camada de células achatadas, anucleares e os grânulos de querato-hialina

foram modificados em um líquido oleoso denominado eleidina. Essa camada tem a função de aumento da resistência3.

Para Rosaline Kelly Gomes a epiderme pode chegar à espessura de 1,5 mm na planta dos pés, palmas das mãos, cotovelos e joelhos dependendo do atrito sofrido5.

Camada córnea, sua espessura é variável, suas células são anucleares, achatadas, desidratadas, com aspecto de lâminas superpostas. São células completamente preenchidas por filamentos de queratina embebidos numa densa matriz proteica, o que confere certa proteção contra agentes químicos e a impermeabilidade da pele.

A penetração dos cosméticos no estrato córneo depende de sua composição.

As células mais superficiais dessa camada vão se desprendendo e são eliminadas, para renovação celular. Esse processo de renovação celular natural leva em média 28 dias, dependendo do local e idade do indivíduo5.

O processo de esfoliação acelera a renovação celular.

A derme é a camada mais espessa de tecido conjuntivo, é o elemento de sustentação e nutrição da epiderme e seus anexos. Contém grande quantidade de fibras nervosas, vasos sanguíneos e linfáticos, folículos pilosos e glândulas sebáceas e sudoríparas.

A derme é dividida (mas não existe uma linha de demarcação) em uma área superficial chamada de derme papilar, formada de tecido conjuntivo frouxo e contêm poucas fibras de colágeno e raras de elastina, e outra mais profunda chamada derme reticular, que é composta de feixes de colágenos espessos, mistura com fibras elásticas (elastina) e reticulíneas, em uma matriz de substancia fundamental rica em glicosaminoglicanas (ácido hialurônico) ligados ou não a proteínas.

Os elementos celulares são fibroblastos, histiócitos, células endoteliais e mastócitos.

Os fibroblastos são as células mais comuns do tecido conjuntivo, participam da manutenção e integridade do tecido epitelial, sintetizam macromoléculas, proteínas como colágeno, elastina, fibronectina, glicosaminoglicanas (GAG) e proteoglicanas que participam da cicatrização, sustentação, elasticidade, e retenção hídrica, mas também produzem as MMP (metaloproteinases) que são enzimas que degradam os mesmos3,5,7.


O colágeno confere resistência à tração, extensibilidade e estabilidade estrutural.

A elastina tem propriedade de estiramento, retração elástica e flexibilidade da

pele.


Juntamente com o colágeno e a elastina a MEC (Matriz Extra Celular) forma

uma malha que proporciona resistência à pele5.

O ácido hialurônico é fortemente hidratador, pois pode reter até 100 vezes o seu próprio peso em água, conferindo a hidratação, a textura e a elasticidade da pele7.

O folículo piloso é o local onde se originam os pelos. Possui a papila dérmica do pelo onde estão as células responsáveis pelo crescimento e manutenção do folículo piloso. Junto com as células da matriz existem melanócitos que produzem a melanina que irão conferir a cor dos pelos.

O bulbo é a extremidade profunda e ligeiramente inchada da raiz, é a parte viva do fio que o faz viver e pulsar, pois é no bulbo que são recebidos os nutrientes necessários para o crescimento do pelo e está circundado por receptores sensoriais. Os pelos são compostos de proteínas semelhantes à queratina epidérmica, na haste do pelo ocorre queratinizarão rápida onde é sintetizado um tipo de queratina mais dura do que da epiderme e não se observa a formação prévia de queratohialina.

As glândulas sebáceas são as responsáveis pela secreção do sebo e junto eliminam os restos degenerados da célula sebácea, destruída no cumprimento de sua função.

O sebo faz parte do manto hidro-lípido (emulsão epicultânea) responsável por manter a umidade natural da pele, evitar a evaporação da água, manter os cabelos lubrificados e resistentes, evitar a formação de fissuras, proteger contra irritantes químicos insolúveis na gordura.

Glândulas sudoríparas são as responsáveis pela excreção do suor, participam na regulação térmica do corpo, concorrem para flexibilidade da pele e auxiliam a função excretora renal3.

A hipoderme é formada por tecido conjuntivo frouxo e é altamente vascularizada, localiza-se logo abaixo da derme, da qual recebem cordões fibrosos de tecido conjuntivo com as funções de sustentação denominados trabéculas interlobulares e entre esses feixes estão os adipócitos5.

O tecido adiposo tem a função de armazenar energia, modela o corpo e é responsável em partes pela diferença entre o corpo do homem e da mulher, preenche os espaços internos, absorve impactos, mantém os órgãos nos lugares e funciona como isolante térmico5.


3.3.1 Pele masculina

Necessidades de cuidados com a pele masculina são fortemente influenciados pela necessidade de remover os pelos faciais de uma forma e frequência regular. Problemas de pele facial associados à depilação são comuns e incluem queimaduras e irritações de barbear.

É importante manter a hidratação e maciez do pelo durante o barbear e fazer a hidratação facial pós-barba. Produtos contendo glicerina e emolientes podem criar um ambiente para a melhoria da função barreira, que pode ser ainda melhorada pela incorporação de ingredientes específicos, tais como niacinamida8.

Durante a infância, o fenotipo cutâneo é bastante semelhante nos dois sexos. A maior parte do dimorfismo sexual cutâneo ocorre durante a puberdade, devido a influencia dos hormônios definidores do sexo masculino produzidos pelo testículo.

A pele masculina adulta difere da feminina em diversos aspectos, como metabolismo hormonal, padrão de crescimento de pelo, propriedades imunológicas, índice de transpiração, aspecto e produção de glândulas sebáceas, flora bacteriana, resposta à radiação UV, pigmentação e espessuras dérmicas e epidérmicas9.

Com a atual pressão exercida pelos meios de comunicação que exaltam a juventude e a saúde cada vez melhor em todas as idades (levando-se em consideração que a pessoa de 65 anos de idade hoje equivale a de 40 anos de algumas décadas atrás, sem se falar na expectativa de vida maior). Os homens acima dos 40 anos querem parecer mais jovens, além disso, as gerações mais novas do sexo masculino desejam manter uma aparência jovem por meio de medidas preventivas.

Os consumidores de hoje exigem maior sofisticação: querem que os cosméticos sejam verdadeiramente eficazes e proporcionem melhora visível no aspecto da pele. Além disso, os homens exigem que esses cosméticos funcionais proporcionem a sensação de frescor e tenham aroma suave, com um toque revigorante e masculino9.

Em função dos hormônios masculinos, os homens secretam sebo quatro vezes mais que as mulheres e consequentemente seus poros são maiores e os homens estão mais propensos a desenvolver a acne. Por isso são recomendados produtos de limpeza facial que limpam e tratam os poros.

O homem despende cerca de 3350 horas (mais de 400 dias de 8hs) de sua vida removendo um total de 8,4 metros de pelo, com peso superior a 1,8kg de seu rosto.

A barba protege a pele, e sob ela seus pelos são amarras rígidas conferindo- lhe suporte de modo que os homens apresentam menos rugas em áreas com barba9.

É interessante notar também que o crescimento da barba do homem é mais rápido na faixa dos 30 anos, elevando-se de acordo com o horário: é mais rápido durante o dia do que a noite.

O pelo da barba é quase tão rígido quanto um fio de cobre de mesma espessura.

A exposição à água morna durante 2 min e 45s leva o pelo a se expandir em torno de 34% em volume, tornando-se muito mais macio e cerca de 70% mais fácil de ser cortado. Se o pelo da barba não for adequadamente amolecido até mesmo uma lâmina afiada pode ser danificada nos primeiros movimentos e o resto do barbear será desconfortável e irritante.

Formigamento, ressecamento e vermelhidão são os inconvenientes usuais de barbear-se: produtos inadequados, perfumados e com grande teor alcoólico facilmente amplificam esses efeitos colaterais9.

Os produtos para barbear evoluíram na forma, no aspecto e na composição, mas seus objetivos continuam os mesmos. Devem ser eficazes, porém brandos, e não podem estar associados a efeitos colaterais.

Após a agressão do barbear, dá-se prioridade para a cicatrização por meio do restabelecimento da película hidrolipídica. Os produtos pós-barba suavizam e hidratam a pele, existem diversas formas: bálsamos, óleos secos, creme e emulsões leves, géis. Bons pós-barbas hidratam a pele sem deixá-las gordurosa, aliviam a irritação, criando sensação de frescor e bem estar9.



    1. Pelos

Os pelos são estruturas presentes em praticamente toda superfície corporal, com exceção da palma das mãos, sola dos pés, laterais dos dedos e algumas partes dos órgãos genitais, e começam a se desenvolver no primeiro trimestre gestacional5. Embriologicamente o primeiro sinal de aparecimento do folículo piloso é uma coleção de células que se que se juntam adjacentes à epiderme fetal, no estágio de periderme do desenvolvimento cutâneo, mesmo antes que a camada córnea tenha sido formada. Essas células se multiplicam e se estendem na direção da derme, inclinadamente em relação à superfície cutânea. O núcleo dos folículos pilosos aparece primeiro nas regiões dos supercílios, lábio superior e queixo por volta de 9 semanas de desenvolvimento embrionário, e em outras regiões no quarto mês.

Próximo de 22 semanas está estabelecido o complemento completo dos folículos10.

São formados por células queratinizadas muito resistentes, e possuem duas partes, a haste e a raiz5.

As funções dos pelos são: proteção contra os raios solares, isolamento térmico, função sensorial e tátil, proteção dos olhos, narinas e condutos auditivos contra partículas estranhas5.




      1. Compartilhe com seus amigos:
1   ...   5   6   7   8   9   10   11   12   ...   73


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal