HumanizaçÃO, cuidados paliativos e dor oncologica organizadores: Abrale e Viva e Deixe Viver Metodologia



Baixar 2.94 Mb.
Encontro29.10.2019
Tamanho2.94 Mb.

HUMANIZAÇÃO, CUIDADOS PALIATIVOS E DOR ONCOLOGICA

Organizadores: Abrale e Viva e Deixe Viver



Metodologia:

Diário de Bordo Eletrônico com questões quantitativa e qualitativa on-line através de questionário estruturado de autopreenchimento disponível na web e ou nas versões Android e iOS para a base de voluntários de todas as praças que a Viva atua no país.



Amostra:

Foram obtidas 15573 respostas dos contadores de histórias, provenientes de voluntários que atuam nos hospitais pelo Brasil



Coleta de dados:

A coleta de dados ocorreu entre 01 de Abril à 31 de dezembro de 2015.



Objetivos do estudo:

- Conhecer as relações interpessoais entre contador de histórias, pacientes e suas famílias e equipe de profissionais da saúde ;

- Avaliar o impacto da leitura e do brincar a partir da arte de contar histórias;

- Investigar possibilidades de melhorias na dor, humor dos pacientes.



Histórico

1998 – Caderno (Nuvem)

2013 - Planejamento

2015 - Implantação

2016 - Inovação

Introdução:

Pesquisa contínua realizada pela Associação Viva e Deixe Viver a partir do trabalho voluntário desenvolvido pelos Contadores de Histórias .



TOTAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES IMPACTADOS 88.417

FONTE: DIÁRIO ELETRÔNICO 2015

Em 58% o paciente impactado pela contação de histórias e brincar fazem parte da primeira infância – 0 à 6 anos de idade.

FAIXA ETÁRIA DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES ATENDIDOS PELOS CONTADORES

FONTE: DIÁRIO ELETRÔNICO 2015



TOTAL DE ATUAÇÕES DOS VOLUNTÁRIOS 15.573

A contação de histórias é utilizada em 47% do tempo dedicado pelo voluntário. O brincar acontece em 63% tendo destaques para 9% jogos, 10% musica e em 5% a participação e envolvimento da família.



ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELOS CONTADORES DE HISTÓRIAS

FONTE: DIÁRIO ELETRÔNICO 2015



TOTAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES IMPACTADOS 88.417

Na percepção entre o inicio da contação de histórias e o final do encontro, o voluntário fotografou melhoras significativas no estado de humor e dor dos pacientes impactados.

FONTE: DIÁRIO ELETRÔNICO 2015



ESTADO DE HUMOR E DOR

TOTAL DE FAMILIARES IMPACTADOS 66.198

67% dos pais participam das atividades com os contadores de histórias, somando os 27% de avós, tios e irmãos reforça que a contação de histórias e o brincar é compartilhado com a família

FAMILIARES IMPACTADOS

FONTE: DIÁRIO ELETRÔNICO 2015



TOTAL DE FAMILIARES IMPACTADOS 66.198

FONTE: DIÁRIO ELETRÔNICO 2015

A contação de histórias aproxima as crianças de seus acompanhantes. Em 34% das vezes famílias incentivaram a participação da criança e em 60% escutam, observam e participam da atividade.

FONTE: DIÁRIO ELETRÔNICO 2015



QUAL A PARTICIPAÇÃO DOS ACOMPANHANTES COM A CONTAÇÃO DE HISTÓRIA

67% dos pais participam das atividades com os contadores de histórias, somando os 27% de avós, tios e irmãos reforça que a contação de histórias e o brincar é compartilhado com a família

TOTAL DE PROFISSIONAIS IMPACTADOS 17.301

PROFISSIONAIS IMPACTADOS

FONTE: DIÁRIO ELETRÔNICO 2015



44% dos profissionais impactados são da área de enfermagem, 11% da medicina, 4% Classe Hospitalar

TOTAL DE PROFISSIONAIS IMPACTADOS 17.301

Em 40% os profissionais da saúde ouviram e incentivaram o paciente para as atividades propostas pelo contador de histórias

FONTE: DIÁRIO ELETRÔNICO 2015

QUAL A PARTICIPAÇÃO DOS PROFISSIONAIS COM OS CONTADORES DE HISTÓRIA?

44% dos profissionais impactados são da área de enfermagem, 11% da medicina, 4% Classe Hospitalar

FONTE: DIÁRIO ELETRÔNICO 2015


Profissional e Estudante da Saúde


Participação até

19/11/2016

19/11/2016

19/11/2016

19/11/2016

Participação até

19/11/2016

Participação até

19/11/2016

Obrigado

www.vivaedeixeviver.org.br

valdir.cimino@vivaedeixeviver.org.br




Compartilhe com seus amigos:


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal