I. Dos limites temporais das mudanças lingüísticas, segundo M. Said Ali



Baixar 179.02 Kb.
Pdf preview
Página3/3
Encontro12.07.2022
Tamanho179.02 Kb.
#24238
1   2   3
periodizacao da lingua portuguesa
V. Objetivos desta Mesa

Analisar os dados referentes à posição de sujeitos e colocação de clíticos à luz dos dados referentes a estratégias de focalização, em especial a 
emergência da construção de clivadas verdadeiras.

Demonstrar que a análise conjunta desses dados mostra o surgimento de uma diferenciação clara entre textos produzidos por autores nascidos 
depois do final do século XVII e textos produzidos por autores nascidos no século XVIII. 

Discutir as questões que envolvem os limites finais do chamado Português Médio, sobretudo quanto ao estatuto gramatical da sintaxe dos textos 
representativos da última geração dos 1600.

Propor um enriquecimento da periodização proposta em Galves, Namiuti e Paixão de Sousa (2005), pelas novas informações relativas à clivagem:


Português Arcaico
Português Médio
Português Europeu Moderno
Português Brasileiro
[ ......... i n t e r p o l a ç ã o........]
[...................................ordem básica VS............................................]
[..................................alternância S#Vcl ~ #SclV..............................]
[......ordem básica SV.......]
[......#SV = #SVcl............]
[......#SV = #SclV............]
[......ordem básica SV.......]
[......clivadas.......]
[......clivadas.......]

Document Outline

  • I. Dos limites temporais das mudanças lingüísticas, segundo M. Said Ali (“Gramática Histórica”, 1921)
  • II. Algumas periodizações tradicionais (cf. Mattos e Silva, 2005:25)
  • III. Questões Colocadas para a Teoria da Gramática
  • IV. Uma “Periodização do Português Revisitada”
    • IV.1 Proposta para a Periodização do Português em Galves, Namiuti e Paixão de Sousa (2005)
  • V. Objetivos desta Mesa

Baixar 179.02 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal